SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Guardiões do petróleo brasileiro

O candidato que dominar português, matemática e informática terá mais chances de garantir uma das 44 vagas de nível médio no concurso da Petrobras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/02/2013 12:16


A estudante de engenharia civil Luciele Alves, 21 anos,  vai concorrer ao cargo de técnico de segurança  (Bruno Peres/CB/D.A Press ) 
A estudante de engenharia civil Luciele Alves, 21 anos, vai concorrer ao cargo de técnico de segurança

A Petrobras Distribuidora abriu concurso que vai selecionar 44 profissionais de nível médio para os cargos de técnico de administração e controle, de contabilidade, de operação, de segurança e de suprimento e logística. Os novos funcionários vão atuar em 33 cidades de 20 unidades da federação onde há demanda de trabalhadores na empresa responsável por distribuir e comercializar o petróleo brasileiro. Em Brasília, será uma vaga para técnico de operação e outra para técnico de segurança.

O certame será organizado pela Fundação Centro de Seleção de Candidatos ao Ensino Superior do Grande Rio (Cesgranrio) e terá 50 questões de múltipla escolha. Quem for tentar uma vaga para o cargo de técnico de operação deverá também fazer exame de capacitação física na cidade para onde pleiteia o posto. Todos os candidatos precisarão responder a itens de inglês, português, matemática e informática, além de questões relativas à área de atuação pretendida. Segundo a professora do curso on-line Canal dos Concursos Adriana Figueiredo, a Cesgranrio costuma ser mais conservadora do que outras bancas, como o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), que prefere enunciados que exigem do candidato maior capacidade de abstração. “São textos diretos, que deixam claro o que vai ser cobrado na questão”, explica ela, que é especialista em produção textual.

De acordo com Adriana, o aluno deve ficar atento principalmente à gramática. “Assuntos como regência são muito cobrados nas provas da banca organizadora e requerem maior capacidade de memorização”, relata. A especialista acredita que a melhor forma de estudar esse conteúdo é ler listas com verbos que podem causar confusão, como obedecer e visar. Outros assuntos que estão entre os favoritos da banca são crase e concordância. “Também é importante não se esquecer da flexão de palavras como bastante, meio e anexo”, relembra. Apesar de não abranger muitos itens na prova, a interpretação de texto não pode ficar de fora dos estudos do concurseiro. “A dica é ler cada texto duas vezes e sublinhar a ideia central. Assim, o estudante não precisa voltar toda hora no trecho e pode ganhar tempo”, sugere.

Diferentemente da prova de língua portuguesa, a de matemática deve cobrar resoluções de problemas que vão exigir do candidato mais interpretação. É o que defende o professor Fabrício Mariano, especialista em matemática e raciocíno lógico para concursos. “São questões consideradas difíceis para provas de nível médio”, alerta. Ele explica que a Cesgranrio tem o hábito de não repetir assuntos entre um concurso e outro. Porém, Mariano aposta que temas como geometria plana e espacial devem aparecer no exame. “Além de conhecer todas as fórmulas de área e volume, o aluno precisará dominar a visão espacial. Saber planificar uma figura, por exemplo, é uma das coisas que eles podem cobrar”, diz.

Ferramentas antigas
Para a prova de informática, é preciso ter atenção às ferramentas do Pacote Office 2003 na hora de estudar. “O candidato precisará recorrer à bibliografia específica dessa matéria, porque, geralmente, as bancas cobram versões recentes, como as de 2007 e 2010”, atesta o professor Reynaldo Telles, consultor em tecnologia da informação. Já a professora do curso preparatório Ponto dos Concursos Patrícia Quintão aconselha os candidatos a manterem o foco dos estudos em fórmulas e funções principais do Excel. “Opções de salvamento de arquivos e criação de gráficos também são muito exploradas pela banca”, diz.

A estudante de engenharia civil Luciele Alves, 21 anos, vai tentar uma das vagas para técnico de segurança da Petrobras e sabe que precisará dominar o Pacote Office antigo, o que, para ela, deve deixar a prova mais complicada. “Além de exigir conhecer muitos atalhos diferentes, a prova vai incluir questões sobre o Outlook, que é uma ferramenta de e-mail que não tenho o costume de usar”, explica.

Para garantir a vaga, Luciele se dedica entre três e quatro horas por dia aos estudos. Por enquanto, ela priroriza as áreas em que tem mais facilidade, como matérias específicas de segurança do trabalho, noções de qualidade, saúde ocupacional, meio ambiente e segurança, além de matemática. “Como sempre vejo cálculos no meu curso de engenharia, consigo resolver sem dificuldades problemas com números.”

O que diz o edital
Petrobras Distribuidora

Cargos: técnicos de administração e controle, de contabilidade, de operação, de segurança e de suprimento e logística
Vagas: 44
Remuneração:  R$ 2.599,45 e R$ 3.132,34
Inscrições: até 21 de fevereiro
Taxa: R$ 35
Provas: 14 de abril
Edital: www.cesgranrio.org.br/concursos

Vagas por estado
Acre     2
Alagoas     1
Amazonas     1
Bahia    2
Ceará    1
Distrito Federal     2
Goiás    2
Minas Gerais     2
Mato Grosso     2
Mato Grosso do Sul    2
Pará     3
Piauí     1
Rio de Janeiro     3
Rio Grande do Sul    1
Rio Grande do Norte    1
Rondônia    2
Roraima    1
Santa Catarina    1
São Paulo     12
Tocantins    1

Tags:

publicidade

publicidade