SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Entrega de carteiras da OAB celebra passado, presente e futuro da advocacia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/02/2013 16:43 / atualizado em 26/02/2013 16:46

Solenidade de entrega de carteiras celebra passado, presente e futuro da advocacia A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Distrito Federal recebeu 76 novos advogados que prestaram compromisso regimental, nesta terça-feira (26/02), no auditório da Entidade. A solenidade foi conduzida por Ibaneis Rocha, presidente da entidade, que deu as boas-vindas aos novos colegas de profissão. A solenidade foi acompanhada pela diretoria da Seccional, pelo presidente da Associação Nacional dos Procuradores de Estado (Anape), Marcello Terto e Silva, por conselheiros, familiares e amigos. Os novos advogados receberam, além da carteira profissional, o bóton de identificação. “A advocacia é uma grande profissão porque ela não interpreta somente as leis e a Constituição, ela interpreta os desejos do ser humano. Desejo a todos vocês que tenham esperança na advocacia e se apaixonem pela Ordem. Defender o Estado Democrático de Direito, defender os cidadãos é uma honra para qualquer advogado. Esta Casa está de portas abertas para todos vocês”, disse Ibaneis. O paraninfo da turma, Luiz Eduardo Sá Roriz, relembrou a história da OAB/DF. “A Ordem tem um passado que jamais poderá ser esquecido. Desde os anos 30, a Ordem vem se solidificando. Posicionou-se durante a Segunda Guerra Mundial, se manteve atenta a todos os movimentos daquele pequeno período pós-guerra. Foi altiva nos momentos mais difíceis, onde alguns colegas perderam inclusive a vida, para que a instituição fosse o que é hoje. Presenciei a invasão a nossa sede e naquele momento tomei fé de o que era a Ordem dos Advogados do Brasil e o quanto ela valia para a cidadania”. Após recordar o passado, o paraninfo falou sobre o futuro da advocacia. “O novo Direito que os senhores irão enfrentar é uma coisa que muda, evolui, é dinâmico e que às vezes gera uma insegurança devido aos fatos, mas é importante dizer que não é o Direito, a norma que gera insegurança, mas a complexidade do caso. Os senhores têm uma grande missão, que é a de adequar as normas, a interpretação, arguir de forma justa, concreta e legítima o direito dos seus clientes as novas situações vividas na vida moderna”. Luiz Eduardo finalizou falando sobre o papel a entidade. “Fazer parte dessa instituição é sempre motivo de grande regozijo para todos nós. A Ordem não é um simples conselho, um simples regulador do exercício da advocacia. A Ordem é a nova defensora da sociedade civil, é aquela que cunha a bandeira da ética e da cidadania”. Representando os compromissandos, o orador Tchezari Gomes Pena Medeiros destacou a importância da preparação para o exercício da profissão. “Na busca de credencial para o exercício da advocacia muitos tombam, o que, por si só, faz a primeira seleção. A segunda seleção e a mais importante é a vida cotidiana, o exercício da profissão. Nesse sentido, devemos, nós advogados, saber vencer, pois a sociedade está a exigir capacidade e dedicação do profissional do Direito”.

 

Fonte: OAB/DF

 

 

Tags:

publicidade

publicidade