SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

360 chances no Serpro

Raciocínio lógico, informática e gestão pública estão entre os conteúdos essenciais para quem quer garantir uma das vagas do concurso aberto pelo Serpro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/03/2013 10:56 / atualizado em 04/03/2013 13:17

Adauto Cruz
Das 360 vagas oferecidas pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), 121 são em Brasília. O concurso é de níveis médio e superior, para os cargos de analista e técnico, em 27 especialidades e qualificações, além de formação de cadastro de reserva. Entre as disciplinas mais importantes estão as de informática, raciocínio lógico e gestão pública, comuns a várias colocações.

A banca responsável pelo concurso é o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB). A estudante de publicidade e propaganda da UnB, Evellyn Bernardes, 23 anos, já está acostumada com a linguagem da organizadora. Para ela, a parte mais difícil dos exames do Cespe é o fator de correção. “Esse sistema de uma resposta errada anular uma certa é o que complica”, reclama. Evellyn vai prestar o concurso tanto para o cargo de analista de comunicação social como para o de técnico de suporte administrativo. Ela estuda quatro horas por dia, com apostilas e cursos on-line, e busca manter o foco nas disciplinas em que tem mais facilidade, como língua portuguesa e legislações em geral. “Consigo estudar tranquilamente as matérias jurídicas”, comenta Evellyn.

Gestão pública é a única disciplina de conhecimentos jurídicos gerais obrigatória a todos os cargos, com exceção do que exige formação em direito. No edital, a matéria aparece como um dos tópicos mais importantes de direito administrativo. De acordo com o professor Ricardo Blanco, especialista em direito constitucional do curso preparatório Vestconcursos, apesar de ser conhecido por elaborar questões mais complexas, o Cespe não deve elevar o grau de dificuldade dos itens da matéria. “A banca não tem o costume de inovar muito nessa parte”, explica Blanco.

O especialista relaciona os conceitos de administração direta e indireta como os mais prováveis de caírem. “Também é importante que o candidato saiba diferenciar serviço público próprio de impróprio e delegável de indelegável”, sugere. “O aluno precisa dominar a teoria primeiro. Depois, pode partir para os exercícios de provas anteriores”, conclui.

Internet
Noções de informática é outra disciplina que será cobrada para a maior parte dos cargos. O edital lista poucos tópicos, mas, segundo o professor do Pró-Cursos Marcus Belfort, é melhor ter cautela na hora de estudar o assunto. “O conteúdo cobrado é pequeno, mas não é necessariamente simples”, afirma. Para ele, o candidato deve ter foco principalmente em assuntos ligados à internet. “Quem quer garantir uma vaga precisa dominar programas como o Internet Explorer e o Outlook, além de conhecer as configurações deles”, argumenta.

Diferenciar conceitos e características de intranet e de extranet e conhecer protocolos como o DNS e o TCP/HIP também fará a diferença. “O Cespe prefere cobrar a camada de aplicação, que é a nº 5 do protocolo TCH/HIP, em vez das outras”, afirma Belfort.

Outra matéria que merece a atenção do candidato é raciocínio lógico, prevista para cair nas provas de 11 dos 27 cargos do certame. De acordo com professor da Vestconcursos Josimar Padilha, o edital do concurso do Serpro não é muito diferente de outras provas elaboradas pelo Cespe, como a da Polícia Federal e a da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). “É importante pegar exercícios dessas últimas provas para localizar o que a banca vem cobrando.”

Para Padilha, os assuntos mais importantes em raciocínio lógico são os princípios fundamentais da contagem e da probabilidade. “São também os assuntos mais difíceis, porque envolvem cálculos e interpretação, e isso pode dificultar a prova para quem não tem costume de trabalhar com matemática”, explica. Ele também indica o estudo da teoria dos conjuntos — que sempre é exigida de forma simples e objetiva pelo Cespe — e de lógica proporcional, temas com grandes chances de aparecerem no concurso. “Tópicos como equivalência lógica e negações de proposições compostas geralmente são mais cobrados nessa área”, comenta. Padilha alerta para o número de itens da disciplina previsto no edital: serão 15. “Dominar essa matéria será importante para garantir uma vaga.”

O que diz o edital
Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro)
Vagas: 360 (213 nível superior e 147 nível médio) mais cadastro de reserva
Remunerações: R$ 2.339,11 (nível médio), R$ 2.601,95 (nível superior, especialização em medicina do trabalho) e R$ 5.203,90 (nível superior, demais cargos)
Inscrições: a partir desta quinta-feira atá 27 de março
Taxas: R$ 60 (nível médio) e R$ 95 (nível superior)
Provas: 5 de maio
Edital: www.cespe.unb.br/concursos/serpro_13

Cargos
Analista (nível superior)
Administração de serviços de tecnologia da informação (27 vagas), advocacia (5), arquivologia (2), biblioteconomia (2), comunicação social (2), desenho instrucional (cadastro de reserva), desenvolvimento de sistemas (43), engenharia de segurança do trabalho (cadastro de reserva), engenharia elétrica (5), engenharia mecânica (1), gestão de pessoas (24), gestão empresarial (29), gestão financeira (1), gestão logística (16), medicina do trabalho (8), negócios em tecnologia da informação (2), perícia em cálculo judicial (4), programação visual (2), psicologia organizacional do trabalho (7), redes (8), serviço social (1) e suporte técnico (24).

Técnico (nível médio)

Enfermagem do trabalho (apenas cadastro de reserva), operação de redes (66), programação e controle de tecnologia da informação (31), segurança do trabalho (CR) e suporte administrativo (50).
Tags:

publicidade

publicidade