SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Governo tem 3 mil vagas autorizadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/03/2013 19:00 / atualizado em 27/03/2013 11:58

Larissa Domingues

Monique Renne
O ano de 2013 promete ser generoso para os concurseiros de todo o país. Desde 2012, o Ministério do Planejamento (MP) autorizou a abertura de 3 mil vagas no âmbito do Poder Executivo. Ontem, foi a vez do Ministério da Saúde (MS), que lançará em breve processo seletivo para contratação de 499 servidores temporários. As chances são para médicos (182), enfermeiros (182) e técnicos de enfermagem (135). Os aprovados deverão cumprir contrato por seis meses, prazo que poderá ser prorrogado, desde que haja justificativa.

A pasta da Saúde tem outras duas seleções a caminho. Uma delas oferecerá 265 vagas para graduados. Haverá oportunidades nos postos de administrador, analista técnico administrativo, economista, contador, engenheiro e bibliotecário. O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) organizará o concurso.

Terceirizados
O outro processo seletivo para a Saúde, que ainda não foi autorizado, trata da primeira fase do termo de conciliação judicial assinado entre o ministério, a Advocacia-Geral da União (AGU), o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público Federal (MPF). Até 2015, serão contratados 6,9 mil servidores de forma escalonada. De acordo com o Planejamento, eles vão substituir terceirizados que trabalham na área de atenção à saúde indígena. O primeiro concurso será lançado ainda este ano, oferecendo cerca de 4 mil postos. As nomeações devem ser feitas até 31 de dezembro próximo.

Certames previstos para 2013

Banco Central

O edital, que deve ser lançado até setembro, terá 515 vagas para técnicos, analistas e procuradores.
As remunerações para essas especialidades variam de R$ 4.917,28 a R$ 14.970,60.

Ministério do Trabalho
Serão oferecidas 100 vagas para o cargo de auditor do trabalho, que exige formação de nível superior. A remuneração é de R$ 13.600. O concurso sai até agosto.

Ministério do Planejamento
A seleção contará com 150 vagas para o posto de especialista em políticas públicas e gestão governamental. Para ocupar
o cargo, que oferece remuneração inicial de R$ 12.960,77, o candidato deve ser graduado. Edital até agosto.

INSS

O órgão deve lançar o edital com 500 vagas para analista do seguro social, cargo que exige formação de nível superior, até agosto. O salário inicial é R$ 5.538,05, podendo chegar a R$ 10.051,15 ao fim da carreira.

Ministério da Fazenda

A pasta terá concurso, até julho, com oferta de 347 vagas para cargos de nível superior. As chances são para os postos de analista técnicoadministrativo (300) e contador (47).

Ministério da Agricultura
Edital com 736 oportunidades efetivas será publicado até setembro. As vagas serão para fiscal federal agropecuário, agente de atividades agropecuárias. Agente de inspeção sanitária e industrial de produtos de origem animal, administrador, agente administrativo, bibliotecário, contador, economista, engenheiro, engenheiro agrônomo, geógrafo, psicólogo, técnico em contabilidade, auxiliar de laboratório e técnico de laboratório.

Ministério das Cidades
Cento e trinta vagas distribuídas entre cargos de níveis médio e superior até maio. Haverá chances para analista técnico administrativo, economista, estatístico, contador, arquivista, técnico em comunicação social, agente administrativo e técnico em contabilidade.

Departamento Penitenciário Nacional

O edital prevê 138 chances. Do total, 34 serão para especialistas em assistência penitenciária, quatro para técnico de apoio
à assistência penitenciária e 100 voltadas a agente penitenciário federal. Concurso sai até maio.

 

Tags:

publicidade

publicidade