SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Domínio das questões ambientais

Legislação específica e direito administrativo são conteúdos essenciais para os candidatos às 61 vagas do concurso do Ibama

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/04/2013 10:32 / atualizado em 22/04/2013 10:34

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) abriu 61 vagas para analista administrativo e o Distrito Federal concentra o maior número de oportunidades, são 27. A prova ocorrerá em 9 de junho, com organização do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB). Além dos conhecimentos básicos de matemática, raciocínio lógico e língua portuguesa, os candidatos precisam dominar questões de direito administrativo, legislação específica, administração de recursos materiais e ética no serviço público.

Depois de ficar um tempo afastado dos concursos, o geógrafo Fábio Rodrigues, 26 anos, apostou nessa oportunidade por atuar no setor ambiental. “Tenho um pouco mais de dificuldade em direito administrativo, porque foge da minha área de formação”, relata. O professor de administração do curso preparatório IMP Wendell Léo destaca o crescimento desse tipo de questões em seleções do Cespe. Ele acredita que esses itens representarão de 30% a 40% da prova do Ibama.

Dentro do conteúdo da área administrativa, Wendell ressalta a necessidade de o aluno ter um profundo conhecimento da Lei nº 8.112, de 1990, que institui o regime jurídico dos servidores públicos Civis, e da Lei nº 8.666, de 1993, sobre o processo de licitações. “Além do conhecimento das leis, o candidato precisa ter uma visão prática da gestão pública, sob o olhar do direito, sabendo reconhecer, por exemplo, o que é uma autarquia, quais são os processos administrativos e outros conceitos que você encontra na prática diária da gestão pública”, completa.

O doutor em ecologia e professor de gestão ambiental do Pró-Cursos Moacir Bueno Arruda ressalta a importância de o candidato ter um conhecimento geral das questões ambientais. Ele acredita que o foco do estudo deve ser mesmo a parte de administração. Contudo, os conceitos básicos relacionados ao meio ambiente podem ajudar nas questões de conhecimentos gerais e na redação. “O conhecimento básico em questões ambientais vai fazer a diferença, porque possibilitará ao candidato compreender melhor o que será discutido na prova. Colocará o candidato em um patamar acima”, diz Moacir.
Formada em publicidade e propaganda, Stéphane Karla Nogueira, 29 anos, prestou outros concursos, mas, agora, decidiu focar a seleção do Ibama. “Espero que a prova valorize as pessoas que se prepararam, com questões em que o conhecimento aprofundado sobre o assunto seja o mais importante”, comenta.

O professor de legislação e direito ambiental Antony Brandão explica que o principal nessa parte da prova será o direito ambiental constitucional, cujas normas estão previstas no artigo 225 da Constituição Federal. Além disso, como o Brasil não possui um código ambiental federal, a Lei nº 6.938, de 1981, tenta sistematizar o direito ambiental federal e é um tema relevante para o exame. O professor afirma que os pontos mais importantes da lei são os princípios do direito ambiental e o Sistema Nacional de Meio Ambiente, além do artigo 9º, que trata dos instrumentos da Política Nacional de Meio Ambiente. A banca examinadora também poderá explorar o licenciamento ambiental e as competências ambientais, presentes na Lei Complementar nº 140. Por último, o professor destaca a Lei nº 9.605, de 1998, que trata de crime ambiental e de infração administrativa ambiental.

Prova discursiva

A seleção para analista administrativo do Ibama também exigirá dos candidatos um bom desempenho na prova discursiva. O candidato Fábio Rodrigues aposta na ética como tema para a redação. “A ideia de tornar o serviço público mais ético ou como a ética entra no serviço público e de que forma permeia outros campos, inclusive o administrativo, é um assunto provável para a redação.”

O professor Wendell Léo tem uma aposta parecida. Ele explica que o Cespe tem usado, desde 2003, a redação como uma questão multidisciplinar. Por isso, Léo acredita que é possível cair um tema que envolva gestão de pessoas com ética e administração financeira e orçamentária. A importância da conduta ética das pessoas com relação a causas ambientais e o impacto da gestão de pessoas em organizações como o Ibama, contribuindo para políticas públicas e orçamentárias, são as sugestões do professor. Questões relacionadas ao dia a dia, como a segurança pública em casos de inundações, desabamentos e outras catástrofes ambientais ou assuntos em voga, como o Código Florestal, também são possibilidades.

O que diz o edital

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)
» Cargo: analista administrativo
» Vagas: 61 (27 no DF)
» Remuneração: R$ 6.134,15
» Inscrições: até 29 de abril
» Taxa: R$ 85
» Provas: 9 de junho
» Edital: www.cespe.unb.br/concursos
Tags:

publicidade

publicidade