SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

TCU abre 29 vagas de auditor federal

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/05/2013 18:00 / atualizado em 01/05/2013 11:18

Larissa Domingues

Gustavo Moreno
Graduados que sonham em seguir carreira no Tribunal de Contas da União (TCU) poderão tentar a sorte em breve. O Instituto Serzedello Corrêa (ISC) autorizou ontem a realização de concurso público para preencher 29 vagas de auditor federal, na especialidade de controle externo — orientação de auditoria governamental. Aprovados trabalharão no Distrito Federal (19), Amapá (2), Amazonas (2), Mato Grosso (2), Pará (2) e Rondônia (2).

Em 2011, o TCU lançou edital com 70 oportunidades para o mesmo cargo. À época, a remuneração era de R$ 11.256,83. Puderam participar da seleção graduados em qualquer curso reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) organizou o certame.

Os mais de 10,9 mil inscritos na última seleção de auditor federal para o órgão foram submetidos a provas de língua portuguesa e inglesa, controle externo, direito constitucional, direito administrativo, direito civil, direito processual civil, direito penal, auditoria governamental, administração financeira e orçamentária, análise de demonstrações contábeis, administração pública, direito regulatório e economia aplicada à regulação. Já as provas escritas foram compostas por três questões sobre a área e também por uma redação técnica.

Especialistas ouvidos pelo Correio alertam para a necessidade dos concurseiros estudarem com planejamento e método. Além de incluir todas as matérias pedidas no edital, o candidato precisa se dedicar a exercícios físicos e boa alimentação, para não perder o pique no dia das provas. Outro ponto importante é dar mais atenção ao estudo da língua portuguesa, que tem sido responsável por até 70% das reprovações.

» Oportunidades temporárias

Dois órgãos devem, nos próximos dias, abrir inscrições para a contratação de profissionais temporários. O Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), vinculado ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), vai oferecer 142 chances para brigadistas. Os salários e a data de inscrições ainda não foram divulgados. O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), por sua vez, vai oferecer 150 oportunidades. Os aprovados vão desenvolver atividades referentes à regularização fundiária na Amazônia Legal. Os contratos terão validade de 12 meses, podendo ser prorrogados pelo período máximo de cinco anos. Os salários devem variar de R$ 1,7 mil a R$ 8,3 mil.
Tags:

publicidade

publicidade