SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Sacrifício vale a pena

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/08/2013 14:05 / atualizado em 11/08/2013 14:06

A dura rotina de concurseiro exige renúncias até mesmo da vida familiar. Em pleno Dia dos Pais, 143 mil candidatos dedicarão boa parte do domingo em busca de uma vaga no serviço público, em quatro seleções para órgãos federais (veja matéria ao lado). É o caso da contadora Rayzza Shubers Oliveira, 21 anos, que se prepara para as provas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Ela conta que foi por incentivo dos próprios pais que optou pela vida no serviço público. “O sacrifício vai valer a pena. Me sinto preparada”, diz. Para quem se dedicou o suficiente para ir à luta com chances de vencer, há, ainda, um inimigo a ser superado: a ansiedade.

Especialistas recomendam calma aos candidatos. Rayzza, por exemplo, é estreante e confessa estar nervosa. Ela estuda há oito meses e investiu muito tempo e dinheiro para alcançar o objetivo.

Para evitar que o lado emocional interfira negativamente no desempenho, o especialista Alexandre Maia recomenda atividades físicas moderadas, como caminhadas. Quem não reservou tempo para isso, pode fazer exercícios respiratórios, que podem ser feitos até durante a prova.

Pedro Henrique Rodrigues, 29, aspirante a um cargo na Polícia Rodoviária Federal (PRF), admite que controlar a ansiedade será um desafio mais na hora da prova. “É inevitável não ficar nervoso. Mas tenho certeza de que nada vai me atrapalhar. Estou confiante”, diz. Nos últimos dois meses, ele estudou durante oito horas por dia. Tudo para conquistar um sonho antigo, o de entrar para a corporação. “Fiquei apaixonado pela carreira. O fato de salvar vidas, auxiliar na prevenção de acidentes de trânsito me atrai muito”, confessa. E com tantas emoções em apenas um dia, Pedro afirma ainda que ligará para o pai, que mora em Santa Catarina, assim que sair da prova. “Vou mandar uma mensagem no celular dele pela manhã, já que não tem como vê-lo pessoalmente.”

Mesmo para os candidatos que vão enfrentar um dia inteiro de provas, como o publicitário Edmundo Zahlouth, 44 anos, que fará as duas fases do Ministério do Planejamento, especialistas orientam evitar comidas pesadas. Pela manhã, um bom lanche é recomendável. No almoço, um alimento leve, com o cuidado de não incluir nada de novo no cardápio, adverte o professor Jaime Amorim, do Grupo Vestcon. Apesar de estar com o coração aos pulos, Zahlouth, 44 anos, está esperançoso. “Estou um pouco nervoso, mas vou tentar me controlar”, pondera.

O professor Mariano Borges, do Gran Cursos, alerta para a necessidade de se manter hidratado, justamente durante o período de seca. Para evitar problemas com o calor, ele recomenda que o candidato leve uma garrafa d’água. Também é fundamental prestar atenção no trânsito, que poderá ficar engarrafado próximo aos locais de prova. Nesse caso, a dica é se planejar para estar em sala pelo menos uma hora antes do início do horário da prova.

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e o Metrô-DF não prepararam esquema especial para o tráfego. Quem vai de carro deve ficar atento às dificuldades de estacionamento. Para os que não são da cidade, a dica é conhecer as rotas e os horários dos ônibus, que, no domingo, circulam em horários diferenciados. Esses, se não quiserem arriscar, podem optar pelo táxi.
Tags:

publicidade

publicidade