SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

CONCURSOS »

Dia de maratona de provas

Candidatos a 1,3 mil vagas em quatro órgãos federais revelam ambiente tranquilo, mas admitem dificuldades com alguns testes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/08/2013 16:00 / atualizado em 12/08/2013 12:21

Ana Carolina Dinardo , Arthur Paganini

Antonio Cunha

Os 143 mil candidatos esperados em todo o país ontem para disputar vagas em quatro órgãos federais, com salários de até R$ 21 mil, encontraram, pelo menos em Brasília, um domingo do Dia dos Pais aparentemente sem transtornos. Com provas pela manhã e pela tarde, os concurseiros em busca das 1,3 mil vagas em jogo se mostraram esperançosos. Não havia, porém, até o fechamento desta edição, informações sobre as abstenções.

Para os candidatos às 150 vagas de especialista em políticas públicas e gestão governamental do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), as provas transcorreram sem reclamações. Da mesma forma, houve tranquilidade nos certames para as 135 vagas de analistas e técnicos em regulação e em administração da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Ao todo, 28,3 mil pessoas se inscreveram nos dois testes. Nas delegacias de Brasília, Ceilândia e Taguatinga, nenhuma ocorrência foi registrada. O resultado deve ser divulgado pela ANTT em 3 de setembro e o do Planejamento, um dia antes.

Os candidatos do concurso do MPOG fizeram provas de conhecimentos gerais na parte da manhã e de conhecimentos específicos à tarde. Cada uma teve duração de quatro horas. Segundo o biólogo Diogo Chalegre, 29 anos, as questões de raciocínio lógico e de estatística foram as mais desafiadoras. “Estudei pouco para essas matérias”, explicou. A servidora pública Dalila Tusset, 29, também teve pouco tempo para se preparar e sentiu dificuldades para concluir as questões. “Só não fui pior na prova porque já tinha uma base, já que havia feito outros concursos antes”, disse.

Para o concurso da ANTT, foram realizadas provas para nível superior na parte da manhã e para nível médio, à tarde, cada uma com quatro horas e meia de duração. Para o professor Marcelo Santos, 25, a organização do certame foi boa, mas ele também achou o nível da prova puxado. “A parte de conhecimentos específicos e de legislação exigiram muito estudo, assim como as questões discursivas, que trataram sobre a rotina de operação dos agentes”, contou. A estudante Juliane Cibelly, 18, também reclamou do grau de dificuldade da prova. “Foi complicado no geral, mas a redação foi ainda mais complicada”, observou.

O gabarito oficial preliminar da agência reguladora deve ser divulgado no endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/antt_13 a partir das 19h de 13 de agosto. Já para o concurso do MPOG, os gabaritos devem ser divulgados a partir de hoje. Os recursos também devem ser encaminhados pela internet, no www.esaf.fazenda.gov.br. Os prazos para os recursos contra os resultados das provas discursivas dos dois concursos é de dois dias úteis após a divulgação das notas.

MPT
Quem prestou o concurso do Ministério Público do Trabalho (MPT) também não enfrentou problemas para chegar aos locais de prova em Brasília. Com o trânsito livre e sem engarrafamentos não houve registro de nenhum candidato chegar após os portões fechados. O salário de R$ 21 mil é o maior entre os disputados ontem, a serem pagos a 23 procuradores do trabalho nas Procuradorias Regionais do Trabalho nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Montes Claros (MG), Porto Alegre, Pelotas (RS), Santo Ângelo (RS), Salvador, Recife, Brasília, Campinas (SP), Cuiabá, Cáceres (MT) e Corumbá (MS). No Distrito Federal, não houve registros de ocorrência em relação a irregularidades durante a aplicação do certame.

Tags:

publicidade

publicidade