SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Professores de ciências naturais protestam contra edital de concurso do GDF

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/09/2013 18:12 / atualizado em 06/09/2013 19:47

Gabriel Lopes/Esp. CB/DA Press
Mais de 100 profissionais e estudantes da área de ciências naturais ocuparam, ao longo da tarde de hoje, o auditório principal da Secretaria de Educação do GDF, (SEDF) no Setor Bancário Norte. O ato, que começou por volta das 15h, ocorre um dia após a publicação de edital para concurso de professor efetivo na rede pública do DF, apresentado sem vagas para o segmento.

Segundo André Costa, aluno do quarto semestre de ciências naturais da Universidade de Brasília, o corte foi uma surpresa para a categoria. “Em seleções passadas, para cargos temporários, a área já aparecia. Desta vez, para a contratação permanente fomos excluídos”, explica.

Decepcionada, a professora Mônica de Souza, 24 anos, conta que espera uma oportunidade de efetivação desde 2011. “Dou aulas em Planaltina, como substituta há dois anos, e esperava que agora teria chance de fazer o concurso. Se existem vagas temporárias para ciências naturais, logicamente, devem existir também cargos efetivos”, detalha.

Negociações positivas

Na ausência do secretário de educação Marcelo Aguiar, os manifestantes foram recebidos pelo chefe de gabinete da pasta, José Eudes Costa, que explicou a situação aos presentes e, em seguida, acordou uma nova reunião para segunda-feira, 9. No encontro estarão presentes membros da Secretaria de edução e da comissão representativa dos alunos de ciências natuais da UnB, além dos responsáveis pela elaboração do edital do certame.

De acordo com o representante da secretaria, a exclusão dos professores de ciências naturais ocorreu, provavelmente, devido a uma falha na concepção do edital de seleção. “A SEDF está disposta a resolver esse conflito e estamos abertos à mudanças no edital. Nossa expectativa é que tudo se resolva na segunda”, ponderou Costa.

Interdisciplinaridade

Habilitados à licenciatura em níveis fundamentais de ensino, os professores de ciências naturais podem lecionar matérias como química, física e biologia. Além disso, com a reformulação do novo Enem, a área ganhou mais destaque, devido a divisão da prova nacional, que unifica as disciplina similares em um mesmo nicho de conhecimento.

Nesse sentido, os professores do ramo tem ganhado espaço no mercado, conquistando vagas na rede particular e, oferecendo aos alunos uma visão sistêmica dos assuntos abordados em sala de aula.

Segundo o professor Pasquete, diretor do câmpus de Planaltina da UnB, o curso pertence ao grupo de novas graduações, criados em todo o país, no intuito de gerar mais conhecimento e formas diferenciadas de trabalho.
Tags:

publicidade

publicidade