SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Tema da redação do Enem é Lei Seca; veja comentário de professor

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/10/2013 14:11

Mariana Niederauer

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2013: “Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil". O professor da disciplina no Sistema Ari de Sá, Vandenverg Saraiva, acredita que a escolha foi pertinente e segue a tendência do exame, de cobrar temas relacionados a ética.

De acordo com o professor, os estudantes que fazem a prova agora e que acompanharam as notícias sobre a implantação da Lei Seca no país podem citar o fato de que o Brasil é o segundo país em número de acidentes de trânsito e que essa é a segunda principal causa de mortes.

Para a estrutura do texto, é importante seguir a estrutura determinada pelo Guia do Participante. No primeiro parágrafo, introduzir o assunto e trazer uma tese que deverá ser defendida com argumentos nos dois próximos parágrafos. "O candidato pode usar dados estatísticos, citar exemplos e fatos e também informações dadas pelos textos motivadores", explica.

No último parágrafo, é preciso concluir o texto propondo uma possível solução para o problema. "Umas das competências que será avaliada é se o aluno é capaz de elaborar uma proposta de intervenção para o problema de forma a diminuir as consequências negativas dele", conclui.

Tolerância zero

Além das redações com sete linhas ou menos receberão, receberão nota zero candidatos que fizerem brincadeiras ou deboches. As notas não são passíveis de recurso, o Inep divulga apenas o espelho da redação apenas para fins pedagógicos.

As redações serão avaliadas de acordo com cinco competências: domínio da norma-padrão da língua escrita; compreensão da proposta da redação e aplicação de conceitos de diversas áreas do conhecimento para desenvolver o tema; capacidade de selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações para defender um ponto de vista; conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação; e elaboração de proposta de intervenção ao problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Tags:

publicidade

publicidade