SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

105 vagas em Brasília

Ética no serviço público, gestão de pessoas e direito administrativo estão entre os conteúdos essenciais nos estudos para o concurso do MDIC. As chances são para os níveis médio e superior

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/11/2013 11:19 / atualizado em 11/11/2013 11:23

Ana Rayssa
Estão abertas, até 20 de novembro, as inscrições para o concurso do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). São 105 vagas no total, 30 para o cargo de agente administrativo e outras 75 para o de analista técnico-administrativo. O primeiro posto exige ensino médio completo e, o segundo, formação superior em qualquer área. As provas, previstas para 9 de fevereiro, serão divididas em duas etapas: objetiva (conhecimentos básicos e específicos) e discursiva, que consistirá em redação de texto dissertativo sobre conhecimentos específicos ou redação oficial, de acordo com o cargo pretendido. A banca responsável é o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe).

Elencada para ambos os cargos, a disciplina de direito administrativo, tradicional nos concursos, exigirá atenção dos candidatos devido à cobrança de tópicos atuais. “O Cespe é uma banca que gosta de relacionar o edital com o cotidiano do servidor. Portanto, a dica é ir além dos materiais de estudos tradicionais e procurar entender as decisões recentes dos tribunais superiores que envolvam direito administrativo”, explica Sandro Brito, do curso preparatório Alfa. Ler os informativos atuais desses órgãos é uma das sugestões, e também prestar atenção ao que foi cobrado nas últimas provas aplicadas pelo Cespe. “É uma banca que dificilmente deixará algum assunto de fora. Por isso, recomendo rever provas recentes, como as da Polícia Civil, Rodoviária e do Banco Central para compreender quais tópicos são mais explorados”, ressalta.

Ao contrário das disciplinas de direito, gestão de pessoas ainda é assunto novo nos editais dos certames. Nesse caso, o cuidado deve estar na hora de fornecer a resposta pedida. “Por ser uma disciplina próxima do cotidiano das pessoas, o risco de cair no ‘achismo’ é alto. O candidato deve entender que a resposta certa é aquela presente nos textos e materiais de estudo, e não o que diz seus juízos pessoais de valores”, alerta o professor de administração pública da rede de ensino LFG, Edmo Menini. Na hora de estudar, Menini recomenda um esforço para entender as transformações nos modelos de gestão da década de 1960 para a de 1990 e sugere algumas horas de pausa assistindo Tempos Modernos, de Charles Chaplin. Tópicos específicos também merecem atenção no período de estudo. “O avaliado pode esperar todos os itens do edital durante o certame, mas alguns tendem a ser mais explorados. Por isso, sugiro foco em recrutamento e seleção, além de liderança e gestão de desempenho”, pontua.

Com facilidade para os temas de gestão de pessoas, a consultora de moda Marítisa Gambirasi, 28 anos, enxerga nesse concurso uma excelente oportunidade para profissionais de nível superior. “O número de vagas é bom e, ao contrário de muitos outros certames, os cargos do edital não trazem restrições de áreas específicas. Como sou formada em moda, um ramo bem restrito, aproveito chances como essas para pleitear cargos superiores”, explica. Marítisa, que intensificou os estudos desde julho deste ano, conta que a resolução de exercícios tem sido o melhor método de preparo. “Eu me dedico, em média, oito horas por dia à preparação para as provas. Além de frequentar as aulas do cursinho, pego pesado na resolução de exercícios, pois acredito ser um bom método de fixação”, diz.

Chance de gabaritar

Por fim, outra disciplina que testará todos os candidatos às vagas do MDIC será ética no serviço público. Como são poucos os itens no edital, os candidatos têm boas chances de gabaritar, segundo a professora de gestão pública Maria Carvalho. “Ao contrário dos outros temas trazidos pela banca, a parte de ética é enxuta, com um número reduzido de itens. Muitos candidatos a menosprezarão, e aí está a chance de conseguir aqueles pontos que, no fim, farão a diferença. A dica é aproveitar a pouca carga de estudo e revisar todos detalhes com cuidado”, explica.
Nessa parte, a banca não deve surpreender, e os conceitos serão os principais ganchos para as perguntas. “Podemos esperar questões contextualizadas, mas acredito que o entendimento claro dos conceitos e definições sobre a disciplina serão o ponto-chave durante a avaliação”, diz. Durante os estudos, a professora frisa, mais uma vez, a importância dos detalhes e sugere a elaboração de esquemas visuais. “O concurseiro deve sempre, após a leitura, resumir em suas próprias palavras o que entendeu daquele trecho. Fazer quadros e outros mecanismos visuais de interpretação também ajuda a fixar os tópicos”, recomenda.

O que diz o edital

Ministério do
Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC)
» Cargos: analista técnico-administrativo (nível superior) e agente administrativo (nível médio)
» Vagas: 105
» Inscrições: até 20 de novembro
» Taxas: R$ 60 e R$ 90
» Remunerações: R$ 2.570,02 e
R$ 3.980,62
» Provas: 9 de fevereiro de 2014
» Edital: www.cespe.unb.br/ concursos/mdic_13

Prepare-se
» Em 4 e 5 de fevereiro de 2014 o Correio promoverá simulado para o concurso do MDIC. As inscrições poderão ser feitas a partir de 12 de janeiro, pelo site www.simulado.com.br.
Tags:

publicidade

publicidade