Mais de 400 esperam vaga

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/02/2014 11:29 / atualizado em 10/02/2014 11:30

O projeto do Cursinho Solidário teve início em Samambaia, com capacidade de atender 240 alunos. Neste ano foi também para Planaltina (DF). No total, são 310 alunos nas duas unidades e uma lista de espera de mais de 400 pessoas. As aulas ocorrem em três turnos. A todo momento, aparecem mais pessoas querendo ingressar no cursinho. O aluno não paga nada, nem os valores das apostilas. Esses e outros custos — como o auxílio de gasolina concedido para os professores e o aluguel dos espaços — são bancados pela empresa do professor Godofredo. “É um sentimento de ajudar as pessoas a realizarem um sonho. Ver que ninguém precisa pedir nada. Eles só querem uma oportunidade de concorrer de igual para igual”, acredita o empresário.

“Esta semana, uma aluna se levantou e agradeceu, fez uma oração. Isso é gratificante”, continua Godofredo. A meta, segundo o professor, é aprovar cerca de 40 alunos em concursos públicos até o meio do semestre. Ele estima que, neste primeiro semestre, cerca de 20 mil vagas no funcionalismo devam ser ofertadas. O professor pretende expandir o projeto para outras cidades do DF. Para isso, uma terceira unidade já está em vista. Uma votação na rede social definirá a cidade que receberá o Cursinho Solidário.

Para se inscrever
Atualmente, todas as turmas do Cursinho Solidário estão completas. Mas existe uma lista de espera. As inscrições são realizadas na QR 215, Conjunto 4, Lote 25, próximo à Igreja Prebisteriana Canaã e ao posto policial, em Samambaia; e na Avenida Marechal Deodoro, Quadra 48, Lote 15, próximo à Igreja Matriz, em Planaltina.


Para ajudar

Doações são bem-vindas. Elas podem variar de materiais, cadeiras, espaço para as aulas até a disposição de lecionar. Quem quiser contribuir pode entrar em contato pelo telefone 3459-9564.
Tags: