SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Mais de 6 mil vagas

Para garantir uma boa colocação, candidatos ao concurso da Secretaria de Saúde do DF devem focar em legislação aplicada dos servidores públicos e no SUS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/06/2014 08:00 / atualizado em 15/06/2014 12:44

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press

A Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) lançou, em 30 de maio, edital do concurso público para 6.334 vagas na área. Entre elas, 160 são para nível fundamental, 1.152 para nível médio, 1.222 para nível superior e o restante para a formação de cadastro reserva. As inscrições começam em 16 de junho.

Os cargos de nível fundamental são para auxiliar operacional de serviços diversos em ortopedia e gesso, farmácia e patologia clínica. No nível médio, há vagas para técnico administrativo e técnico em saúde. No nível superior, os cargos são de cirurgião-dentista, enfermeiro, médico e especialistas em saúde, como assistente social, biólogo, biomédico, farmacêutico bioquímico, físico, fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo e terapeuta ocupacional. As nomeações para os cargos serão feitas em três etapas: 40% dos aprovados serão chamados para 2015, 30% para 2016 e o restante para 2017.

As provas contarão com 50 questões objetivas e de múltipla escolha sobre língua portuguesa, raciocínio lógico e matemático, Sistema Único de Saúde (SUS), legislação aplicada aos servidores do Governo do Distrito Federal, atualidades e conhecimentos específicos. Para alguns cargos, há ainda questões de microinformática. Para ser aprovado, o candidato deve acertar, no mínimo, 13 questões de conhecimentos básicos e 13 questões de conhecimentos específicos, além de não obter pontuação igual a zero nas questões de língua portuguesa.

Conteúdo específico
De acordo com Lenildo Thurler, professor de enfermagem, nas últimas provas, o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades) — banca examinadora do concurso — aplicou questões sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) que exigiram conhecimentos sobre os princípios do sistema, os conselhos de saúde, a Constituição Federal, o sistema de informação e o Decreto Presidencial 7.508/2011. “Também é importante ter bom conhecimento sobre os artigos de 194 a 200 e sobre as Leis 8.080/1990 e 8.142/1990, que estão entre os conteúdos mais cobrados. Outros pontos de atenção são os princípios e diretrizes do SUS”, comenta.

Edis Rodrigues Junior, professor de enfermagem, também indica atenção às doutrinas e aos princípios do SUS, além do estudo do sistema no DF, das esferas administrativas e das reformulações do sistema. “As matérias básicas são importantes como ponto de corte, mas os candidatos também devem estar atentos ao conteúdo específico. Mesmo tendo conhecimento na área, os profissionais de saúde não devem deixar de estudar”, ressalta. Na parte de conhecimentos específicos para enfermeiros e técnicos em enfermagem, o professor incentiva o estudo da Central de Material Esterilizado, do Programa Nacional de Imunizações, e de fundamentos da saúde pública, da clínica médica e de doenças sexualmente transmissíveis.

Em relação à legislação aplicada aos servidores do Governo do Distrito Federal, Gustavo Amaral, professor do Estúdio Aulas, recomenda o estudo das formas de provimento dos cargos públicos, vacância, licenças que podem ser atribuídas aos servidores, especialmente àqueles em estágio probatório, e penalidades que podem ser aplicadas. “Uma pegadinha comum nas provas é quando tentam confundir a legislação distrital e a federal. Na lei do DF, as formas de provimento são reversão, nomeação, aproveitamento, reintegração e recondução. No entanto, a readaptação e a promoção só estão presentes na lei federal”, comenta.

De olho no concurso
O estudante Davyd Rocha, 18 anos, começou este ano o curso de técnico em enfermagem e se prepara para o concurso. “Na escola técnica, aprendi sobre o SUS e conteúdo específico. Vou estudar em casa a parte básica”, diz.

Já Giselle de Oliveira, 31 anos, se prepara para concursos há dois anos e começou a fazer o curso técnico de enfermagem este ano. “Vou estudar seis horas por dia, especialmente a parte técnica que ainda não vi no curso, pois já tenho uma noção da parte básica”, diz. Davyd e Giselle vão concorrer à área que oferece mais vagas no certame. Só para técnico em enfermagem são 656 vagas.

O que diz o edital
Secretaria de Saúde do Distrito Federal
Vagas: 6.334
Cargos: auxiliar operacional de serviços diversos, técnico administrativo, técnico em saúde, cirurgião-dentista, enfermeiro, especialista em saúde e médico.
Remuneração: R$ 1.697,25 a R$ 10.814,50
Inscrições: de 16 de junho a 23 de julho
Taxa: R$ 34 a R$ 42
Provas: 7 de setembro (nível superior)
14 de setembro (nível médio)
28 de setembro (auxiliar operacional de serviços diversos – especialidades em anatomia patológica e ortopedia e gesso)
12 de outubro (auxiliar operacional de serviços diversos – especialidades em farmácia e patologia clínica)
Edital: www.iades.com.br

Passe bem / Sistema Único de Saúde
Quanto aos princípios, diretrizes, organização e gestão da saúde (Capítulo III – Da Organização, da Direção e da Gestão), é correto afirmar:
a) A direção do SUS é pluralizada de acordo com o inciso I do art. 198.
b) É vedada aos municípios a construção de consórcio para desenvolver em conjunto as ações e os serviços de saúde que lhes correspondam.
c) São criadas comissões intersetoriais que têm por finalidade articular políticas e programas de interesse para a área de saúde.
d) São criadas comissões cujo objetivo é a oferta de serviços de saúde em unidades escolares de ensino fundamental.

Comentário
A opção (A) está errada porque a direção do SUS é única, de acordo com o inciso I do art.198 da Constituição Federal.
A opção (B) está errada porque os municípios poderão constituir consórcios para desenvolver em conjunto as ações e os serviços de saúde que lhes correspondam.
A opção (D) não está na lei. O que temos são comissões que deverão ser criadas com a finalidade de propor prioridades, métodos e estratégias para a formação e educação continuada dos recursos humanos do Sistema Único de Saúde (SUS), na esfera correspondente, assim como em relação à pesquisa e à cooperação técnica entre essas instituições.
Para confirmar, consulte os textos nos artigos 9, 10 e 14 do Capitulo III da Lei nº 8.080/1990.
A opção correta (C) pode ser confirmada no Parágrafo Único do artigo 12.

Questão da prova de residência HUAP/UFF de 2011 comentada pelo professor Lenildo Thurler no livro SUS-Legislação e questões comentadas.
Tags:

publicidade

publicidade