SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

EDUCAÇÃO »

Constrangido durante o PAS

Estudante de 17 anos afirma que organizadores da terceira etapa do PAS o atrapalharam no exame ao contestarem a foto na Carteira de Identidade. Cespe alega procedimento padrão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/11/2014 13:32

Manoela Alcântara

Gustavo Silveira Tolentino, aluno do 3º ano do ensino médio:  
Gustavo Silveira Tolentino, aluno do 3º ano do ensino médio: "Senti-me como um marginal"

Um estudante do 3º ano do ensino médio, Gustavo Silveira Tolentino, 17 anos, diz ter passado por momentos de constrangimento durante a prova da terceira etapa do Programa de Avaliação Seriada (PAS) realizada no último domingo. O adolescente pretendia entrar na Universidade de Brasília (UnB) por meio da seleção, mas nem sequer conseguiu concluir o teste.


Segundo ele, pouco depois de o exame começar, um dos fiscais da sala estranhou a foto da Carteira de Identidade do candidato. Disse que ele não parecia ser a pessoa registrada na imagem. A partir do questionamento, de acordo com Gustavo, ele ainda foi abordado por mais duas pessoas na frente dos outros concorrentes, o que o deixou envergonhado. Os pais dele pretendem entrar com uma ação na Justiça para pedir reparação. O Cespe afirma que se trata de um procedimento padrão, previsto em edital, a fim de garantir a segurança do certame.


No domingo, com medo de perder a prova, Gustavo saiu de casa, no Riacho Fundo 2, por volta das 10h30. Pegou um ônibus e chegou à instituição de ensino onde a prova ocorreria, na L2 Norte. “O fiscal conferiu a minha identidade e me deixou entrar na sala. É o mesmo documento que usei no Enem, no primeiro e no segundo PAS”Fotos, detalha.


Segundo ele, com a prova iniciada, um dos fiscais se aproximou para preencher as informações da folha de respostas com o candidato. “Ele disse: ‘Essa foto da identidade não é você’. Tentei argumentar. Logo depois, ele saiu da sala e voltou com a supervisora-geral”, relata. Gustavo tirou o documento do plástico protetor e o mostrou. “Ela disse: ‘Não é você. Cadê a sua carteira de motorista?’ Expliquei que tinha só 17 anos. Depois disso, a mulher saiu da sala e disse que voltaria com um delegado. Tudo na frente de todos os outros candidatos.”
De acordo com o jovem, a fiscal voltou com um delegado da Polícia Federal — corporação autorizada a acompanhar o certame — e um termo para que ele preenchesse. O documento informava que Gustavo poderia ser desclassificado a qualquer momento. “Depois disso, não consegui mais fazer o teste. Senti-me como um marginal. Fiquei envergonhado, constrangido. Todo mundo olhava para mim. Fiquei tão nervoso que não conseguia nem levantar da cadeira para ir embora”, lamentou. O estudante precisava de 20 pontos para passar em história. “Perdi a oportunidade”, acredita.


A mãe dele, Selma Tolentino, 46 anos, pretende entrar com uma ação na Justiça contra o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), denominado Cespe, organizador do exame. “Eles precisam treinar esses fiscais. Só gostaria que não acontecesse com outras pessoas. Quando o meu filho me ligou, estava até ofegante de tão nervoso. Ele não foi desclassificado por incapacidade, mas pelo Cespe”, acredita a secretária.


De acordo com a assessoria do Cespe, a verificação visa garantir a segurança dos concorrentes e a lisura do PAS. “A identificação dos candidatos é um procedimento normal e ocorre dentro do tempo estipulado para esse fim, sendo desnecessário prazo adicional. O edital da seleção também prevê, no subitem 5.10.1, que a identificação especial será solicitada ao candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador, procedimento realizado no caso em questão e registrado na Ata de Sala”, diz a nota.

 

 Inscrição para Libras

Começam na próxima quinta-feira as inscrições para o vestibular de licenciatura em Libras na Universidade de Brasília (UnB). O edital para o preenchimento de 30 vagas no Câmpus Darcy Ribeiro está na página do Cespe. Os interessados devem ter certificado de conclusão do ensino médio ou curso equivalente. O cadastro vai até 8 de dezembro, somente no site: ww.cespe.unb.br/vestibular/vestunb_15_1_libras. A taxa de participação é de R$ 120. Os candidatos farão prova objetiva e redação. Podem escolher entre fazer o teste em língua portuguesa ou em Língua Brasileira de Sinais (Libras). A previsão é que o certame ocorra em 18 de janeiro.

Tags:

publicidade

publicidade