SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

EDUCAÇÃO »

Professores divergem do gabarito do PAS

Docentes de cursos criticam o resultado preliminar das provas da terceira etapa do Programa de Avaliação Seriada, tanto das disciplinas de humanas quanto de exatas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/11/2014 10:28

Guilherme Pera

No último domingo, 11 mil alunos de terceiro ano de ensino médio concorrem a 2.106 vagas oferecidas pela UnB (Paula Rafiza/Esp. CB/D.A Press) 
No último domingo, 11 mil alunos de terceiro ano de ensino médio concorrem a 2.106 vagas oferecidas pela UnB


O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) divulgou o gabarito da terceira etapa do Programa de Avaliação Seriada (PAS) na noite de ontem. As provas que requerem interpretação de texto motivaram vergências entre as respostas expostas pelo instituto e as dos cursinhos e colégios do Distrito Federal. Seja na parte de exatas, seja na de humanas, os professores identificaram erros na lista apresentada no site do instituto.

A questão 116 de física foi mencionada como exemplo de imprecisão da banca, tanto pelo coordenador-geral do Pódion Cursos Preparatórios, George Gonçalves, quanto pelo coordenador do pré-vestibular do Galois, Paulo Peres. “Não tem nem discussão ali. Achávamos que o Cespe retiraria esse item no gabarito preliminar, pois não tem resposta”, conta Peres. “Se fosse 220 no lugar de 200, a resposta seria a letra D. Com 200, todas as alternativas apresentadas estão erradas”, explica o professor Gonçalves. O item trata de um circuito elétrico em forma de quebra-cabeça.

Nas questões de português, as críticas foram as mais diversas. George Gonçalves generaliza o problema na hora de comentar. Como a prova tinha menos questões dúbias, ele avaliou que haveria menos divergências com o gabarito preliminar do Cespe. Para o coordenador de língua portuguesa do Galois, Rafael Riemma, falta um gabarito comentado. “Quando se mostra comentários nas respostas, sabemos o que e como cobrar dos alunos”, afirma. “Sem uma linha de raciocínio exposta pelo Cespe, ficamos sem imaginar o que o examinador quer”, continua.

O professor Riemma classificou como “equivocadas” as respostas dadas pelo Cespe para os itens 41 e 54. “Na questão 41, devemos entender que a sinonímia quer dizer que palavras têm significados harmônicos. Ou seja, você pode trocar uma por outra e o texto não vai sofrer alterações profundas. É o que acontece no item. Portanto, está certo, e não errado”, afirma.

Na questão 54, Riemma diz que o Cespe costuma cobrar de outro jeito. “Na apresentação do item, eles classificam a palavra ‘os’ como artigo duas vezes, sendo que na segunda pode ser um pronome demonstrativo, pois pode ser trocada por ‘aqueles’. O Cespe costuma cobrar assim, não entendi porque foi diferente. É como já disse, a linha de raciocínio não é clara”, afirma.

Recursos
Neste ano, 11 mil alunos de terceiro ano de ensino médio concorrem a 2.106 vagas distribuídas entre 97 cursos de graduação nos quatro campi da Universidade de Brasília (UnB) — Darcy Ribeiro (Plano Piloto), Ceilândia, Gama e Planaltina. As provas da segunda e da primeira etapas do PAS serão aplicadas no próximo fim de semana.

Os candidatos têm entre as 9h de hoje até as 18h de amanhã para interpor recurso no site do programa — www.cespe.unb.br. Pedidos de revisão não serão aceitos após esse período. Para interpor recurso contra os gabaritos oficiais preliminares da prova de conhecimentos, o candidato deverá utilizar o Sistema Eletrônico de Interposição de Recurso do site e seguir as instruções contidas. O Correio tentou, sem sucesso, contato com a assessoria do Cespe para comentar as críticas às provas aplicadas.

Tags:

publicidade

publicidade