SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Sisu terá chamada única

Inscrições começam na próxima segunda-feira (19/1) pela internet

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/01/2015 12:25 / atualizado em 14/01/2015 12:30

Juliana Espanhol

Após a divulgação das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – liberada na noite desta terça-feira (13) – os estudantes podem começar a se preparar para as inscrições no Sistema de Seleção Única (Sisu), que dá acesso a mais de 200 mil vagas no ensino superior público. A principal novidade desta edição, cujas inscrições vão da próxima segunda-feira (19) até 22 de janeiro, é a chamada única. A divulgação dos aprovados ocorre em 26 de janeiro.

Para aqueles que forem aprovados na chamada única, o período de matrícula, diretamente com as instituições, ocorre em 30 de janeiro e 2 e 3 de fevereiro. Quem não for aprovado fica numa lista de espera entre 26 e 6 de fevereiro. Para participar da lista concorrendo a uma vaga na primeira opção de curso, é preciso acessar o site do Sisu. As instituições de ensino superior começarão a convocar os estudantes da lista a partir de 11 de fevereiro.

A consulta às vagas ofertadas já está aberta. O candidato pode escolher até duas opções de curso, que podem ser alterados enquanto o período de inscrições estiver aberto. Alguns cursos adotam critérios diferentes, como peso distinto para as notas em cada área do conhecimento e nota mínima.

Nota de corte

Durante o período de inscrição, uma vez por dia, o Sisu calcula a nota de corte (menor nota para ficar entre os potencialmente selecionados) para cada curso com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência. Essa é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição, e não garante seleção na vaga ofertada. O sistema não faz o cálculo em tempo real e a nota de corte se modifica de acordo com a nota dos inscritos. A nota de corte só será informada pelo sistema a partir do segundo dia de inscrição, 20 de janeiro.

Cotas
Como política de ações afirmativas, algumas instituições oferecem vagas para egressos de escolas públicas, negros, pardos e indígenas. O benefício pode se dar tanto pela adoção de vagas exclusivas quanto pela adição de bônus às notas dos candidatos cotistas.

A Lei de Cotas (Lei nº 12.711 de 2012) prevê que, até 2016, 50% das vagas sejam destinadas a alunos de escolas públicas. O percentual deve avançar gradualmente a cada ano até o estipulado. Em 2015, o percentual mínimo de reserva é de 37,5%, mas 99 instituições federais reservam 50% ou mais das oportunidades para egressos da rede pública.

publicidade

publicidade