SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

2,5 mil chances no Banco do Brasil

Instituição oferece oportunidades para cadastro de reserva em 15 estados. Inscrições vão até amanhã

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/01/2015 12:33 / atualizado em 18/01/2015 12:41

Cauê Diniz
Possibilidade de ascensão na carreira é o principal objetivo de quem disputa uma vaga no Banco do Brasil (BB). Candidatos têm até amanhã para se inscrever no concurso que oferece oportunidades em cadastro de reserva. A seleção prevê a nomeação de cerca de 2,5 mil escriturários até o término de vigência do certame, que é de 1 ano, prorrogável por igual período. Além do salário de R$ 2.227,26 e de benefícios que podem chegar a R$ 907,52, profissionais do banco têm participação nos lucros e resultados. Na última seleção, realizada pela Fundação Carlos Chagas (FCC), em 2013, cerca de 339.173 pessoas concorreram ao cadastro de reserva em 15 unidades da Federação, incluindo o Distrito Federal. O provimento de vagas do certame atual é para unidades nos seguintes estados: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Santa Catarina, Roraima e Sergipe.

Apesar de não haver vagas para Brasília, isso não impede que moradores da capital federal concorram. É o caso de Paul Jackson, 22 anos, que estuda para diversos concursos e disputará uma vaga em Mato Grosso. “Eu me preparo em torno das matérias específicas, por meio de livros e resolução de provas anteriores. Se eu não passar, pretendo tentar novamente quando abrirem vagas para o DF”, diz ele, que deve fazer a prova em Cuiabá.

Formado em administração de empresas, Ricardo Souza, 28 anos, contou com o apoio do pai quando decidiu abandonar o emprego em um banco privado para tentar uma vaga no Banco do Brasil, onde já foi estagiário. Para se sair bem, estuda oito horas por dia e assiste a videoaulas on-line. “Eu vi os dois lados da moeda: enquanto na iniciativa privada eu ganhava mais, já que ocupava cargo na gerência, no Banco do Brasil, terei maior estabilidade, por se tratar de empresa pública de grande porte. Sempre sonhei em trabalhar lá.”

Segundo dados da FCC, a maior parte dos candidatos do Banco do Brasil é constituída por mulheres (55,5%) e funcionários do setor privado (38%), com renda per capita de até R$ 3 mil (60%). É o caso da paranaense Laíse Moura, 22 anos. Confiante, ela conta que decidiu se inscrever graças ao incentivo da mãe, funcionária aposentada do banco. “Sou publicitária. Devido à possibilidade de ascensão funcional por meio de seleções internas, almejo um posto na minha área profissional”, conta. Laíse espera uma prova fácil, mas sabe que enfrentará concorrentes de peso. “Sempre achei as provas da Cesgranrio mais fáceis em comparação com as de outras bancas. Além disso, domino bem os principais conteúdos cobrados no edital. Estudo cerca de quatro horas por dia no cursinho e reviso em casa”, revela.

Prova extensa
Em 15 de março, concurseiros devem passar por prova objetiva — com 70 questões de múltipla escolha — e redação. As disciplinas básicas são português (10), raciocínio lógico (10) e atualidades do mercado financeiro (5). Mais complexa, a prova de conhecimentos específicos contará com itens acerca de cultura organizacional (5), técnicas de venda (10), atendimento (10), inglês (5), informática (5) e conhecimentos bancários (10). A coordenadora da OK Concursos, Ana Maria Ferreira do Carmo, orienta que, antes de tudo, os concurseiros reservem um tempo para conhecer melhor o banco. “Compreender o perfil institucional do BB é o primeiro passo para responder as questões de cultura organizacional. Cheque o código de ética — disponível no site da instituição —, e fique de olho em artigos sobre gestão da sustentabilidade, já que o edital cobra isso”, diz.

Segundo Marcos Vinícius Borges, professor de conhecimentos bancários e marketing da Alphacon Concursos, os candidatos devem dar especial atenção às áreas de técnicas de venda e atendimento. “São conteúdos recorrentes em qualquer concurso de banco. O candidato pode se preparar com base em provas como a da Caixa Econômica Federal”, observa. “O perigo está nas questões de atendimento e de técnicas de vendas. Elas são recentes e possuem maior peso na média final. O segredo é ficar de olho na Lei nº 8.078/1990 (Código de Proteção e Defesa do Consumidor). Para se sair bem nas questões de atendimento, é precisa ter noções de marketing, etiqueta empresarial, além de conhecer a resolução nº 3.849/2010, que dispõe sobre a instituição de ouvidoria em órgãos vinculados ao Banco Central”, alerta. “Para a prova de conhecimentos bancários, é necessário conhecer bem tanto a estrutura do sistema financeiro nacional, que envolve o Conselho Monetário Nacional e o Comitê de Política Monetária (Copom), quanto as legislações do Banco Central”, complementa Vicente Camilo, professor de conhecimentos bancários da Estratégia Concursos.


O que diz o edital

Seleção externa regional para formação de cadastro de reserva para o Banco do Brasil
Inscrições: de 22 de dezembro a 19 de janeiro pelo site www.cesgranrio.org.br
Taxa: R$ 40
Salário: R$ 2.227,26
Vagas: cadastro de reserva
Provas: 15 de março de 2015, em 87 cidades, incluindo as capitais dos estados para onde as vagas se destinam


Passe bem / Conhecimentos bancários

Em termos teóricos, podem ser conferidas ao Banco Central diversas atribuições, destacando-se, dentre elas, a de ser o Banco dos Bancos, o Único Banco Emissor ou o Banqueiro do Governo. Sob o enfoque de Banqueiro do Governo, o Banco Central deve ser o
(A) financiador das obras de infraestrutura da União
(B) emprestador de dinheiro para as obras de fomento
(C) centralizador do caixa do governo
(D) detentor do monopólio de órgão arrecadador da União
(E) detentor do monopólio da distribuição do dinheiro

Comentário:
Itens A e B estão errados: o Banco Central operará exclusivamente com instituições financeiras públicas e privadas, vedadas operações bancárias de qualquer natureza com outras pessoas de direito público ou privado, salvo as expressamente autorizadas por lei. O item D está incorreto, pois essa é a atribuição da Receita Federal. A opção E não está correta porque o Banco do Brasil também tem essa atribuição. Por fim, a letra C está correta, já que o Banco Central do Brasil tem como função constitucional receber, em depósito, as disponibilidades de caixa da União. Essa função é executada por meio da guarda de recursos do Governo. Ou seja, o Bacen funciona como centralizador do caixa do Governo.

Gabarito: letra C.

Questão retirada de prova da Fundação Carlos Chagas para o Banco do Brasil (2013), comentada pelo professor Vicente Camilo

publicidade

publicidade