SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Último dia para buscar vagas em TI

Termina hoje o prazo para se inscrever em processo seletivo que oferece 14 oportunidades no Ministério da Justiça

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/02/2015 11:57 / atualizado em 02/03/2015 12:12

O Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisional e sobre Drogas (Sinesp), órgão vinculado ao Ministério da Justiça, encerra hoje as inscrições para o processo seletivo que visa a contratação temporária de 14 profissionais de nível superior ao cargo de gerente de projetos em tecnologia da informação (TI). Além de graduação na área de TI, os aprovados deverão comprovar experiência superior a cinco anos em funções de coordenação de projetos em linguagem de software livre ou título de pós-graduação em informática ou computação. O salário para o cargo é de R$ 8,3 mil. Com postos de lotação em Brasília, o contrato para as vagas terá vigência inicial de um ano, podendo ser estendida por mais quatro. Os convocados ficarão encarregados de gerenciar atividades relacionadas ao desenvolvimento de solução tecnológica para o Sistema Sinesp, baseando-se nas diretrizes tecnológicas e na metodologia adotada pelo ministério.

Provas

A seleção ocorrerá por meio de provas objetiva e de títulos, sindicância de vida pregressa e investigação social. Marcada para 29 de março, a primeira fase contará com questões de português (10), direito administrativo (6), legislação e ética na administração pública (4), e conhecimentos específicos (30). “Além de conhecer a Lei nº 12.681, que rege o Sinesp, nessa etapa, os candidatos precisarão conhecer também as instruções normativas acerca da elaboração de termos de referências e projetos básicos para contratação de bens e serviços de TI. Para se sair bem, o candidato precisa ter conhecimento sobre governo eletrônico e metodologia de gerenciamento de projetos do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (Sisp)”, orienta o coordenador do Meta Concursos Luís Batista Furlan.

Professor do Departamento de Ciência da Computação da Universidade de Brasília (CIC/UnB), Gean Batista Crispim afirma que os certames da banca avaliadora, a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), podem confundir. “As provas não são fáceis, são conceituais e exigem certo nível de experiência.” Crispim ressalta a importância de resolver provas similares, como as da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) ou da Cobra Tecnologia (empresa de TI vinculada ao Banco do Brasil). “Ler o edital e revisar provas antigas é importante, apesar de ser uma atitude subestimada. A banca é conhecida por fazer pegadinhas. O candidato inexperiente acaba perdendo tempo justamente por não estar familiarizado com o perfil de avaliação da Funcab”, comenta.

Jorge Amador Ferraz, analista do Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação do Instituto Federal de Brasília (Ntic/IFB), diz que, além de ter bom plano de ensino, para não perder tempo, os candidatos devem separar o conteúdo de forma que o cronograma abranja todo o material cobrado no edital. “Não adianta estudar por poucas horas se a prova é extensa. Além da mudança na rotina, o candidato precisa estar pronto para encarar horas de leitura e resolução de problemas”, conclui.

Bom salário
Graduado em engenharia de redes, Luiz Felipe Alves Batista, 26 anos, trabalha como gerente de TI terceirizado em um banco no DF há 2 anos. O candidato, que possui especialização em sistema de redes, prestará o concurso de olho no salário. “O valor é atraente, já que receberia quase duas vezes o que ganho hoje em dia. Espero uma prova difícil, mas coerente, pelo que pude ver no edital. Para me preparar, como sou concurseiro e atuante na área, estou focado apenas em revisar o conteúdo específico. Estudo quatro horas todos os dias em casa, pois não tenho tempo de conciliar a preparação com o trabalho”, diz.


O que diz o edital

Processo seletivo simplificado do Ministério da Justiça
  • Inscrições: até 22 de fevereiro, pelo site www.funcab.org
  • Taxa: R$ 70
  • Salário: R$ 8,3 mil
  • Vagas: 14
  • Provas: 29 de março
Passe bem / Gerenciamento de TI


O endereço IP 192.41.6.20 pertence a um host de uma rede da classe:
a) A
b) B
c) C
d) D
e) E

Comentário:

Para identificar se um endereço IP pertence a uma determinada classe, basta conferir a posição do primeiro bit zero do primeiro byte. Caso o primeiro zero esteja na primeira posição, pertence a classe A. Caso o primeiro zero esteja na segunda posição, conclui-se que pertence à classe B e assim sucessivamente. Logo, para identificar uma classe, basta saber a posição do primeiro bit zero no primeiro byte. Portanto o endereço IP 192.41.6.20 pertence à classe C, uma vez que o decimal 192 corresponde ao binário 11000000 (primeiro bit 0 na terceira posição).

Gabarito: letra C


Questão retirada da prova da Cesgranrio para o cargo de agente em gerenciamento de TI do Tribunal de Justiça de Tocantins (TJTO) de 2011, comentada por Welton Ricardo Santos Sousa, professor de gerenciamento de TI da Meta Concursos

publicidade

publicidade