SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Vagas para fuzileiros navais

Homens que queiram ingressar no serviço militar têm até 30 de março para se inscrever no concurso da Marinha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/03/2015 10:24 / atualizado em 23/03/2015 10:27

Tatyane Mendes
O Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil está recrutando 1.860 profissionais para o curso de formação de soldado fuzileiro naval por meio de concurso público. As inscrições terminam em 30 de março. Podem concorrer homens, de 18 a 21 anos, com ensino fundamental completo e altura mínima de 1,54 m e máxima de 2 m. O salário inicial é de R$ 642; depois da nomeação como fuzileiro naval, o valor será corrigido para R$ 1.587. Com postos de lotação em Brasília e em mais sete cidades — Rio de Janeiro, Manaus, Belém, Natal, Salvador, Rio Grande (RS) e Ladário (MS) — os aprovados, de acordo com a classificação, poderão escolher o posto de trabalho, obedecendo as preferências regionais preestabelecidas pelo edital.

A seleção ocorrerá por meio de seis etapas: exame de escolaridade, verificação de dados biográficos e de documentos, inspeção de saúde, teste de suficiência física e exame psicológico. Marcada para 26 de maio, a primeira fase contará com 50 questões de múltipla escolha, sendo 25 de língua portuguesa e 25 de matemática. Professora de português do Curso Degraus, Simone Tavares Dias avalia que o concurso não é difícil, mas, apesar de o nível de escolaridade exigido ser o fundamental, é preciso esperar conteúdos mais elaborados. “Em língua portuguesa, o foco deve estar na morfologia e na sintaxe, e os candidatos devem se atentar à prática de peguinhas. Também é preciso tomar cuidado com o tempo de prova: quando pegar o caderno, dê uma olhada geral e divida as questões entre fáceis e difíceis para ter uma ideia do que vai enfrentar.”

Em matemática, pelo menos 20 questões abordarão os conteúdos de operações com fração, propriedades de potência, equações do primeiro grau e geometria plana, de acordo com o professor Stelvio Pinheiro, do Curso Degraus. Resolver provas passadas e assistir a videoaulas relativas à matéria são dicas dele. “Se o candidato estudar duas horas por dia, uma de teoria e outra de exercício, de segunda a sexta, durante três meses, terá sucesso”, garante. “Na hora da prova, a recomendação é começar pela matéria em que o candidato tem mais facilidade. Se demorar mais de três minutos para responder uma questão, pule, pois esse é o tempo médio disponível para cada uma.”

Condicionamento
O teste de suficiência física consiste em provas de natação, corrida, flexão na barra e abdominal. Segundo o educador físico Adriano Santos, o ideal é treinar uma hora por dia e correr em dias intercalados. Se o candidato não é acostumado a realizar atividades físicas, deve começar a se preparar com três meses de antecedência. “É preciso se alimentar 1h30 antes dos exercícios, manter a hidratação, usar roupas apropriadas, que não grudem”, disse. Adriano também recomenda que os interessados evitem utilizar luvas protetoras e outros equipamentos, pois não serão utilizados na hora da prova. “Para obter sucesso, é preciso treinar com o peso do corpo, conseguir resistência e melhorá-la adquirindo força.”

Carreira dos sonhos
Matheus Ribeiro, 19 anos, estudou até o ensino médio e sonha em servir a pátria como militar. A escolha foi baseada na estabilidade da função e na influência familiar. “Meu pai foi 2º tenente da Marinha, instrutor de vários cursos lá dentro, então sinto uma ligação com a área”, relata. Em casa, Matheus separa quatro horas diárias para estudar e três horas para treinos esportivos. “Considero o teste físico mais difícil que o de conhecimentos. As matérias de português e matemática já conheço, só preciso revisar e resolver questões”, conta.


O que diz o edital

Concurso público da Marinha do Brasil
  • Inscrições: até 30 de março,
  • pelo site www.mar.mil.br/cgcfn
  • Taxa: R$ 12
  • Salário: R$ 642; após a nomeação R$ 1.587
  • Vagas: 1.860
  • Provas: 26 de maio

Passe bem / Matemática


Trinta por cento da quarta parte de 6.400 é igual a:

A) 480    B) 340    C) 240    D) 160    E) 120

Comentário
A porcentagem é um assunto muito comum nas provas de fuzileiro naval.  Interpretar e realizar cálculos envolvendo taxas percentuais é de suma importância para todos os candidatos.

Resolução
Vamos calcultar a quarte parte do valor:
6.400/4 = 1.600.

Agora, podemos calcular o valor de 30% da quarta parte (1.600).
Lembrando que 30% = 30/100 = 0,30.
30% de 1.600 = 0,30 x 1.600 = 480.
Portanto, 30% da quarta parte de 6.400 é igual a 480.

Gabarito
Letra A

Questão do Concurso para Fuzileiro Naval (2011), comentada pelo professor de matemática Thieres Machado (mais dicas no blog dele: calculobasico.com.br)

 

publicidade

publicidade