SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

EDUCAÇÃO »

A largada do Enem

No primeiro dia de inscrições, 410 mil pessoas garantem a participação no Exame Nacional do Ensino Médio de 2015. Expectativa do MEC é de que mais de 9 milhões de estudantes façam a prova, que será aplicada em 24 e 25 de outubro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/05/2015 12:41 / atualizado em 26/05/2015 12:44

Marcella Fernandes /

Arquivo Pessoal
Com medo de ficarem fora do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), estudantes tentaram garantir a inscrição logo no primeiro dia, alguns sem sucesso. Ana Carolina Godói, de 27 anos, moradora de Contagem (MG), não conseguiu. “O site deu problema e não estava carregando. Eu entro e aparece uma página em branco”, reclama. Ela quer evitar problemas que teve no passado, tanto na inscrição quanto para acessar o resultado. Esta será a quarta vez que Ana participará do exame. O objetivo é entrar no curso de direito.

Candidatos também reclamaram da dificuldade nas redes sociais. O Enem ficou entre os principais tópicos do Twitter no Brasil durante todo o dia. A nota da prova é usada como critério de acesso ao ensino superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em 115 instituições públicas, e do Programa Universidade para Todos (ProUni). A participação também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do Programa Ciência sem Fronteiras ou ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos, além de servir como certificado de conclusão do ensino médio.

De acordo com balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anisio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, 410 mil pessoas se inscreveram até as 19h de ontem. As inscrições abriram às 10h e vão até as 21h59 de 5 de junho. Em 2014, foram registrados 393.890 inscritos até as 20h no primeiro dia. No ano passado, apenas 71,4% dos 8,7 milhões inscritos fizeram a prova. O Inep afirma que as oscilações no site são comuns devido ao volume de acessos.

Fernanda Magalhães, de 16 anos, vai participar do Enem pela primeira vez neste ano. Estudante do segundo ano do ensino médio, ela será treineira, ou seja, o resultado não poderá ser usado para programas de acesso ao ensino superior. A jovem se surpreendeu com a agilidade do pai, que entrou no site logo de manhã. “Ano passado perdi a inscrição, e meu pai ficou muito no meu pé. Este ano, quando eu fui falar que começava hoje (ontem), ele já disse que estava tudo certo”, conta. Fernanda planeja cursar arquitetura na Universidade de Brasília, no Rio de Janeiro ou fora do país.

Mudanças
Além de elevar a taxa de R$ 35 para R$ 63, o Ministério da Educação (MEC) definiu que a partir deste ano o cartão de confirmação terá que ser impresso no site do Enem em vez de ser enviado pelos Correios. A estimativa da pasta é que seja feita uma economia de cerca de R$ 90 milhões. A isenção continua valendo para estudantes que vão concluir o ensino médio este ano em escolas públicas e participantes que declararem carência. Caso os grupos isentos faltem à prova, contudo, eles terão de arcar com a taxa caso queiram participar da avaliação no próximo ano.

A estimativa do MEC é que mais de 9 milhões façam o exame. As provas serão aplicadas em 24 e 25 de outubro em mais de 1,7 mil municípios em todo o país. Nos dois dias, os portões abrem às 12h e fecham às 13h. Neste ano, a prova só será iniciada às 13h30, para dar maior tranquilidade e segurança ao processo, segundo o Inep. Candidatos que não puderem realizar a prova na tarde de sábado por motivos religiosos realizarão o exame às 19h, mas terão de chegar aos locais de prova até as 13h. Essa solicitação deve ser feita durante a inscrição.

 

Passo a passo


Estudantes tem até a sexta-feira da semana que vem, 5 de junho, para se inscreverem no Enem exclusivamente pelo site enem.inep.gov.br. Pessoas com deficiência devem assinalar a opção para terem atendimento diferenciado, assim como os sabatistas, que realizam a prova às 19h.

1) Inscrição
»  Acesse o site, informe CPF e data de nascimento. As informações cadastradas no CPF do aluno serão automaticamente preenchidas, a partir dos dados fornecidos pela Receita Federal. Caso o nome do candidato, da mãe ou a data de nascimento estejam incorretos, é preciso procurar a Receita até o fim do período de inscrição.

2) Contato
»  Ainda no site, informe o CEP da residência. O sistema buscará o endereço na base dos Correios. Verifique e complemente as informações. É preciso manter os números de telefone e o endereço de e-mail atualizados. Esses são os canais oficiais de comunicação para o Enem.

3) Senha
»  O candidato deve criar uma senha com a qual poderá acompanhar o andamento da inscrição e os resultados no exame. Essa senha também será usada na inscrição do Sisu e do Prouni. É preciso ainda criar uma pergunta e uma resposta de segurança.

4) Confirmação
»  Após escolher o idioma da prova de língua estrangeira e o local do exame, o candidato deve conferir se as informações estão corretas e fazer as correções necessárias. Em seguida, é preciso informar dados educacionais e socioeconômicos.

5) Pagamento
»  A inscrição só é confirmada após o pagamento da taxa de R$ 63, que pode ser feito até as 21h59 de 10 de junho. Estudantes que vão concluir o ensino médio este ano em escolas públicas e participantes que declararem carência são isentos da taxa.

 

publicidade

publicidade