Confira dicas para os dias de prova do vestibular da UnB

Cerca de 18 mil pessoas passarão pelo teste neste fim de semana

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/06/2015 10:00 / atualizado em 05/06/2015 21:38

Manoela Alcântara , Mariana Niederauer

A apreensão natural de quem pretende entrar no ensino superior aumentou para os que não têm certeza se a inscrição foi efetivada no vestibular da Universidade de Brasília (UnB). Com pastas cheias de documentos nas mãos, dezenas de candidatos procuraram a Central de Atendimento do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) durante todo o dia de ontem para tentar homologar o cadastro. Alguns conseguiram reverter a situação. Outros, mesmo com comprovantes de upload do certificado de conclusão do ensino médio, saíram de lá com o cancelamento da inscrição mantido. Desses, pelo menos um conseguiu na Justiça, na noite de ontem, o direito de fazer a prova neste sábado.

O Cespe informou, por meio da assessoria de imprensa, que não identificou erros no sistema. Segundo o centro, se a pessoa consegue consultar o local de prova e a informação é que o cadastro foi homologado, não há por que se preocupar. Este ano, não serão emitidos os comprovantes de inscrição, documento antes levado pelos estudantes para os locais de prova a fim de contestar qualquer problema no dia da seleção. Recomenda-se levar prints das telas com o número de sala onde o candidato fará a prova (veja quadro).

Este ano, 18.804 se inscreveram para participar do certame, que ocorre hoje e amanhã. Os portões fecham às 13h, mas os concorrentes devem chegar com pelo menos uma hora de antecedência. Essa foi a primeira vez que a UnB exigiu, no ato de inscrição, a apresentação do diploma de conclusão do ensino médio. O prazo para a entrega do documento chegou a ser prorrogado, mas alguns tiveram problemas com a inscrição. Ontem, a reportagem do Correio conversou com 15 pessoas que foram até a Central de Atendimento do Cespe. As situações encontradas foram as mais diversas: alguns estudantes alegam ter anexado o diploma ao cadastro, mas o sistema não reconheceu o upload. Outros, tiveram o diploma considerado inválido.

Renata Mello Sussuarana, 21 anos, conseguiu fazer o upload no segundo prazo dado pelo Cespe para envio do documento, em 18 de maio. “Deu tudo certo, mas, quando fui verificar minha situação no site, fiquei sabendo que a inscrição estava cancelada. Enviei um requerimento para tentar reverter a situação, mas não deu certo”, afirma. No print da tela do Cespe, feito por Renata, é confirmado que ela encaminhou o documento.


Na análise preliminar de documentação, o campo informa que a situação do certificado é “não avaliada”. Logo abaixo, há a informação de que a inscrição não foi efetivada. “Realmente não entendo. Estou estudando para medicina há dois anos e meio, fiz tudo certo”, lamentou. Ontem, ela foi à central de atendimento acompanhada da mãe, Rita de Cássia Sussuarana, mas o Cespe diz que o erro não foi localizado. Segundo a assessoria, todas as pessoas que fizeram o upload de declaração foram alocadas para fazer as provas. Ainda segundo informações do centro, o upload só era concluído quando aparecia a imagem do diploma na tela.

Gabriel Tobias Mariense, 17 anos, foi o estudante que teve o direito de fazer a prova assegurado por uma liminar concedida pela Justiça na noite de ontem. Ele tenta uma vaga para medicina e o pai, Fernando Mariense, reuniu os comprovantes de que o filho conclui todos os procedimentos de inscrição dentro do prazo previsto no edital, mas teve o registro cancelado. De acordo com Fernando, outros três candidatos também aguardavam a decisão judicial para fazer o vestibular hoje. O Cespe deve ser notificado da decisão da Justiça ainda na manhã deste sábado, a algumas horas do início da seleção.

Confusão
A frase “inscrição confirmada, certificado em análise”, que aparecia ao fim do processo na internet, deixou todos os candidatos ouvidos pelo Correio confusos. “Fiquei muito preocupada com a mensagem de ‘certificado em análise’. Por isso, saí de Planaltina e fui ao Cespe conferir pessoalmente a minha situação”, afirmou a candidata a uma vaga de medicina Natayan Moreira, 20.

Para garantir que nada dará errado, Natayan pretende chegar cedo ao local de prova e ainda vai levar mais documentos. “Antes, eu ia só com a identidade. Agora, vou levar o comprovante de pagamento e imprimir os locais de prova da página do Cespe para evitar quaisquer dúvidas”, afirmou. Essa também é a recomendação do Cespe. Hoje, os inscritos farão a prova de espanhol, de francês ou de inglês, além de português e literatura, geografia, história, artes, filosofia, sociologia e redação. Amanhã, testarão os conhecimentos em biologia, física, química e matemática.

Serão cinco horas para preencher as questões. Para este vestibular, a UnB abriu 4.212 vagas em 97 cursos de graduação disponíveis nos câmpus Darcy Ribeiro (Plano Piloto), Ceilândia, Gama e Planaltina. A dica para hoje é não se atrasar e não esquecer os documentos exigidos pela banca. “Muitos alunos deixam para chegar em cima da hora e correm o risco de perder a prova por vários motivos: bate o carro, o ônibus não passa, o pneu fura”, elenca o professor do curso Exatas César Augusto Severo. “Chegue uma hora antes. Você terá tempo de relaxar, pode encontrar um amigo, conversar e diminuir o estresse da prova.”

Prepare-se

Confira as dicas para o dia da prova e uma revisão rápida do conteúdo que deve cair

Horário
A prova começa às 13h, mas o ideal é estar no portão às 12h. Lembre-se de que os ônibus circulam em menor quantidade nos fins de semana. Se possível, faça o trajeto até a prova hoje para não errar o caminho ou o local. Os endereços estão disponíveis no link www.cespe.unb.br/vestibular/VESTUNB_15_2.

Documentos
Este ano, não será emitido o comprovante de inscrição. Os candidatos devem imprimir a tela com o número da sala onde farão a prova. É necessário levar ainda um documento oficial com foto, pode ser passaporte, carteira de identidade ou carteira de habilitação, por exemplo. Sem esse documento a entrada no local de prova não será permitida.

Materiais
O único material que pode ser levado para a prova é caneta de tinta preta fabricada em material transparente. Calculadora, boné, celular e outros aparelhos eletrônicos são proibidos e devem ser guardados no saco fornecido pela banca.

Comida
Se quiser levar um lanche, como barra de cereal, biscoitos, balas ou chocolate, tire os rótulos dos produtos, inclusive da água, e guarde tudo em um saco plástico transparente.

Descanso
Você pode acordar um pouco mais tarde nos dia de prova para chegar descansado. Faça refeições leves, principalmente na hora do almoço e não coma nada que não está acostumado. Assista a filmes de histórias, além de relaxar, pode ajudar a absorver o conteúdo.

Língua estrangeira
Independentemente da opção que você marcou no ato da inscrição, serão entregues no dia do vestibular as provas de inglês, espanhol e francês. Os gabaritos não costumam ser iguais, por isso, marque apenas as questões relativas ao idioma que você escolheu.

Administração de tempo
Leia as questões e resolva primeiro as mais fáceis e deixe as mais complexas e longas para o fim. O tempo médio para resolver cada item é de dois minutos, mas tenha em mente que você não conseguirá nem precisará responder todos. O ideal é usar entre 80 e 90 minutos para fazer a redação, incluindo o tempo para passa-la a limpo.

Leitura
Não pule a leitura dos textos de apoio. Nas provas elaboradas pelo Cespe eles são fundamentais. Muitas vezes, é possível encontrar a resposta ao item no próprio texto fornecido na prova. Preste muita atenção também na hora de marcar as respostas no cartão.

Peso da prova
Preste atenção no valor de cada prova. Para quem optou por cursos na área de exatas, a prova tem de língua estrangeira tem peso 1, a de linguagens e códigos tem peso 4 e a de ciências da matemática tem peso 8. Já para os que tentam uma vaga em cursos da área de humanas os pesos são 2, 6 e 5, respectivamente.

Fontes: Paulo Peres e César Augusto Severo.