SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Greve não afetou pré-matrículas do Sisu em universidades no Rio

Sindicatos afirmaram que não fariam a pré-matrícula seguindo as orientações da Fasubra

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/06/2015 20:39 / atualizado em 19/06/2015 20:46

Agência Brasil

Apesar da ameaça dos sindicatos dos trabalhadores em educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade Federal Fluminense (UFF), a pré-matrícula de aprovados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) está sendo feita normalmente, informaram as instituições, em nota. As inscrições dos candidatos selecionados começaram hoje (19) e vão até a próxima terça-feira (23).

A greve dos técnicos administrativos em educação, iniciada no dia 28 de maio, é nacional. A declaração dos sindicatos, de que não fariam a pré-matrícula, segue orientação da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra), de que os procedimentos relativos ao Sisu sejam suspensos em todas as universidades federais em greve, onde houver matrículas presenciais. Segundo a Fasubra, a medida deve valer enquanto o governo não receber os grevistas com uma contraproposta às reivindicações encaminhadas pela categoria para encerrar a greve.

A UFRJ diz que, mesmo com a orientação da Fasubra, ocorrem normalmente as pré-matrículas do Sisu para os candidatos classificados para os cursos de graduação da universidade na chamada 2015/2. "Todos os candidatos devem, obrigatoriamente, fazer a pré-matrícula no endereço www.prematricula.ufrj.br. As inscrições terminam no dia 23, às 16h. A matrícula presencial, com apresentação de documentos, será ema julho, em data ainda a ser divulgada", informaram.

Em nota, a UFF confirma que também está recebendo as pré-matrículas e ressalta que "o objetivo por detrás dessa ameaça é pura e simplesmente criar ansiedade entre os candidatos, desmobilizar, criar prejuízo ao processo como um todo. Esse tipo de ameaça funciona menos, porque pode ser cumprida, e mais, pela tensão e  desmobilização que gera. A matrícula do Sisu é uma atividade essencial da universidade, e paralisá-la implica em violação legal, e sujeita os infratores à punição".

O Sisu seleciona estudantes para vagas em instituições públicas de ensino superior com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Quem não foi selecionado na chamada regular pode aderir à lista de espera até o dia 26 deste mês, no site do Sisu. A convocação está prevista para 2 de julho.

publicidade

publicidade