Espaço do Empreendedor

Franquia é um bom negócio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/07/2015 12:56 / atualizado em 26/07/2015 12:57

Ana Rayssa

A insegurança ao iniciar um novo negócio não foi impedimento para as irmãs Fernanda, 26 anos, e Giuliana Rodrigues Lima, 36. Ainda sem experiência à frente de uma empresa, elas optaram pelo modelo de franquia para realizarem o sonho de serem empreendedoras. Desde novembro do ano passado, as duas são donas de uma loja na Asa Norte da rede Maria Brasileira, que presta serviços de limpeza. “Conhecemos a marca em uma feira de franquias e gostamos bastante da ideia”, lembra Fernanda.

Atualmente, a empresa das duas irmãs conta com sete diaristas e uma babá, e trabalha com parcerias para atender as demais funções. Por dia, a empresa realiza cerca de três atendimentos, sendo que o número chega a cinco pedidos diários aos sábados. “A franquia foi o modelo ideal, porque não precisamos começar do zero, tendo a preocupação de investir em marketing, na imagem da marca. Além disso, o franqueado ajuda bastante, já que as lojas funcionam como rede: uma ideia nova que alguém desenvolve e dá certo beneficia todos os demais donos.”

Assim como Fernanda e Giuliana, aqueles que desejam se aventurar em um negócio próprio têm visto o sistema de franquias como boa opção. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF) a previsão é de que o faturamento do setor cresça entre 7,5% e 9% em 2015. Até o fim de 2014, mais de 125 mil unidades franqueadas estavam em funcionamento em todo o país, sendo 3.266 lojas funcionando no DF. Só no ano passado, 17.413 lojas do setor foram abertas no Brasil, e 168 novas marcas surgiram (o que representa um crescimento de 6,20% em relação ao ano anterior). Em 2014, as franquias chegaram a faturar juntas mais de R$ 127 bilhões — R$ 10 bilhões somente no DF.

Para o diretor-regional da Associação Brasileira de Franchising (ABF), Claudio Miccieli, empreender no sistema de franquias aumenta as chances de sucesso. “O empresário contará com a facilidade de receber um negócio que foi testado e funciona”, explica. Ele destaca ainda que o DF é um local receptivo por causa do poder de compra das pessoas. “Praticamente todas as marcas nacionais têm lojas aqui e são conhecidas da população. É um mercado que está crescendo e tem potencial para se desenvolver ainda mais.”

Apesar de haver maior chance de sucesso, é preciso estar atento na hora de escolher uma marca para ser franqueado. “É importante ter um capital inicial para começar o negócio. Uma aposta para os próximos anos são as franquias nas áreas de beleza e cosméticos”, aponta Claudia Miccieli.


Conheça os diferentes tipos de franquia

Unitária

São o tipo mais comum — quando o franqueador cede os direitos da marca para que o franqueado abra uma loja. Uma mesma pessoa pode adquirir várias franquias unitárias. O valor do investimento varia de acordo com o segmento e a marca escolhidos.

Máster
Esse modelo de negócio funciona como uma terceirização do franqueador para expandir a marca. O dono da franquia máster pode terceirizar ou implantar outras unidades em determinada região e recebe parte do valor da taxa e pelo uso da marca cobrada dos empresários associados a ele. O dono também é responsável por treinamento e suporte
dessas empresas.

De desenvolvimento de área
Funciona com aqueles que querem explorar e desenvolver o comércio em determinada região. Nesse modelo, o franqueado deve ter a intenção de abrir mais de uma unidade na mesma área em um curto período de tempo. O desenvolvedor da área também pode vender unidades na região.

Microfranquias
São empresas que têm baixo custo inicial e o funcionamento pode ser garantido com investimentos menores. Algumas atividades podem ser realizadas pelo próprio franqueado e, muitas vezes, não dependem de um ponto comercial. O valor para adquirir uma microfranquia varia, mas não passa de R$ 80 mil. É ideal para quem deseja um retorno rápido, mas compatível com o investimento.

Fonte: Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)


Por onde começar

Defina o ramo de atividade

Escolha uma área de que você realmente goste e não leve apenas o faturamento em consideração. Conversar com outros franqueados ou profissionais pode ajudar. Outra dica é fugir de modinhas, que tendem a desaparecer com a mesma força com que apareceram (você deve ter na memória a explosão de lojas de frozen yogurts ou cupcakes, mas sabe se elas continuam abertas?). Além disso, ao escolher a franqueadora, tenha certeza de que a marca é reconhecida e tem boa reputação no mercado.

Encontre o ponto comercial
Várias empresas têm estudos sobre os melhores pontos para a abertura de unidades franqueadas que podem auxiliar na escolha do ponto comercial. A atividade do negócio deve ser levada em consideração na hora de definir o local: uma franquia de lanchonete, por exemplo, não é ideal para uma região com pouco movimento de pessoas. Peça ajuda do franqueador no momento dessa decisão. O interesse de que a escolha do ponto seja certeira também é do detentor da marca.

Monte a sua equipe

Algumas redes exigem um número mínimo de funcionários para dar conta das atividades do franqueado. Esteja ciente das demandas da empresa e contrate o número de profissionais necessários para que o negócio funcione bem. Na maioria das franquias, o franqueador oferece um treinamento para a equipe e para o franqueado com o objetivo de garantir que a nova unidade funcione no mesmo padrão de qualidade das demais.

Coloque a loja para funcionar
Após escolher o ponto e contratar o pessoal, está na hora de iniciar as atividades da empresa. Providencie a regularização fiscal e a obtenção do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) antes de inaugurar a unidade. Com o dono da marca, trace um plano de atividades com metas para os primeiros meses de funcionamento. Conte com o suporte do franqueador e dos demais donos de franquias sempre que precisar de algum auxílio ou tiver alguma dúvida sobre o funcionamento da empresa.


Aprenda mais
Interessados em iniciar uma franquia podem participar de um teste para saber se têm um bom perfil para se tornarem franqueados no site www.sebrae.com.br.