SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

FUNCIONALISMO »

IBGE pode abrir 600 vagas

Instituto tem até seis meses para lançar edital. Oportunidades são para níveis intermediário e superior, com salários que variam de R$ 3.908 a R$ 7 mil. Concurso realizado em 2013 ainda está válido e mais aprovados devem ser chamados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/07/2015 12:12 / atualizado em 28/07/2015 12:14

Vera Batista

Ana Rayssa
O Ministério do Planejamento autorizou concurso público do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ao todo, são 600 vagas para profissionais de níveis de escolaridade intermediário e superior, com salários que variam de R$ 3.098,95 a R$ 7.000,49. Entre as oportunidades disponíveis, 460 são para técnico em informações geográficas (nível médio), 90 para analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e 50 para tecnologista em informações geográficas e estatística (todos de nível superior). A permissão para o certame foi publicada, ontem, no Diário Oficial da União (DOU). O IBGE tem até seis meses, contados a partir da data da portaria, para publicar o edital.

A última seleção para o instituto, autorizada em abril de 2013, foi organizada pela Cesgranrio. Todos os cargos previstos na época foram preenchidos, mas é possível que mais 50% dos aprovados também sejam convocados, segundo informou o Planejamento. À época, 132,6 mil candidatos disputaram 432 vagas de níveis médio e superior. Esse certame está válido até dezembro deste ano.

Por isso, pelas normas do Ministério do Planejamento, o novo concurso não poderá contemplar cargos para os quais haja candidato aprovado e não convocado. É importante destacar que as contratações sempre estão condicionadas à existência de vagas na data da nomeação e as despesas com o novo servidor deverão respeitar a Lei Orçamentária Anual e estar em acordo com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Os concurseiros estavam ansiosos pela autorização dessa seleção pelo governo. Desde agosto de 2014, o IBGE pediu ao Planejamento uma seleção para 1.564 vagas, para as agências do interior do país e para as sedes estaduais do órgão. O número de vagas aprovadas frustrou um pouco servidores e os que pretendem entrar para o órgão. Segundo dados do Sindicato Nacional do Instituto (AssIBGE), a quantidade ainda é pequena diante da necessidade de mão de obra. Há uma grande defasagem de pessoal e os servidores estão sobrecarregados de trabalho.

Com 578 agências no país, o IBGE tem 5.760 funcionários efetivos, segundo levantamento de março de 2014. O problema é que o atual quadro diminuirá drasticamente nos próximos anos, porque quase 70% dos servidores de nível superior têm mais de 26 anos de tempo de serviço. Nos cargos de ensino médio, a situação é ainda mais crítica: o índice de funcionários efetivos com esse tempo de serviço chega a 82%.



460
postos são para nível médio, técnico em informações geográficas

publicidade

publicidade