EDUCAÇÃO »

Hora de preparar os nervos para o Enem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/08/2015 12:00 / atualizado em 28/08/2015 10:24

Isabela Bonfim /Especial para o Correio

Faltam menos de dois meses para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Só por ler esta frase alguns estudantes se sentem pressionados e nervosos diante da prova que é porta de entrada para a universidade. A ansiedade pode ser prejudicial até mesmo para os que estão acima da média. Por isso, esse é o momento ideal para começar a preparação psicológica e espantar a insegurança. “É um período de carga emocional muito grande. O adolescente tem de enfrentar a cobrança pessoal, da família e da sociedade”, explica a psicóloga Carla Morrone.

A estudante Letícia Moreira, 19 anos, recebe acompanhamento profissional para enfrentar a disputa por uma vaga em medicina. “Não sei lidar com pressão e tinha essa sensação de que, com tanta ansiedade, não conseguiria fazer a prova”, afirma. Há um ano, ela frequenta sessões semanais com a terapeuta. “Hoje, sei lidar melhor com o nervosismo e sinto-me menos estressada.” A jovem demorou para perceber, mas agora compreende que não adianta estudar além dos próprios limites. “Eu tento relaxar e fazer algo que gosto. Depois disso, o estudo rende mais”, revela. Apesar de estudar todos os dias, ela sempre sai com os amigos aos sábados.

O assistente psicopedagógico do Colégio Marista de Brasília, Matheus Kaiser, também discorda dos excessos. Ele auxilia os alunos a organizarem um programa de estudos com espaço para lazer e atividades físicas. “O importante não é estudar muito, mas com regularidade”, alerta.

Como nem todos podem pagar por um acompanhamento psicológico, saber a hora de relaxar pode ser o melhor tratamento. O psicólogo Fernando Elias José, especialista em preparação para provas, recomenda que o estudante faça uma pausa diária (veja quadro). “Escute uma música que te faça bem enquanto presta atenção em sua respiração”, ensina.

Força psicológica


» Não gaste todas as horas do dia com estudo. Reserve um momento para fazer algo que dê prazer, como ouvir música, assistir a séries ou namorar

» Faça uma atividade física. A saúde mental está ligada ao restante do corpo.

» Durma bem. Não troque a cama pelos livros. É durante o sono que você processa o que aprendeu

» Não aumente a carga de estudos. Acelerar o ritmo pode trazer ainda mais estresse. Mantenha a rotina como estava programada