SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estratégia para a aprovação

Conheça os critérios de avaliação do Enem e os pesos de cada seção da prova para ingressar na Universidade de Brasília

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/09/2015 13:55 / atualizado em 11/09/2015 14:29

Isabela Bonfim /Especial para o Correio

Carlos Vieira/CB/D.A Press
Luís Filippe Fagundes, 17 anos, quer cursar direito. Ele estuda diariamente e treina a redação aos finais de semana. “É bastante cansativo porque quero garantir o máximo de questões possível.” Mas quando se trata de vestibular, é preciso mais do que saber o conteúdo. Compreender o método de correção e traçar uma estratégia pode fazer toda a diferença. No Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a preocupação é dobrada. Além dos critérios de avaliação da prova, cada universidade estabelece pesos diferentes para o cálculo da nota final. Especialistas explicam o sistema de pontuação e como ter melhor aproveitamento da nota para ingressar na Universidade de Brasília (UnB).

O estudante desenhou a própria estratégia para a prova. “Começo pelas questões que tenho facilidade e respondo as de nível mais avançado depois”, explica Luís. O professor Carlos Fernando Paschoal, da Rede Educacional Alub, explica que a escola ajuda os estudantes a calcularem a nota necessária e a organizar os estudos. “Montamos uma grade baseada nos conteúdos que ele tem mais dificuldades e fazemos um acompanhamento semanal”, conta.

No Enem, o sistema de correção segue a Teoria de Resposta ao Item. As questões têm valores distintos, determinados de acordo com o grau de dificuldade. Neste método, alunos que acertam o mesmo número de questões podem ter notas diferentes. César Berçott, professor do colégio Marista e especializado no sistema de avaliação do Enem, explica que não basta acertar as questões difíceis. “Se o aluno erra uma questão fácil e acerta uma difícil, o sistema entende que ele chutou a mais difícil”, explica. Neste caso, ele perde nota por ter errado a questão fácil.

“É por essa razão que fica complicado dizer quantos itens o aluno precisa acertar na prova”, explica Berçott. Mas para ter uma nota competitiva, que permita o estudante ingressar na UnB, por exemplo, o professor sugere que ele acerte pelo menos 40 das 45 questões em cada seção da prova. “De 35 a 37 acertos, há uma possibilidade de entrada, dependendo curso. O ideal são pelo menos 40 acertos”, afirma.

Pesos da UnB

Na última edição do Enem, a UnB foi a universidade com as maiores notas de corte do país no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). “As notas são muito altas porque a universidades disponibiliza poucas vagas”, explica o professor Berçott. No primeiro semestre de 2015, por exemplo, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) ofertou 160 vagas para medicina, enquanto a UnB ofereceu apenas 18. A UnB oferece apenas metade das vagas pelo Enem e as restantes são disputadas por meio do Programa de Avaliação Seriada (PAS).

Para quem deseja ingressar na UnB, não basta apenas conhecer a prova do Enem. O edital da Universidade determina pesos diferentes para as seções da prova de acordo com a área do curso pretendido. Caso o estudante queira um curso de saúde, por exemplo, a nota das provas de matemática e ciência da natureza valem o dobro das provas de humanas e linguagens (veja quadro).

O professor Paschoal alerta que, independente dos pesos, o estudante não deve abandonar nenhuma disciplina. “Quem disputa uma vaga em engenharia está muito preparado para a prova de exatas. O que vai definir a aprovação é justamente a prova de humanas.” É pensando nesse diferencial que a aluna Nathália Vaz, 17 anos, organiza a grade horária. Ela quer estudar direito, curso para o qual as provas de linguagens e humanas têm maior peso, mas foca os estudos nas áreas de matemática e ciências da natureza. “Dou prioridade para o que eu tenho mais dificuldade, como matemática e física. Porque as matérias com mais peso, eu já tenho facilidade.”

A seção da prova com menor peso para a UnB é a redação, que vale menos de 10% da nota final. Os professores não recomendam, entretanto, que a prova seja menosprezada. “A redação decide muitas vagas. Os alunos que conseguem a aprovação sempre têm boas notas na redação”, afirma o professor Paschoal. Ele recomenda que, além de treinar a escrita, o estudante esteja atento aos temas atuais. “É fundamental ler jornais, revistas e tudo relacionado a atualidades.”

Pesos da prova do ENEM para a UnB

 


Prova

Peso - Cursos Exatas e Saúde

Peso - Cursos Humanas e Artes

Nota mínima

Redação (R)

1

1

400

Matemática (M)

4

2

350

Linguagens e Códigos (L)

2

4

350

Ciências Humanas (CH)

2

4

350

Ciências da Natureza (CN)

4

2

350

 

Cursos de Exatas e Saúde
Nota final = (R + 4M + 2L + 2CH + 4CN)/13

Cursos de Humanas e Artes
Nota final = (R + 2M + 4L + 4CH + 2CN)/13

Fonte: Decanato de Ensino e Graduação - UnB

publicidade

publicidade