SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

EDUCAÇÃO »

Enem para estudar em Portugal

O Instituto Politécnico do Porto se une a outras quatro instituições portuguesas e passa a aceitar nota do Exame Nacional do Ensino Médio para ingresso de alunos brasileiros. Se aprovado, estudante desembolsará mensalidade média de R$ 900

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/09/2015 17:20

Isabela Bonfim /Especial para o Correio

Boas notícias para quem deseja fazer faculdade em Portugal. O Instituto Politécnico do Porto (IPP) é a quinta instituição daquele país (veja quadro) a aceitar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como prova de ingresso para alunos brasileiros na graduação. O acordo foi firmado com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), na última semana, e os alunos já podem se inscrever na seleção, que começa em 25 de setembro. Para a inscrição, o candidato deve submeter o resultado do Enem realizado a partir de 2010.

O aluno brasileiro que deseja concorrer a uma vaga no IPP participa do concurso especial para estudantes internacionais. Este ano, serão oferecidas 274 vagas. As inscrições se encerram em 10 de outubro — 15 dias antes das provas do Enem 2015. Por essa razão, o instituto negocia a realização de outra fase, com data mais adequada para aqueles que ainda não fizeram o exame. Não se trata de intercâmbio; os aprovados vão poder cursar toda a faculdade na instituição portuguesa.

Na avaliação do presidente do Inep, Chico Soares, este é mais um passo na expansão do Enem. “O exame, que proporciona muitos acessos à educação superior no Brasil, aos poucos, também está abrindo boas oportunidades de estudo em Portugal.” Para Carlos Ramos, vice-presidente do IPP, o uso dos resultados do Enem vai facilitar a seleção de alunos brasileiros. “O exame permite fazer um melhor acompanhamento da trajetória desses estudantes. O IPP tem o Brasil como prioridade no seu projeto de internacionalização, daí que seja importantíssimo esse acordo com o Inep.”

Anna Luiza Espindola, 21 anos, estuda gestão da tecnologia da informação e acabou de voltar do intercâmbio para o IPP. Ela conseguiu a vaga por meio de um acordo de cooperação entre o instituto português e a instituição em que estuda no Brasil. Antes de ser aceita, ela participou de duas seleções e concorda que o uso do Enem vai facilitar o ingresso de alunos brasileiros. “A candidatura na faculdade lá fora é diferente. Por isso, o Enem é um ótimo indicador do desempenho do aluno no ensino médio”, avalia.

O IPP é a maior instituição politécnica de Portugal e conta com 18.500 estudantes distribuídos nas cidades do Porto, Matosinhos, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Vila Nova de Gaia e Felgueiras. É composto de sete escolas, nas quais são ministrados cursos superiores nas áreas de engenharia, contabilidade, administração, turismo, estudos industriais, tecnologia, educação, música, artes cênicas e saúde.

Apesar de ser uma instituição pública, o ensino em Portugal não é gratuito, como no Brasil. Os estudantes brasileiros devem desembolsar uma taxa anual entre € 1.500 e  2.250 euros, de acordo com a área de conhecimento. Com as recorrentes altas do euro, a mensalidade estaria próxima a R$ 900. Para Anna, o valor é caro. “A taxa para estrangeiros está alta, por isso a decisão deve levar em conta o quanto a pessoa quer investir no ensino.” Mas ela também cita algumas vantagens. “A biblioteca é atualizada, tem ótima infraestrutura e tive contato com alunos de outros lugares do mundo, o que não é comum aqui.”

Leandro Turon, 22, estuda administração e também teve oportunidade de fazer intercâmbio no IPP. Para ele, o que mais chamou a atenção foi a existência de aulas ministradas em inglês. “Realizei uma disciplina chamada inglês aplicado à contabilidade e foi muito enriquecedora, porque treinamos o vocabulário para situações específicas da nossa carreira.” Ele indica o instituto, principalmente, para os alunos com intensão de construir uma carreira internacional. “O IPP dará uma ótima formação e diversas oportunidades de crescimento, inclusive de fazer intercâmbio em outros países da Europa.”


Programe-se

Confira as instituições que aceitam o Enem em Portugal

Universidade de Coimbra
Universidade de Algarve
Instituto Politécnico de Leiria (IPL)
Instituto Politécnico de Beja (IPBeja)
Instituto Politécnico do Porto (IPP)

Matrículas no IPP

Período: 25 de setembro a 10 de outubro
Site: www.ipp.pt
Anuidade:  1.500 a 2.250 euros

publicidade

publicidade