SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

GUIA DE CONCURSOS »

Para estudar no ITA

Instituto Tecnológico da Aeronáutica oferece 140 vagas para graduação em engenharia. Parte das oportunidades é destinada a quem deseja seguir a carreira militar que, depois do curso, recebe salário de mais de R$ 6 mil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/09/2015 10:59

Maria Leticia Melo

Os que desejam ingressar no curso de formação de engenheiros do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) se preparam para conseguir uma das 140 vagas oferecidas no vestibular da instituição, que está em andamento, após ter as inscrições encerradas em 15 de setembro. Do total de vagas, 30 são para os candidatos que optam pela convocação para o serviço, por meio da inclusão no Quadro de Oficiais Engenheiros da Ativa da Aeronáutica, após a conclusão do curso; e 110 são para os que não desejam seguir a carreira militar na instituição.


O período de instrução tem duração de cinco anos e deve ser cursado na sede do instituto, em São José dos Campos, no interior de São Paulo. Os benefícios oferecidos são moradia estudantil (pagando taxa de R$ 75 por mês; não há cobrança para estudantes de baixa renda), três refeições diárias e assistência médico-odontológica. No primeiro ano de curso, enquanto prestam serviço militar obrigatório, os aprovados recebem bolsa mensal de R$ 1.067,85. No terceiro, no quarto e no quinto anos de curso, os que optaram por serem convocados para integrar o quadro de oficiais da Aeronáutica ocuparão o cargo de aspirante a oficial, com direito a remuneração de R$ 5.738,99. Depois de concluir o curso, o aspirante torna-se primeiro-tenente com salário de R$ 6.576.

Dedicação

Devido ao grau de dificuldade das provas e à grande concorrência registrada nos certames anteriores, é necessário dedicação e disciplina em uma rotina de estudos intensa para alcançar a aprovação. É o que explica Marcos Massaki, professor de matemática do Pódion e engenheiro formado pelo ITA. “O conteúdo é cobrado de forma muito mais aprofundada do que no ensino médio.  O candidato deve garantir, pelo menos, 70% de aproveitamento em todas as matérias”, ressalta.
Ex-aluna do Colégio Militar Dom Pedro II Andressa Soares Braz, 20 anos, e João Henrique Rocha Oliveira, 18, — que terminou o ensino médio no Colégio Militar de Brasília — são da mesma turma de um curso preparatório. “É uma faculdade renomada e uma boa referência no currículo”, explica a estudante. A jornada de preparação dos candidatos chega a 14 horas diárias. Os jovens estão confiantes. “Na última fase de preparação, a gente aprende a se motivar. Com o tempo, ganhei mais rapidez e consigo resolver as questões mais difíceis”, conta João.

Entenda o vestibular

O concurso é composto por exame de escolaridade e exame médico. O primeiro consiste em provas de física, matemática, português, química e inglês. A prova de inglês é apenas eliminatória. As provas devem ser aplicadas de 15 a 18 de dezembro, em Brasília e em outros 22 unidades da Federação. Para o professor de química e coordenador do curso preparatório no Poliedro, Thiago Cardoso da Costa, a chave para se preparar bem está em três pontos: resolver provas anteriores para entender o grau de exigência das questões, estudar por meio de material didático aprofundado, e incluir todas as matérias do edital no cronograma de estudos. “É essencial não desprezar nenhuma disciplina. As provas são abrangentes e têm o mesmo peso”, alerta.


Na seleção, agilidade é outro diferencial. “Como as provas incluem questões dissertativas, o candidato deve ser versátil e veloz para conseguir demonstrar como chegou ao resultado final”, afirma Thiago. Durante o estudo dos conteúdos de química, o professor explica que “é essencial dominar a parte físico-química, um ramo enorme da química que é cobrado com profundidade”, instrui. E completa: “Conhecimentos sobre química descritiva, como processos de formação e cores dos compostos químicos também devem ser estudados”.


Cássia Braga, professora de português do Olimpo, destaca que, apesar de ser uma prova realizada por banca militar, que foca nos conteúdos de exatas, é preciso ficar atento aos conteúdos da língua. A professora ainda indica tópicos recorrentes nas provas. “Normatização da língua, estruturação dos gêneros textuais, coesão e coerência, e significação de palavras e expressões são tópicos comumente exigidos.”

O que diz o edital

Processo seletivo para vagas no curso de graduação em engenharia oferecido pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA.
» Inscrições: encerradas em 15 de setembro; acesse o edital pelo site: www.vestibular.ita.br
» Taxas: R$ 130
» Vagas: 140
» Provas:  15, 6, 17 e 18 de dezembro
» Locais de prova: Brasília, Goiânia, Belém, Belo Horizonte, Campinas, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Juiz de Fora, Londrina, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, São José dos Campos, São José do Rio Preto, São Paulo, Teresina e Vitória.


Passe bem / Química

Dois béqueres, denominados “X” e “Y”, encontram-se dentro de um recipiente hermeticamente fechado, à pressão de 1 bar e temperatura de 298 K. O béquer “X” contém 100 mL de uma solução aquosa de cloreto de sódio cuja concentração é 0,3 mol L–1. O béquer “Y” contém 100 mL de uma solução aquosa de cloreto de sódio cuja concentração é 0,1 mol L–1. Se o recipiente for mantido fechado e em repouso até alcançar o equilíbrio termodinâmico, assinale o volume final (em mL) da solução no béquer “Y”:

A. (   ) 25           B. (   ) 50           C. (   ) 100           D. (   ) 150           E. (   ) 200

Comentário:
A solução contida no béquer “X” é hipertônica em relação à solução contida no béquer “Y”. Como são soluções de mesmo soluto, pode-se afirmar que a pressão de vapor em “Y” é superior à pressão de vapor em “X”. Logo, há maior evaporação de solvente em “Y”. Até o estabelecimento do equilíbrio termodinâmico, observa-se transferência de solvente através do ar do meio hipotônico para o meio hipertônico. Atingido o equilíbrio, as soluções são isotônicas. Como a situação inicial era de volumes iguais de soluções de mesmo soluto, pode-se afirmar que o equilíbrio será atingido quando a concentração de NaC for igual a 0,2 mol/L nas duas soluções.


Gabarito: letra B

Questão retirada do vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica realizado em 2014 para ingresso no curso de graduação em engenharia em 2015, comentada pelo professor de química Thiago Cardoso da Costa.

publicidade

publicidade