SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

MEC comenta resultados do Enem e apresenta novidades sobre o Sisu

Quase 1 milhão de pessoas se inscreveram no Sisu no primeiro dia. Segundo ministro da Educação, mais de 4 milhões já visualizaram a nota divulgada na sexta-feira (8)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/01/2016 14:56 / atualizado em 11/01/2016 20:53

Paula Braga /Especial para o Correio

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou em coletiva de imprensa no Ministério da Educação (MEC), na tarde desta segunda-feira (11), dados do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e sobre o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Até as 16h do primeiro dia de inscrições (11), 974.171 pessoas se inscreveram e o sistema recebeu 1.873.845 inscrições, uma vez que cada candidato pode se candidatar a dois cursos. Às 19h, o número de inscritos já havia passado de 1 milhão. A partir do segundo dia de inscrições, o sistema calcula e divulga as notas de corte para cada curso, que serão atualizadas a cada noite da inscrição.

 

Confira os dados da apresentação realizada pelo MEC nesta segunda-feira (11)

 

Segundo o ministro, a página do sistema está recebendo mais de 100 mil acessos por minuto no primeiro dia de inscrição. "Neste ano divulgamos as vagas com antecedência para que os alunos pudessem traçar a melhor estratégia. A regra é que quem estudou passa, entra bem na universidade. Quem estuda pode escolher a instituição e a vaga", afirmou Mercadante.

 

Sisu

MEC/Reprodução
Entre 2010 e 2016, o número de universidades participantes no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) aumentou 157% (de 51 para 131). O crescimento das vagas foi ainda maior, 376%: de 47.913 em 2010 para 228.671 em 2016. Dentre os estados, Minas Gerais é o que oferece mais oportunidades (30.395). Em seguida estão Rio Grande do Sul, 18.365; e Rio de Janeiro, 16.425.

 

Dentre os cursos, a maior parte das vagas oferecidas é para as engenharias: 35.064. O curso de medicina, porém, foi o que apresentou o maior crescimento no número de vagas desde 2010 — o número passou de 585 para 4.497, o que representa aumento de 668,7%. Em 2015, foram 5.810.914 participantes do Enem e mais de 4 milhões já acessaram a nota, disponibilizada na última sexta-feira (8).

 

[VEJAMAIS]O ministro lembrou que os estudantes que não conseguirem uma vaga em instituições públicas pelo Sisu, podem usar a nota do Enem para acessar outras vagas como as do Programa Universidade para Todos (Prouni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). As inscrições para o Prouni ocorrem entre 19 e 22 de janeiro e, para o Fies, entre 26 e 29 de janeiro.

 

As inscrições do Sisu começaram nesta segunda-feira (11) para mais de 228 mil vagas em 131 instituições federais de ensino superior pelo portal. O prazo para se candidatar vai até quinta-feira (14). Pode participar quem fez o Enem em 2015 e tirou mais de zero na redação. "O Enem serve para quem que ingressar no ensino superior, para quem quer concluir o ensino médio. Na hora da prova é difícil assoviar e chupar cana ao mesmo tentou", disse o ministro ao afirmar que a pasta estuda maneira de aprimorar o processo.

 

Redação do Enem

Na prova de redação, 53.032 candidatos tiraram nota zero e 104 tiraram nota mil. O número de alunos que tiraram a menor nota não inclui aqueles que não compareceram à prova. Entre os que zeraram o teste estão os que deixaram a página em branco, fugiram do tema ou fizeram alguma "brincadeira" no texto.

 

Mercadante avalia que, no geral, o desempenho dos estudantes foi muito bom na prova. "Tivemos algumas dezenas de redações nas quais mulheres descreviam cenas de violência que testemunharam ou aconteceram com elas. Como é uma redação, não sabemos se é um depoimento, mas nossos especialistas diriam que sim. Como a redação é sigilosa, consultamos o Ministério Público e a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres sobre como podemos proceder. Vamos colocar a disposição no site do MEC orientações para essas e outras mulheres denunciarem", afirmou o ministro.

 

De acordo com o Mercadante, foram 55 relatos "contundentes" sobre violência.A pasta informou ainda que não irá entrar em contato com as candidatas, visto que a redação é sigilosa e pode ainda colocá-las em risco. "Não sabemos se o e-mail dessa mulher, por exemplo, é de acesso do agressor. A denúncia deve partir dela", afirmou.

 

Médias em cada prova

O desempenho dos estudantes em cada prova apresentou queda em relação ao ano passado. Em matemática, a nota média passou de 473,5 em 2014 para 467,9 no ano passado. Em linguagens, o valor médio de 2014 foi de 507,9 e, de 2015, 505. A média da prova de ciências humanas foi de 558,1 e a de ciências da natureza, 478,8. O ministro da Educação avaliou que as quedas nas notas não são preocupantes, visto que a variação é bastante pequena. "A média da prova de matemátia caiu, mas a tivemos a maior nota da da prova nessa edição. Isso mostra que, nessa prova, os alunos que realmente tinham conhecimento tiveram a oportunidade de demonstrá-lo", disse. 

 

Confira a faixa de notas da redação:

Zero: 53.032 alunos; até 300 pontos: 134.777; de 301 a 400 pontos: 703.175; de 401 a 500 pontos: 1.374.518; de 501 a 600: 1.987.251; de 601 a 700: 800.804; de 701 a 800: 401.899; de 801 a 900: 128.276; de 901 a 999: 47.770; mil: 104.

publicidade

publicidade