SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

GUIA DE CONCURSOS »

Vagas para médicos

Ebserh está com mais de 800 oportunidades abertas para esses profissionais em todo o país com salários a partir de R$ 7,4 mil. No DF, são 19 chances no HUB

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/01/2016 16:10

Arquivo Pessoal

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) está com 837 vagas abertas para médicos em 27 hospitais universitários espalhados pelo país. Os selecionados trabalhão 24 horas semanais e farão jus a remuneração de R$ 7.425,31 em todas as instituições. As inscrições foram prorrogadas até terça-feira (26), e a guia de recolhimento pode ser paga até quarta-feira (27). Podem concorrer graduados em medicina, com residência médica ou título de especialista na área em que quiserem concorrer e cadastro no conselho regional da classe. A banca é o Instituto AOCP.

 

No Distrito Federal, há 19 oportunidades no Hospital Universitário de Brasília (HUB), e a expectativa é que os novos concursados possam ajudar a resolver a crise do sistema de saúde local. No HUB, as especialidades disponíveis são anestesiologia, cancerologia cirúrgica, cancerologia clínica, cardiologia, cardiologia pediátrica, cirurgia pediátrica, clínica médica, hematologia e hemoterapia, hematologia e hemoterapia pediátrica, infectologia, medicina de família e comunidade, medicina intensiva, medicina intensiva pediátrica, medicina paliativa, neonatologia, neurofisiologia clínica, neurologia pediátrica, patologia e pneumologia.

 

A seleção será composta por duas etapas, sendo a primeira objetiva com 50 questões, das quais 20 são de conhecimentos básicos — língua portuguesa (10), raciocínio lógico e matemático (5) e legislação aplicada à Ebserh (5) — e 30 de conteúdos específicos — legislação aplicada ao Sistema Único de Saúde (5) e conteúdos ligados à especialidade médica (25). A segunda etapa consiste em avaliação de títulos e experiência profissional.

 

Garanta a sua vaga

Professor de legislação do Sistema Único de Saúde (SUS) do IMP Concursos, Elissandro Noronha garante que a parte de conhecimentos específicos não é complexa e que as questões costumam se repetir bastante, por isso é essencial fazer provas antigas. “Os itens estão mais contextualizados, não são feitos de forma direta, há uma mistura de normativas, mas o estudo é fácil, o candidato só precisa estar disposto a praticar”, garante.

 

“A tendência deste ano são questões do Decreto 7.508/2011, que regulamenta a Lei Orgânica da Saúde (LOS). Além disso, devem cair itens mais elaborados sobre os determinantes sociais em saúde alinhados às patologias transmitidas pelo Aedes aegypti”, afirma a professora de legislação do SUS, do Ponto dos Concursos, Natale Oliveira. Ela ainda afirma que controle social e as atualizações da Constituição Federal — emendas 85 e 86 — e as da Lei nº 8.080/1990 — artigo 23 e a inclusão do artigo 53, alínea A — podem ser cobrados. Será um diferencial estar por dentro das discussões que ocorrem nos espaços gestores do SUS.

 

Na parte de legislação aplicada à Ebserh, o professor da disciplina, do Gran Cursos Online, Ismael Noronha afirma que a Lei nº 12.550/2011, que autorizou a criação da instituição, e o decreto nº 7.661/2011, que contém o regimento da empresa, serão os grandes destaques. 

 

“Sobre a lei, é importante saber as atribuições e o funcionamento da Ebserh. No decreto, atenção para o regimento e o estatuto social”, aponta. Ele ainda recomenda ênfase em estrutura, órgãos internos e competências. Ismael relata que esse conteúdo é grande e que, para se sair bem, a única saída é decorar. “A banca cobra a literalidade, ou seja, copiar e colar o que está escrito.”

 

O professor chama a atenção para os truques da banca, que costuma trocar números ou informações nas questões, principalmente as atribuições dos órgãos. “É uma prova cansativa, mas que tem possibilidade de ser gabaritada se o candidato ler tudo.”

 

Vou passar!

Formado em medicina pela Universidade de Brasília (UnB), João Paulo Silveira, 27 anos, está finalizando a residência em clínica médica no HUB e vai fazer o concurso. “Eu gosto do órgão porque tem uma abordagem acadêmica e um cuidado com o ensino, isso faz com que o atendimento do paciente seja muito bem pensando e mais cuidadoso”, conta. “Tudo que vai cair na prova faço no dia a dia.” João está confiante, apesar de só haver uma vaga. Ele acredita que a demanda do hospital é maior do que o número de vagas oferecidas e que pode ser formado um cadastro reserva.

 

 Passe bem - Legislação Aplicada ao SUS 

 

De acordo com a Lei 8.080/1990, que dispõe sobre a Participação Complementar na saúde, assinale a alternativa incorreta.

a) Quando as suas disponibilidades forem insuficientes para garantir a cobertura assistencial à população de uma determinada área, o Sistema Único de Saúde (SUS) poderá recorrer aos serviços ofertados pela iniciativa privada.

b) A participação complementar dos serviços privados será 

formalizada mediante contrato ou convênio, observadas, a respeito, as normas de direito público.

c) As entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos terão preferência para participar do Sistema Único de Saúde (SUS).

d) Os critérios e valores para a remuneração de serviços e os parâmetros de cobertura assistencial serão estabelecidos por cada órgão local de administração da saúde.

e) Os serviços contratados submeter-se-ão às normas técnicas e administrativas e aos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), mantido o equilíbrio econômico e financeiro do contrato.

 

Comentário

Leia o artigo 199 da Constituição associando aos artigos 24, 25 e 26 da Lei Orgânica da Saúde (nº 8.080/1990).

A. Verdadeira. De acordo com o art. 24: “Quando as suas disponibilidades forem insuficientes para garantir a cobertura assistencial à população de uma determinada área, o Sistema Único de Saúde (SUS) poderá recorrer aos serviços ofertados pela iniciativa privada.”

 

B. Verdadeira. O art. 24, no parágrafo único, diz que: “A participação complementar dos serviços privados será formalizada mediante contrato ou convênio, observadas, a respeito, as normas de direito público.”

 

C. Verdadeira. De acordo com o art. 25 da LOS 8.080/1990: “Na hipótese do artigo anterior, as entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos terão preferência para participar do Sistema Único de Saúde (SUS).”

 

D. Falsa. A lei supracitada, no art. 26, versa: Os critérios e valores para a remuneração de serviços e os parâmetros de cobertura assistencial serão estabelecidos pela direção nacional do Sistema Único de Saúde (SUS), aprovados no Conselho Nacional de Saúde.

 

E. Verdadeira. De acordo com o art. 26, parágrafo 2º da lei: “Os serviços contratados submeter-se-ão às normas técnicas e administrativas e aos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), mantido o equilíbrio econômico e financeiro do contrato.”

 

O que diz o edital 

Concurso da Empresa 

Brasileira de Serviços 

Hospitalares (Ebserh)

 

» Inscrições: até 26 de 

janeiro pelo site 

institutoaocp.org.br

» Taxa: R$ 120

» Vagas: 837 (19 para o HUB)

» Salários: R$ 7.425,31

» Provas objetivas: 21 de fevereiro

 

 

Gabarito: D

Questão retirada do concurso da Ebserh, realizado em 2014, comentada pela professora de legislação do SUS do Ponto dos Concursos Natale Oliveira

publicidade

publicidade