Inscrições para o Enem começam em 9 de maio

Ministro da educação, Aloizio Mercante, apresentou o edital 2016 do exame em entrevista coletiva. Entre as novidades, estão a identificação por digital no dia da prova e o aplicativo de acompanhamento lançado pelo Inep

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/04/2016 10:23 / atualizado em 14/04/2016 16:21

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016 serão abertas às 10h de 9 de maio e terminarão às 23h59 de 20 de maio. O edital do exame será lançando na sexta-feira (15) no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (14) pelo ministro da Educação Aloísio Mercadante em entrevista coletiva. “Queremos ter o tempo necessário para que ninguém perca a inscrição. Vamos divulgar o período de inscrição até 9 de maio, e eles terão 11 dias para se inscrever”, reforçou o ministro.

As provas serão aplicadas em 5 e 6 de novembro. Neste ano, a taxa de inscrição será de R$ 68, R$ 5 a mais que em 2015. A novidade é que o Inep disponibilizará um aplicativo gratuito para smartfone com todas as informações do participante e lembretes para as principais datas do edital.

Outro dado importante é que quem obteve isenção de taxa no Enem 2015 e não compareceu no dia da prova não terá direito a nova isenção neste ano a menos que apresente justificativa para o MEC.

 

Para pessoas que precisam de tratamento diferenciado, as normas são as mesmas da edição passada. Alunos que queiram ser tratados pelo nome social deverão enviar documento de identificação de 1º a 8 de junho.

Estudantes sabatistas farão o exame às 19h no horário local. Participantes com transtornos como dislexia e deficit de atenção devem apresentar laudo médico na área, para quem tem condições especiais visivelmente identificáveis como cegueira ou surdez, o laudo é dispensável.

 

Neste ano, o MEC não vai enviar cartões de confirmação via Correios. Os documentos serão mandados exclusivamente pela internet. Segundo o ministro, a medida gerou grande economia aos cofres do ministério.

 

Combate às fraudes

Para evitar que um candidato faça prova no lugar de outro, os aplicadores do Enem 2016 vão coletar a impressão digital de todos os participantes no cartão de identificação, ao lado da assinatura. Outras medidas de combate a fraudes como o porta objeto na porta das salas e o detector de metais serão mantidas.

 

Hora do Enem e simulados

Todos os 2 milhões e 200 mil estudantes que estão matriculados no terceiro ano do ensino médio, de acordo com o Censo da Educação Básica 2015, poderão participar dos quatro simulados online disponibilizados pelo MEC ao longo deste ano. O primeiro será em 30 de abril.

 

Pessoas que não tenham acesso a internet podem socilitar um computador até a próxima sexta (15) e farão a prova em um dos laboratórios de informática dos institutos e universidades federais e de algumas insituições particulares cadastradas pelo MEC.

 

Depois de cada simulado, alunos e escolas receberão um diagnóstico completo com as principais deficiências e pontos fortes dos estudantes na prova. Para o participante, o sistema vai gerar um plano de estudo orientando sobre as aulas mais importantes para aquele aluno disponíveis na plataforma Mecflix. Para os gestores, "é um poderoso instrumento de diagnóstico", salientou o ministro.

 

Acesse o Hora do Enem por este link.