SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

UnB libera lista dos aprovados no vestibular de 2016

Cespe também fixou o resultado nos quatro câmpus da instituição

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/07/2016 16:55 / atualizado em 12/07/2016 15:55

O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) divulgou o resultado do vestibular de 2016 da Universidade de Brasília (UnB). Foram ofertadas 4.212 vagas para 98 cursos de graduação nos câmpus Darcy Ribeiro, Gama, Planaltina e Ceilândia

 

Confira a lista completa com 4.058 aprovados no link.

 

Listas com os nomes dos aprovados foram disponibilizadas fisicamente nos quatro câmpus da instituição. No Darcy Ribeiro, na Asa Norte, é possível conferir os selecionados no Ceubinho e no Teatro de Arena, em que a comemoração toma conta dos presentes com farinha, tinta e ovos. Compõe a recepção dos aprovados o som da Bateria Insana, do curso de medicina, da Bateria da Enfermagem e da Maquinada, dos cursos de engenharia.

 

Carlos Vieira/CB/D.A Press
 

 

Tainá Seixas/Esp. CB/D.A Press
 

 

Tainá Seixas/Esp. CB/D.A Press
Tainá Seixas/Esp. CB/D.A Press

 

"Estou muito emocionado. Passar na UnB sempre foi meu maior sonho", disse João Eudes, 18 anos, que fez o ensino médio no Centro Educacional 104 do Recanto das Emas e foi aprovado no curso de relações internacionais depois de conferir o resultado.

 

Alycia Amaro, 18 anos, conseguiu uma vaga em engenharia civil. "Eu estou muito feliz, lutei tanto por isso. Eram 12 horas de estudo por dia", conta ela que terminou a educação básica em 2014 no Centro de Ensino Médio Ave Branca (Cemab), em Taguatinga.

 

Tainá Seixas/Esp. CB/D.A Press
João Marcos Duarte Serejo, 18, terminou o ensino médio no ano passado no Colégio Militar de Brasília (CMB) e conquistou uma vaga em direito. "Eu estudei em casa usando o material da escola, cerca de três ou quatro horas por dia. A nota tinha saído antes, então tinha ideia de passaria, mas ver o meu nome na lista é outra coisa", comemora.

 

Tainá Seixas/Esp. CB/D.A Press
Rafael Oliveira, 18, fez o ensino médio no Centro de Ensino Médio de Taguatinga Norte (CEMTN) e foi aprovado em economia. “Eu tinha vindo à UnB antes acompanhar amigos que passaram em outras edições, mas agora eu passei. Então é um sonho realizado.”

 

Tainá Seixas/Esp. CB/D.A Press
Também ex-aluna do CEMTN, Amanda Idala, 19, foi aprovada em arquitetura e urbanismo. “Terminei a escola em 2015. Em 2015, fiz um cursinho pago. Este ano, fiz o Galt, um cursinho solidário e passei. Estou muito, muito, muito feliz. Ainda não consigo acreditar no resultado!”

Tainá Seixas/Esp. CB/D.A Press
Depois de terminar o ensino médio no Galois, Luiz Alberto Brant, 18, fez cursinho no próprio colégio até ser aprovado em medicina. “Eu estudava oito horas por dia. Estou muito feliz e realizado, vivendo meu sonho”, afirmou o calouro.

 

Aos 17 anos, a mineira Luana Zica veio ao DF especialmente para se preparar com foco no vestibular da UnB num cursinho. “Eu nem sei o que estou sentido. Quero sorrir e chorar ao mesmo tempo”, disse a aprovada em medicina veterinária.

 

Depois de se preparar por um ano e meio para o vestibular, Luisa Lucas, 19, finalmente conquistou a desejada aprovação. Depois de se formar em 2014, passou a estudava 10 horas por dia. "Não tenho nem como descrever esse momento, estou muito ansiosa para começar o curso", relata a caloura.

 

Tainá Seixas/Esp. CB/D.A Press
 

 

Matrícula

O registro acadêmico dos aprovados em primeira chamada será realizado nos postos avançados da Secretaria de Administração Acadêmica (SAA) da UnB, nas próximas quinta e sexta-feira (14 e 15 de julho). O estudante deverá apresentar os dois questionários descritos na Agenda do Calouro e, ainda, cópia autenticada dos seguintes documentos: carteira de identidade, comprovante de conclusão e histórico escolar do Ensino Médio, título de eleitor, CPF e certificado de reservista para candidatos do sexo masculino. Aqueles que forem selecionados para cursos que exigem Certificação de Habilidade Específica deverão apresentar o documento, emitido pelo Cespe, dentro do período de validade. 

 

Recepção aos calouros
Na tarde desta segunda-feira (11), a Reitoria lançou a campanha UnB diversa e plural. Esse é o tema da recepção de novos calouros que contará com ações continuadas ao longo do semestre. O objetivo é reforçar a integração da comunidade acadêmica, e passar a mensagem de que a universidade precisa ser livre para ser democrática. A ação prega o convívio respeitoso entre pessoas e grupos de diferentes características políticas, ideológicas, sociais, étnicas, religiosas, raciais, regionais, de identidade de gênero e orientação sexual.

Está no ar o site de boas-vindas aos calouros com informações úteis para os recém-aprovados. No primeiro dia de aulas do semestre, em 8 de agosto, às 10h, os novos universitários poderão participar de uma aula magna no Centro Comunitário Athos Bulcão, com a presença do juiz Ben-Hur Viza, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT); e a ex-aluna e vice-presidente da seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF) Daniela Teixeira. Os convidados falarão sobre respeito, convivência e violência contra a mulher.

No mesmo dia, às 19h30, no Anfiteatro 9, a cineasta Anna Muylaert e a ex-aluna da UnB e atriz Camila Márdila abordarão temas como segregação social, assédio sexual, maternidade e ingresso no ensino superior sob a perspectiva do filme brasileiro Que horas ela volta?, estrelado por Regina Casé.

 

Diferentemente do último semestre, em que a campanha de recepção dos calouros teve como mote os cuidados com a universidade, agora o foco será o cuidado com as pessoas. "A UnB é um espaço onde a violência não é tolerada, porque o estudante da universidade está sendo formado para o mundo", afirmou Ivan Camargo, reitor da universidade, durante o lançamento da campanha UnB diversa e plural. "Só quem pensa diferente é capaz de inovar", acrescentou, reforçando a importância do respeito à diversidade e da tolerância no espaço acadêmico.

 

Também participou do evento que antecedeu a divulgação da primeira chamada do vestibular a diretora de Gestão da Informação do Decanato de Ensino de Graduação, Nilce Santos de Melo. Ela informou que o número de vagas remanescente na seleção deste ano caiu pela metade, o que ela atribui à adoção, pela primeira vez, do SisUnB. O sistema permitiu aos candidatos alterarem a pré-opção de curso depois de receberem o desempenho individual e verificarem a nota de corte de cada graduação. "É o momento em que os jovens podem redefinir o que serão daqui para frente", disse.

 

Colaborou Bernardo Bittar

 

 

publicidade

publicidade