SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

GUIA DE CONCURSOS »

Quer trabalhar no Hemocentro?

A fundação oferece 79 oportunidades imediatas, e os salários variam de R$ 3,7 mil a R$ 5,8 mil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/11/2016 11:43 / atualizado em 27/11/2016 12:22

Bruna Andrade

Gabriela Studart

As inscrições para o concurso da Fundação Hemocentro de Brasília ainda não estão abertas, mas interessados devem investir na preparação desde já. Além de 321 oportunidades de cadastro reserva, o edital oferece 79 vagas imediatas, das quais 48 são destinadas a analistas graduados (com salários de R$ 5.820) e 31 a técnicos (com remuneração de R$ 3.705). Em nível superior, há vagas para formados em administração, biologia, biomedicina, farmácia, farmácia-bioquímica, arquivologia, assistência social, comunicação social (jornalismo e relações públicas), direito, economia, enfermagem, estatística, fisioterapia, odontologia, psicologia e tecnologia da informação.


As 10 vagas para o cargo de técnico administrativo são as únicas que podem ser disputadas por candidatos que tenham concluído apenas o ensino médio. As outras posições técnicas (hemoterapia e hematologia, informática, contabilidade, radiologia e saúde bucal) exigem formações específicas. A banca examinadora dé o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). As provas objetivas serão compostas por 50 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas cada. Do total, 25 itens serão de conhecimentos básicos, que compreendem língua portuguesa (8), legislação pertinente à Fundação Hemocentro (6), noções de direito administrativo (4), raciocínio lógico e matemática (4)  e atualidades (3).


O biomédico Lucas Takeji, 23 anos, concorrerá a uma vaga de analista e estuda quatro horas por turno, entre manhã, tarde e noite, diariamente. A parte que ele considera mais desafiadora no edital é a de legislação e a mais fácil, a de conteúdos específicos. “O Iades cobra as leis ao pé da letra, por isso é mais difícil. As matérias da minha área devem ser mais tranquilas, mas não as subestimo: estudo do mesmo jeito”, afirma.

Dicas de estudo
Pablo da Nóbrega, professor de direito administrativo do Ifar Concursos, percebe que, nessa matéria, os candidatos têm mais dificuldade em atos administrativos — conceitos, requisitos, atributos, classificação, espécies e invalidação e a Lei Federal nº 8.666 (sobre normas e contratos da administração pública) —, pois são conteúdos que exigem conhecimento prévio. “Gosto de frisar isso com os alunos porque, entendendo esses conteúdos, os outros ficam mais fáceis”, comenta. Ele destaca princípios (porque facilita o entendimento dos demais), administração direta e indireta (porque aparece com muita frequência em concursos) e licitações (pela complexidade) como os temas que mais exigem atenção na disciplina. “De modo geral, é importante o aluno perceber o peso de cada disciplina para que possa organizar o horário de estudo considerando esse aspecto”, finaliza.


Marco Soares, professor de legislação específica do Alub Concursos, observa que o edital é extenso, além de estar disposto de forma desorganizada, o que pode confundir o aluno. Segundo ele, uma forma mais didática de estudar a matéria é dividi-la em cinco grupos usando o critério de familiaridade entre as legislações: grupo 1 — Lei Orgânica do Distrito Federal e Lei Complementar nº 840 (sobre os servidores públicos do DF), grupo 2 — Lei Federal nº 8.080 (sobre o Sistema Único de Saúde) e Lei Distrital nº 4.352 (sobre o descarte de seringas e agulhas), grupo 3 — Lei Distrital nº 4.990 (Lei de Acesso à Informação), grupo 4 — Decretos Distritais nº 34.539 (Estatuto da Fundação Hemocentro) e nº 35.054 (Regimento Interno da Fundação Hemocentro), e grupo 5 — Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) RDC nº 63 (sobre boas práticas em serviços de saúde) e Normas de padronização ISO-9001.


Entre esses, os grupos 2 e 4 são os mais relevantes. “O candidato tem que ficar atento principalmente à legislação concernente ao SUS”, comenta. O professor explica que o Iades costuma cobrar literalidade. “É comum colocar o que está escrito na lei e trocar alguma palavra para confundir o candidato”, diz.


Professor de português do Curso Professor Filemon, Filemon Félix afirma que é imprescindível entender a banca; para isso, é importante pesquisar e resolver provas anteriores. “O Iades tende cobrar todo o conteúdo. Isso deixa um alerta: não adianta escolher assuntos do edital para estudar e deixar outros de lado.” Filemon recomenda fazer uma revisão gramatical completa, privilegiando mudanças ocorridas com o novo acordo ortográfico (uso do hífen e acentuação gráfica).

 

Passe bem / Legislação específica* Estagiária sob supervisão de Ana Paula Lisboa

 

Acerca dos Fundamentos da Organização dos Poderes e do Distrito Federal, com base na Lei Orgânica do Distrito Federal, assinale a alternativa correta.
a) As únicas formas de exercer a soberania popular pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto são mediante plebiscito e referendo.
b) O exercício do direito de petição ou representação é assegurado, independentemente de pagamento de taxas ou emolumentos, ou de garantia de instância.
c) Os objetivos prioritários do Distrito Federal são a preservação de sua autonomia como unidade federativa e a plena cidadania.
d) Os objetivos prioritários do Distrito Federal são a dignidade da pessoa humana e os valores do trabalho e da livre iniciativa.
e) O objetivo prioritário do Distrito Federal é o pluralismo político.

Comentário:

A) Existem três formas: plebiscito, referendo e iniciativa popular
B) É assegurado a todos em qualquer cirscunstância conforme art. 4º da LODF.
C, D e E) Apresentam valores fundamentais e não objetivos prioritários.

Questão de Lei Orgânica do DF retirada da prova para perito da Polícia Civil do Distrito Federal aplicada em 2016 pelo Iades, comentada por Marco Soares

 

O que diz o edital

 

Concurso público da Fundação
Hemocentro de Brasília
Inscrições: de 11 de dezembro a 6 de fevereiro no site www.iades.com.br
Taxa: R$ 46,50 (níveis médio
e técnico) e R$ 58 (nível superior); doadores de sangue e pessoas de baixa renda podem pedir isenção
Vagas: 79, mais 321 de cadastro
reserva
Salários: de R$ 3.705 a R$ 5.820.
Provas: 5 (nível superior) e 19 (níveis médio e técnico) de março de 2017

 

*Estagiária  sob supervisão de Ana Paula Lisboa

publicidade

publicidade