SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Saúde publica edital para médicos temporários

Serão 337 profissionais em pediatria, neonatologia e terapia intensiva. De acordo com o secretário Humberto Fonseca, contratados vão atuar por um ano, até que o governo conclua concurso para efetivos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/11/2016 18:58

Gabriel Jabur

No início de 2017, o atendimento à população de Brasília terá o reforço de médicos temporários. Nesta segunda-feira (28), o Diário Oficial do Distrito Federal publicou edital para contratar 337 profissionais em pediatria, neonatologia e terapia intensiva. Eles exercerão as funções em áreas essenciais por um ano, até que o governo conclua novo concurso.

 

Serão 107 vagas de pediatras, 124 de neonatologistas e 106 de médicos em terapia intensiva de adulto. Eles terão carga de 20 horas semanais e receberão salário de R$ 6.327. Os interessados devem se inscrever até 16 de dezembro pelo site da Secretaria de Saúde (a partir do fim da tarde de hoje) ou na sede da pasta, no Bloco B do Setor de Áreas Isoladas Norte (antigo prédio da Câmara Legislativa).

 

Os selecionados serão lotados, de preferência, no Hospital Regional de Santa Maria, onde o atendimento é feito por empresa terceirizada. Além dessa unidade, os regionais de Gama e Planaltina aparecem com prioridades.

 

Diferentemente das seleções anteriores, neste edital as exigências em relação a duas especialidades foram reduzidas. Para os neonatologistas será necessário somente um ano de experiência; para os intensivistas, dois anos. Nos oito concursos anteriores, para ambos os casos, era necessário o título de especialista. “Tomamos essa medida para que haja mais adesões por parte dos profissionais”, explica o secretário de Saúde, Humberto Fonseca. De acordo com ele, nas edições passadas, não foi possível completar as vagas devido à alta demanda do mercado por pessoas com essas formações.

 

Segundo o secretário, caso não se complete a quantidade de vagas, há duas possibilidades: oferecer ampliação na carga horária dos aprovados para 40 horas, com acréscimo salarial; e elaborar novo edital para contratar empresa terceirizada.

Fonseca ressalta que a chegada dos temporários não afetará a possibilidade de um concurso regular. “Nos 12 meses de atuação desses profissionais, organizaremos um certame para efetivos.”

 

Autorização para concurso provisório de médicos no DF

A admissão dos provisórios somente foi possível após a secretaria conseguir autorização do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios e, posteriormente, da Câmara de Governança Orçamentária, Financeira e Corporativa do DF.


Apesar da orientação do Ministério Público do DF e Territórios para o governo apenas contratar por concurso, a carência por atendimento médico na rede pública forçou uma solução emergencial.

 

Em 2015 e 2016, a Secretaria de Saúde fez 1.573 nomeações de médicos. A pasta enfatiza que, em relação às demais especialidades, ainda há vigência do concurso de 2014.

 

Agência Brasília

 

publicidade

publicidade