Tema de redação da 1ª etapa do PAS aborda cápsula do tempo e futurismo

Com uma abordagem conceitual e futurística, o enunciado determinava que os discentes elaborassem um texto dissertativo, cujo conteúdo abarcasse dois objetos a serem inseridos em uma cápsula do tempo e enviados ao futuro - um de representação pessoal e outro relativo a sociedade contemporânea

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/12/2016 17:59 / atualizado em 04/12/2016 21:44

Ana Viriato/Esp.CB/D.A Press
 
O tema da redação da primeira etapa do Programa de Avaliação Seriada (PAS) da Universidade de Brasília (UnB), aplicada neste domingo (4/12), pegou os estudantes de supresa. Com uma abordagem conceitual e futurística, o enunciado determinava que os discentes elaborassem um texto dissertativo, cujo conteúdo abarcasse dois objetos a serem inseridos em uma cápsula do tempo e enviados ao futuro - um de representação pessoal e outro relativo à sociedade contemporânea. A prova também abordou questões que tratavam do desastre de Mariana (MG) e política. 

Como motivação, o item apontou uma reportagem, divulgada em 2016, que noticiava o encontro de uma cápsula da época nazista, encontrada na Polônia. O cilindro de cobre guardava, entre outros itens, obras escritas de Adolf Hitler. Ainda como embasamento, a questão forneceu um guia de pontos a serem abordados ao longo do texto. 

O postulante a uma vaga no curso de medicina Jhowver Shiga, 15 anos, classificou o tema como "estimulante" e "criativo". O estudante optou por inserir, na cápsula imaginária, o documento de identidade pessoal e uma manchete de jornal. "Queria que o material midiático representasse o momento político que vivemos", apontou. Em referência às questões objetivas do exame, o discente afirmou que "as questões dividiram-se entre as abordagens interpretativas e as de conceitos apresentados em centros de ensino", contou. 

A maranhense Celly Almeida, 15 anos, acredita que a banca idealizadora do PAS desejasse, com o tema, mostrar o legado que cada estudante pode deixar no mundo desde o início da formação. "Coloquei, na minha cápsula, uma vela e um sabonete desenvolvidos por mim e pelos meus amigos na escola. Os utensílios podem repelir os mosquitos transmissores da dengue. Para representar o período em que vivemos, inseri um smartphone. O celular mostra a época tecnológica em que vivemos, a qual estará bastante diferente daqui a 50 anos", comentou a aspirante a médica. 

Os gabaritos oficiais preliminares da prova de conhecimento serão publicados em 7 de  dezembro, às 19h. O resultado provisório dos itens do tipo D e da redação em língua português está previsto para ser divulgado em 22 de fevereiro de 2017. Já o desempenho individual de casa inscrito poderá ser conferido no site do Cespe, em maio de 2017. O índice de abstenção neste domingo representou, em números absolutos, a ausência de 1.115 discentes.