Concurso para Secretaria de Educação tem mais de 150 mil inscritos

Candidatos vão disputar 2,9 mil vagas. Cargo que despertou mais interesse foi o de monitor de gestão educacional. Datas prováveis das provas são 22 e 29 de janeiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/01/2017 20:19 / atualizado em 04/01/2017 20:22

O concurso para disputar 2,9 mil vagas para trabalhar na Secretaria de Educação tem 152.808 candidatos inscritos. Eles vão concorrer aos cargos de professor (800 convocações imediatas e 1,2 mil para cadastro de reserva) e de assistentes à educação (900): 90 analistas, 250 monitores e 560 técnicos — desse total, 530 candidatos ficarão para cadastro de reserva. As provas serão aplicadas nas datas prováveis de 22 e 29 de janeiro.

 

O cargo mais procurado foi o de monitor de gestão educacional, com 70.069 candidatos. Em segundo lugar, ficou o de técnico de gestão educacional – especialidade apoio administrativo, com 60.659 inscritos, seguido pelo de professor de educação básica – área de atuação atividades (35.370).

 

Com esse processo seletivo, o governo de Brasília abre 38 cargos — 26 para professores, 9 para analistas, 2 para técnicos e 1 para monitor — destinados a suprir vagas com afastamento definitivo como aposentadorias, exonerações e mortes. Os postos serão preenchidos em 2017, 2018 e 2019 e estavam previstos desde julho.

 

Mais informações sobre o concurso estão no site do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB).

Professor temporário: 40.187 inscrições

Além do certame para contratar funcionários efetivos, a Educação lançou concurso para seleção de professores temporários. Esse recebeu 40.187 inscrições. Os aprovados farão parte de uma lista de reserva. Cerca de 6 mil profissionais deverão ser convocados em fevereiro.

 

A prova, objetiva, de caráter eliminatório e classificatório e com três horas de duração, será aplicada na tarde de 15 de janeiro. Os locais serão informados aos inscritos.

 

Há vagas para professores de administração, artes, atividades, biologia, biomedicina, ciências naturais, contabilidade, direito, educação física, eletrônica, eletrotécnica, enfermagem, engenharia, farmácia, filosofia, física, fisioterapia, geografia, história, informática, espanhol, francês, inglês, japonês, libras, língua portuguesa, matemática, música, nutrição, odontologia, psicologia, química, sociologia e telecomunicações.

 

O professor substituto é contratado para suprir carências provisórias decorrentes de afastamentos legais de profissionais efetivos, como nos casos dos diretores e vice, que tomarão posse no início do ano. O contrato não forma vínculo empregatício com o governo de Brasília.

 

Mais informações sobre o processo seletivo simplificado podem ser encontradas no site do Instituto Quadrix.

 

Agência Brasília