SIGA O
Correio Braziliense

GUIA DE CONCURSOS »

Quer trabalhar na Terracap?

Empresa pública do DF oferece oportunidades para níveis médio, técnico e superior. São 33 vagas imediatas e 390 de cadastro de reserva. Salários variam de R$ 7 mil a R$ 11 mil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/01/2017 11:58

Gabriela Studart

Cerca de dois anos após realizar seu último concurso, a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) oferta 33 vagas imediatas e 390 de cadastro de reserva para cargos com jornada de 40 horas semanais. De ensino médio, há duas vagas para técnico administrativo (2), com vencimentos de 7.951,13. No nível médio, há oportunidades para técnico em fiscalização (4) e topógrafo (1), com salários de R$ 7.951,13. Candidatos de nível superior podem concorrer a 26 vagas com vencimentos de R$ 11.717,56 para os postos de administrador (1), analista de sistemas (1), arquiteto (4), contador (1), economista (1), engenheiro agrimensor / cartógrafo (5), engenheiro agrônomo (1), engenheiro ambiental (1), engenheiro civil (4), engenheiro eletricista (2), engenheiro florestal (1), psicólogo (1), técnico em comunicação social — publicitário (1), técnico especialista — estatístico (1) e técnico especialista — geoprocessamento (1).


Este último cargo pode ser ocupado por graduados em arquitetura, engenharia (ambiental, agrimensura, cartográfica, civil, computação ou florestal), geografia, geologia, análise de sistemas, sistemas de informação, ciências da computação em grau de bacharel, agrimensura, geoprocessamento, análise e desenvolvimento de sistemas ou tecnologia da informação em grau de tecnólogo. A banca organizadora é o Instituto Quadrix. Serão aplicadas provas objetiva e discursiva para todos os cargos.


No primeiro tipo de teste serão 20 questões de conhecimentos básicos, valendo 20 pontos, sobre língua portuguesa, raciocínio lógico e matemático, legislação, ética no serviço público e noções de informática (exceto para o cargo de analista de sistemas) e 30 de específicos, valendo 30 pontos — todas de múltipla escolha com cinco opções cada. A redação, de até 30 linhas, vale 10 pontos, e o tema será baseado nos conhecimentos específicos de cada posto.


Candidatos a vagas de técnico em fiscalização e topógrafo — função cujas atribuições envolvem fazer vistorias em imóveis, localizar áreas urbanas e rurais em plantas cartográficas, coordenar e acompanhar a demolição de imóveis irregulares, participar da reintegração de posse de imóveis, efetuar levantamentos, locação e demarcação de superfícies — serão submetidos ainda a prova de aptidão física, de caráter eliminatório, que envolve teste de barra fixa (masculino: três repetições; feminino: 10 segundos de suspensão), teste de meio-sugado, que consiste num tipo específico de movimento (masculino: 25 repetições; feminino: 20 repetições), e corrida (12 minutos).

Dicas

Professor de redação do Estratégia Concursos, Erick Alves observa que a prova dissertativa equivale a cerca de 17% da nota da avaliação, por isso é importante que o candidato domine o português. “Como o conteúdo é vasto, talvez não dê tempo de estudar tudo. Caso o participante tenha dúvida de como se escreve alguma palavra, pode tentar substituir por algum sinônimo que tenha certeza da ortografia”, aconselha. Outra dica é não enrolar na hora de argumentar. “Muitos candidatos acham que, ao escrever muito, impressionarão o examinador, mas é preciso ser objetivo”, alerta.
Claiton Natal dá aulas de português no IMP Concursos e recomenda que os candidatos deem ênfase a análise sintática, nomenclaturas gramaticais, a palavra “que” como conjunção, pronomes relativos, concordância e acentuação gráfica. “Porém, não se esqueça de estudar pontuação, regência e crase”, lembra. “É importante compreender também o perfil da banca do concurso — o que é possível resolvendo provas anteriores”, diz.


Na parte de Lei Orgânica do Distrito Federal (LODF), a professora do conteúdo no Espaço Campus Joseane Helena de Oliveira aconselha que o candidato priorize os títulos I, II e VII. “No último concurso da Terracap, em 2014, a banca Consuplan elaborou três questões sobre a referida lei, duas sobre os títulos I (dos fundamentos da organização dos Poderes e do Distrito Federal) e II (da Organização do Distrito Federal), do artigo 1º ao 52°. No penúltimo concurso, em 2010, a Fundação Universa elaborou duas questões sobre o tema, entre elas uma sobre o título I, do artigo 1º ao 5º.”
A docente alerta que o título VII, artigos 312° a 349°, que fala sobre a política urbana e rural, ainda não foi cobrado nas avaliações. “Todavia, há muita chance de ele ser objeto de prova, pois estabelece as diretrizes para a política de desenvolvimento urbano do DF”, diz. Segundo Joseane, outra tendência são questões sobre bens do DF. “Esse conteúdo está presente nos artigos 46° a 52° e pode cair, já que a Terracap é a entidade gestora do patrimônio imobiliário do DF”, ressalta.

Cadê minha vaga?
Yuri Maier, 21 anos, estuda para concursos públicos há um ano e meio e se interessou pelo certame da Terracap por causa da remuneração. Morador da Candangolândia, ele estuda cerca de seis horas por dia por meio de videoaulas, livros e apostilas, além de refazer questões. “A matéria que acho mais fácil é português. Acredito que os conteúdos mais complicados serão os de conhecimento específico”, opina. Yuri, que vai disputar o posto de técnico administrativo, acredita que o concurso será muito concorrido por causa da remuneração.


“Esse salário para nível médio é muito bom. Acho que muita gente vai se interessar em participar”, aponta. Moradora de Teresina (PI), Erica Ribeiro, 26 anos, vai concorrer ao cargo de contadora. “Existem poucas oportunidades na região onde moro, por isso decidi fazer o concurso. Conheço pessoas no DF, o que facilitaria minha mudança para a capital”, conta. Assistente comercial, Erika se prepara para concursos públicos há um ano e meio. Apesar de ser formada em contabilidade, essa é a matéria em que Erika sente mais dificuldade. “O conteúdo é muito extenso. Os assuntos relacionadas ao direito são mais fáceis”, argumenta.

 

Passe bem / Legislação* Estagiária sob supervisão de Ana Paula Lisboa

 

O DF, por imperativo constitucional, é regido por sua Lei Orgânica, atendidos os princípios estabelecidos na Carta Maior Federal. Acerca dos fundamentos da organização dos Poderes e do Distrito Federal previstos na LODF, assinale a alternativa correta:
a) É prevista expressamente a possibilidade de participação política direta dos cidadãos domiciliados eleitoralmente no DF, além do direito ao sufrágio universal.
b) O pluralismo político é consagrado objetivo prioritário do Distrito Federal.
c) A LODF prevê que o DF seja protegido por tombamento, junto ao instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).
d) O DF, como unidade política, detém soberania, como princípio decorrente da Constituição Federal.
e) É assegurado aos cidadãos o amplo direito de petição e de representação, exigindo-se apenas os emolumentos decorrentes dos custos administrativos.

Comentário:
a) Correta, pois é possível a participação política direta dos cidadãos domiciliados eleitoralmente no DF, mediante plebiscito, referendo e iniciativa popular (art. 5º).
b) Incorreta, pois o pluralismo político é um dos valores fundamentais do DF (art. 2º, inciso V).
c) Incorreta, pois a LODF prevê apenas que Brasília seja protegida por tombamento, junto ao Iphan (art. 3º, inciso XI).
d) Incorreta, pois o DF detém autonomia e não soberania (art. 1º).
e) Incorreta, pois é assegurado aos cidadãos o amplo direito de petição e de representação, independentemente de pagamento de taxas ou emolumentos ou de garantia de instância (art. 4º).

Questão retirada da prova da Fundação Universa para a Terracap, aplicada em 2010, comentada pela professora Joseane Helena de Oliveira. 

 

Gabarito: letra A

 

O que diz o edital

Concurso público para a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
Inscrições: de 13 de janeiro a 28 de janeiro pelo site www.quadrix.org.br
Taxas: R$ 37 (nível médio) e
R$ 44 (nível superior)
Vagas: 33 imediatas e 390 de cadastro de reserva
Salários: R$ 7.951 (nível médio) e R$ 11.717 (nível superior)
Provas: 26 de março para nível superior e 2 de abril para nível médio
Local: Distrito Federal