GUIA DE CONCURSOS »

Vagas abertas no CRN

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/03/2017 15:17 / atualizado em 19/03/2017 16:22

Arquivo Pessoal

Os inscritos no concurso do Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região (CRN Bahia/Sergipe) devem aproveitar bem o tempo de estudos nesta reta final porque as provas serão aplicadas em 2 de abril. A seleção oferece oito vagas imediatas para candidatos de ensino médio e superior que atuarão em Itabuna e Salvador (BA) e em Aracaju (SE). O cargo de assistente administrativo disponibiliza quatro oportunidades para candidatos formados no ensino médio, com remuneração de R$ 1.350 — exceto uma vaga para atuação em Salvador, cujo salário oferecido é de R$ 1.269,62. O posto de fiscal é destinado a quatro graduados em nutrição, com registro profissional regular no CRN e carteira nacional de habilitação categoria B, com salário de R$ 3.712,35. Os aprovados também receberão benefícios acordados entre o órgão e a categoria trabalhista que ocupará.


O concurso se dará por meio de uma prova de conhecimentos, de caráter eliminatório e classificatório, constituída por 42 questões — 40 objetivas de língua portuguesa (15) e conhecimentos específicos (25), e duas subjetivas de conhecimentos referentes a cada cargo. Haverá, ainda, prova de títulos para a posição de fiscal, em que serão avaliados títulos de cursos de capacitação em horas e experiência profissional, o que poderá acrescentar até 10 pontos na média do candidato. A banca organizadora do certame é o Instituto Quadrix.


Turbine os estudos
Rebeca Guimarães, professora de ética no serviço público e noções de cidadania no Gran Cursos Online, explica que a banca quer relacionar temas filosóficos integrando-os a fatos atuais.


“É provável que tenha questões interdisciplinares, como, por exemplo, pedir para citar um termo da ética que faça relação ao episódio da Lava-Jato, como princípios de governança. Cobrar assuntos da filosofia em atualidades é algo inédito, então, é bom estar preparado”, afirma Rebecca. Os candidatos ao cargo de fiscal, posto que exige conhecimento na matéria ética no serviço público, devem estudar o histórico da palavra ética (etimologia) e o Decreto 1.171/94, que aprova o código de ética profissional do servidor público do poder Executivo. Além disso, é preciso saber diferenciar ética e moral. “A primeira é uma ciência que estuda o comportamento humano. A moral é um costume, formado por tradição e regras de vivência”, explica.


As noções de cidadania, disciplina específica para assistente administrativo, não se assemelha ao termo tratado no direito constitucional, que denomina cidadão aquele que goza de seus direitos políticos. “A cidadania pedida pelo certame está ligada a direitos e deveres, como indivíduos inseridos em uma sociedade e responsável por ela. Exemplos disso são parar na faixa de pedestre mesmo quando não há um pardal fiscalizador e ceder o assento do ônibus para os mais velhos”, exemplifica Rebecca Guimarães. Os concurseiros podem estudar por provas anteriores da banca que abordaram as disciplinas.


O certame cobra uma série de legislações comuns aos dois cargos e há três delas que não pode faltar na lista de estudo do concorrente, segundo o diretor da Nutmed Cursos de Nutrição José Haroldo Filho. “O Decreto Federal nº 84.444/1980 criou os Conselhos Federal e Regionais de Nutricionistas e é matéria presente em vários concursos destinados a esses profissionais. É preciso entender como é a estrutura dos conselhos, qual é a função das anuidades e dos repasses dos conselhos federal aos regionais”, pontua. As outras duas leis são a que regulamenta a profissão de nutricionista (nº 8.234/91) e a resolução 334/2004, código de ética do nutricionista. “O código passou por uma atualização, mas o edital não cobrou. Mesmo assim, é preciso estudar pelo código atualizado, disponível no site do Conselho Federal de Nutricionistas. Os candidatos precisam saber essas leis de cor e salteado, e para isso, devem reservar um tempo maior de estudos a elas”, diz José Haroldo. A Lei 8.080, de princípios e diretrizes do SUS, e a portaria MS nº 2715/2011, que atualiza a Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN), são outros documentos oficiais que devem cair nas provas de concursos dos órgãos de nutrição.


No conteúdo de língua portuguesa, a banca costuma cobrar recorrentemente conteúdos de ortografia e acentuação gráfica, lembra o professor da Estratégia Concursos Felipe Luccas. “Além disso, sintaxe é um tema importante, especificamente a identificação de sujeito e complementos verbais, seguido de perto por pronomes e pontuação”, afirma. Aos pretendentes do cargo de fiscal, o conselho do professor é estudar as funções da linguagem e variação linguística — níveis de formalidade e linguagem oral. “O concurseiro não pode deixar de estudar conjunções, concordância, regência e crase, temas mais comuns. Nesta reta final, é fundamental praticar fazendo provas inteiras da Quadrix com tempo cronometrado. Dessa forma, a pessoa estará consciente do tempo e da realidade — nível de dificuldade — da seleção e reduzirá a chance de ser surpreendido”, conclui Felipe.

Cheguei lá
Tatiana Rolando, 34 anos, é fiscal do Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região há cinco anos, e revela que quase perdeu a data limite de inscrição do concurso que fez em 2011— ela soube do certame um mês antes das provas. A profissional tinha pouco tempo disponível para os estudos e decidiu selecionar o conteúdo que considerava mais difícil para direcionar o aprendizado.“Li o edital e percebi que não sabia quase nada das legislações que regem minha profissão. Pesquisei na internet as leis mais importantes e estudei.


A fiscal afirma que trabalhar no Conselho proporciona crescimento na carreira. “Como visitamos nutricionistas para fiscalizar e tiramos muitas dúvidas, temos que estar constantemente atualizados, por isso, gosto tanto do trabalho”, declara. Segundo Tatiana, os candidatos devem ficar calmos na hora do exame e observar o site do Conselho para se manter atualizado aos temas recorrentes na mídia, que podem ser cobrados na prova.

 

Passe bem/Ética

Quanto à conduta ética profissional, assinale a alternativa que apresenta um comportamento em consonância com os preceitos éticos.
a) Agir com parcialidade.
b) Prestar serviços com agilidade e precisão.
c) Cercear exercício profissional de outrem.
d) Contravir normas internas, condutas éticas específicas e legislações da sua profissão.
e) Agir com integridade, ambiguidade e desrespeito com os demais colegas de profissão.

Comentário:
a) O servidor deve agir com imparcialidade, não permitindo que suas opiniões, simpatias ou antipatias interfiram no trato com o público e com os jurisdicionados administrativos.
b) Correta
c) Não cabe ao servidor cercear (restringir)o exercício profissional de outrem.
d) Não está em consonância com a ética transgredir normas internas, nem mesmo condutas éticas específicas e legislações da sua profissão.
e) O servidor deverá agir com integridade, mas não com ambiguidade e desrespeito.

Questão de ética da banca Iades retirada da prova para assistente administrativo da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) da Bahia de 2014, comentada por Rebecca Guimarães
Gabarito: letra B

 

o que diz o edital

Concurso público do Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região
Vagas: oito + cadastro de reserva
Salário: de R$ 1.269,62 a
R$ 3.712,35
Provas: 2 de abril
Local da prova: Salvador (BA) e Aracaju (SE)
 

 

*Estagiária sob supervisão de Ana Sá