GUIA DE CONCURSOS »

Conquiste uma vaga no CRMV-DF

Conselho de medicina veterinária oferece três oportunidades efetivas e 67 de cadastro de reserva para nível médio. Dominar a legislação do setor é um dos segredos para passar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/05/2017 17:19 / atualizado em 15/05/2017 17:12

Arquivo Pessoal

Falta pouco menos de um mês para o concurso do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal (CRMV-DF) e interessados devem intensificar a rotina de estudos nesta reta final. O certame selecionará três novos funcionários de nível médio, dois para trabalhar como agente de fiscalização e um como agente administrativo. A seleção oferece ainda 67 oportunidades para formação de cadastro de reserva. O presidente do CRMV-DF, Hélio Blume, admite, no entanto, que, devido a limitações institucionais, os estudantes não devem contar com posições extras. “É quase certo que, além das contratações imediatas, será efetivada apenas uma pessoa do cadastro de reserva, que tem validade de dois anos.”


Os aprovados cumprirão jornada de trabalho de 40 horas semanais com salário de R$ 1.550 mais R$ 660 de benefícios (auxílio-alimentação, auxílio-transporte e plano de saúde). A prova terá 120 questões, divididas em conhecimentos básicos (40 itens de língua portuguesa, noções de informática e direito constitucional), complementares (20 itens de ética no serviço público e legislação aplicada ao sistema do Conselho Federal de Medicina Veterinária e dos CRMVs) e específicos (60). No caso de candidatos ao cargo de agente fiscalizador, os conteúdos da área-fim são noções de administração e atendimento ao público. Já interessados na vaga de agente administrativo deverão resolver itens sobre noções de direito administrativo e organização. Além de certificado de conclusão do ensino médio, é pré-requisito para ocupar a vaga de agente fiscalizador ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de categoria B (carro) ou AB (moto e carro).


Presidente do CRMV-DF e professor na União Pioneira da Integração Social (Upis), Hélio Blume alerta que, apesar de o edital ser voltado a profissionais de nível médio, isso não significa que as exigências serão baixas. A legislação específica terá grande peso. “Recomendo que o candidato observe  a legislação prevista no edital e estude item por item. Todo o material pode ser encontrado no site www.crmvdf.org.br.  Os organizadores da avaliação, do Instituto Quadrix, não têm conhecimento sobre esse assunto e normalmente transcrevem literalmente os artigos para as perguntas, às vezes, trocando apenas uma palavra”, comenta.  Professor de direito constitucional no IMP Concursos, Aragonê Fernandes ressalta a importância de estudar a Constituição Federal (CF), pois a banca organizadora deve trazer trechos do documento replicados de forma literal. “É interessante estudar a lei seca (ler a norma na íntegra) e focar em direitos e garantias fundamentais (artigos 5 a 17), remédios e Ordem Social (artigos 193 a 232)”, observa.

Outras matérias
O Instituto Quadrix tem um estilo diferente do de bancas mais tradicionais, tendo por característica questões objetivas, sem interdisciplinariedade. Além disso, é comum avaliar tudo o que é citado no edital. É o que explica o professor de língua portuguesa Filemon de Moraes, dono de um cursinho homônimo. No caso do português, essa peculiaridade se revela, por exemplo, ao cobrar interpretação de texto de forma descontextualizada do resto da prova e inclusive de forma separada dos itens de gramática. “É fundamental resolver questões das provas mais recentes aplicadas pela banca. Recomendo focar apenas em itens do Quadrix”, indica. “Leia o Manual de Redação Oficial, previsto no conteúdo, e domine as minúcias dele. Estude também o Novo Acordo Ortográfico, hífen e acentuação gráfica”, aconselha.


O último concurso do CRMV-DF foi há mais de quatro anos, por isso não existe material atualizado para estudar como referência. Mesmo assim, o professor de administração geral e pública Bruno Eduardo Martins, do Gran Cursos Online e do IMP Concursos, observa que vale a pena revisitar essas provas, pois o método de cobrança dos temas tende a se repetir. “Na parte de administração, geralmente é cobrado tudo o que está no edital. Chamo a atenção para o ciclo PDCA, ou roda de Deming (ferramenta de melhoria de uma organização), muito provável de ser abordado. Em administração de recursos materiais, o Instituto Quadrix costuma trazer as classificações dos materiais e pelo menos uma das técnicas de classificação”, percebe. Com relação ao conteúdo de fundamentos da estrutura organizacional (cobrado para candidatos ao cargo de agente de fiscalização), o professor chama a atenção para a importância de tomar cuidado com definições semelhantes. “Não confunda os conceitos de desconcentração e descentralização do direito administrativo e da administração. Para se sair bem em testes dessa banca, o segredo está em decifrar o enunciado da questão, pois, muitas vezes, nele está a resposta ou uma dica que leva ao resultado certo”, finaliza.

Cadê minha vaga?
Estudante do 10º semestre de medicina veterinária pela faculdade Icesp de Brasília, Sônia Jackeline Aguiar, 25 anos, é concurseira desde o início do ano e concorrerá a uma vaga de agente administrativo no CRMV-DF. “Eu foco nas matérias básicas (que tinha começado a estudar antes da publicação do edital), como português e matemática, pela manhã e, à noite, vejo os conteúdos específicos num cursinho”, conta. “Em casa, faço resumos, o que me ajuda muito a fixar o conhecimento.” Além da prova do CRMV-DF, ela se prepara para os certames da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) e do Conselho Federal de Odontologia (CFO).

 

Passe bem / Legislação

Avalie como V (verdadeiras) ou F (falsas) as afirmações que seguem, tendo como base a Resolução nº 670/00, que conceitua e estabelece condições para o funcionamento de estabelecimentos médicos veterinários.


( ) Hospitais veterinários são estabelecimentos destinados ao atendimento de animais para consultas e tratamentos clínicos-cirúrgicos. Não disponibilizam internação. Havendo necessidade, o paciente recebe uma guia e é encaminhado em uma ambulância para um ambulatório veterinário.


( ) Clínicas veterinárias são estabelecimentos destinados ao atendimento de animais para consultas e tratamentos clínicos-cirúrgicos, podendo ou não ter internamentos, sob a responsabilidade técnica e presença de médico veterinário.
( ) Consultórios veterinários são ambientes e/ou estabelecimentos onde permanecem animais destinados à internação, hospedagem e também para comercialização.


( ) Ambulatórios veterinários são as dependências de estabelecimentos comerciais, industriais, de recreação ou de ensino, onde são atendidos os animais pertencentes exclusivamente ao respectivo estabelecimento, para exames clínicos e curativos, com acesso independente.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:

(A) F, V, V, F.
(B) F, V, F, V.
(C) F, F, V, V.
(D) V, V, F, F.
(E) V, F, F, V.

Comentário:
É importante conhecer a legislação, incluindo a resolução nº 1.015, de 9 de novembro de 2012, que conceitua e estabelece condições para o funcionamento de estabelecimentos médico-veterinários de atendimento a pequenos animais e dá outras providências. Essa resolução substitui a citada na questão acima, de nº 670/2000, e foi editada pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), que, no uso das atribuições que lhe confere a alínea “f” do art. 16 da Lei nº 5.517 de 23 de outubro de 1968, regulamentada pelo Decreto nº 64.704 de 17 de junho de 1969, define ainda as exigências legais referentes às instalações e aos equipamentos necessários aos atendimentos realizados em hospitais, clínicas e consultórios e o que os diferenciam.

Questão do concurso do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Roraima aplicado em 2016 pelo Quadrix, comentada pelo professor Hélio Blume

 

Gabarito: letra B

 

O que diz o edital

Concurso do Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRMV-DF)
Inscrições: encerradas em 8 de maio; confira o edital pelo site www.quadrix.org.br
Taxa: R$ 51
Vagas: três (duas para agente de fiscalização e uma para agente administrativo) e 67 vagas para cadastro de reserva
Salário: R$ 1.550
Provas: 11 de junho
Local: Brasília

 

 

 

*Estagiário sob supervisão de Ana Paula Lisboa