SIGA O
Correio Braziliense

PERFIS DE SUCESSO - IEDA VENANCIO OLIVEIRA E TIAGO VENANCIO OLIVEIRA »

Em nome da beleza

Cabeleireiros de mão cheia, irmãos comandam salão no Sudoeste há 13 anos e recebem cerca de 500 clientes por mês

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/06/2017 14:41 / atualizado em 18/06/2017 14:55

 

Os irmãos Ieda Venancio Oliveira, 36 anos, e Tiago Venancio Oliveira, 34, vêm de uma família com experiência em beleza. Os dois nasceram em São Caetano do Sul (SP) e passaram boa parte da infância em Irecê (BA), onde aprenderam com o pai, dono do Salvador Cabeleireiros, em Águas Claras, os segredos de cortes e cuidados com cabelos. Há 13 anos, os dois abriram o VenUp! Hair & Makeup (informações: 3344-7120). Localizado na quadra 301 do Sudoeste, o salão recebe uma clientela exigente e fiel. São em média 500 atendimentos por mês, entre cortes, penteados, colorações, escovas e outros serviços. O faturamento bruto da microempresa é da ordem de R$ 70 mil. Ieda e Tiago contam apenas com uma escovista para ajudar a cuidar das madeixas da clientela.


O restante dos funcionários se encarrega de outras funções: são cinco manicures, uma auxiliar de limpeza e uma recepcionista. “Trazemos requinte e um padrão de qualidade alto, mas ainda num clima familiar: os clientes não são um código, todos são tratados pelo nome e conversamos muito”, conta Ieda. “Sempre orientamos a equipe a ler revistas e assistir à TV para estar por dentro das atualidades, principalmente o que está relacionado à nossa área, para não ficar sem assunto nem passar vergonha”, completa Tiago. Para Ieda, o comprometimento com o cliente, em todos os sentidos, é o que faz a diferença para ter bons resultados. O retorno vem na fidelidade e no carinho demonstrado pela freguesia. “Uma vez, durante um assalto, levei um tiro nas costas. Vários clientes queriam saber de mim, ofereciam ajuda, foi um gesto muito bonito. Tem muita gente que leva presente e torce por nós”, conta Tiago.


Dominar as técnicas capilares é outro segredo para o sucesso. “A qualidade do trabalho e usar bons produtos também faz toda a diferença, não adianta economizar com isso”, destaca Ieda. Investir em atualização também é importante. “Sempre fazemos cursos, participamos de eventos e congressos”, diz Tiago. Eles buscam capacitação não apenas na área da beleza. “Participei de um programa do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) para melhorar a administração financeira e ando fazendo cursos de coaching para ter bons resultados na gestão de pessoas”, relata Ieda. Claro, além disso, é importante gostar do que se faz. “Tenho prazer em atender. Nem sei o que faria se não fosse cabeleireiro”, garante Tiago.


Lanna Silveira

O que os irmãos acreditam que poderia melhorar é a qualidade da mão de obra. “Precisamos conseguir mais bons profissionais para que o salão não dependa tanto de nós”, observa ele. É por isso que a rotina dos empresários é tão pesada. Ieda trabalha de segunda a sábado, das 10h às 19h. Já Tiago trabalha de 12 a 14 horas por dia, mas folga nas quarta-feiras e nos domingos. “Fazemos academia para dar conta desse ritmo puxado”, conta. As férias são regradas. “Sempre tirei 10 dias por ano, agora, pela primeira vez, vou pegar um mês”, relata Ieda. “A única ocasião em que tirei 30 dias foi quando tive o acidente”, diz Tiago.

Reforma
O negócio, inicialmente batizado de Venancios, começou numa lojinha num subsolo na Quadra 300 do Sudoeste. Há cinco anos, a empresa mudou para um espaço maior no mesmo local e, para isso, os sócios compraram outro salão que ficava no lugar. Unindo o nome dos estabelecimentos, passaram a usar a marca VenUp! Hair & Makeup. Há seis meses, Ieda e Tiago instalaram o salão em outro endereço, no térreo da quadra 300 do Sudoeste. Agora, estão num espaço de 100m². “Achamos que valia a pena investir. A crise nos favoreceu, pois os preços dos aluguéis ficaram mais em conta”, revela Ieda. Segundo ela, a recessão também não afetou os resultados do salão. “Mantivemos praticamente o mesmo faturamento. Agora, com essa loja no térreo, estão chegando mais clientes”, comemora. “Mesmo sem usar redes sociais, temos agenda sempre cheia”, acrescenta Tiago, cuja esposa, maquiadora, ajuda a tocar o negócio.

Experiência
Na família de Ieda e Tiago, além do pai, oito tios paternos e vários primos maternos são cabeleireiros. “Crescemos dentro do salão. Aprendi a cortar cabelo com 12 anos, primeiramente com cobaias: pegava engraxate e outras pessoas na rua e meu pai ia me falando o que fazer”, revela Tiago. “Com 15, montei uma locadora de videogame e coloquei uma cadeira de cabeleireiro lá dentro. Atendia todos os meninos do bairro. Aos 17, fui trabalhar com meu pai”, lembra. Já Ieda iniciou na área um pouco mais tarde. “Eu nunca quis mexer com cabelo — a minha impressão é a de que era uma profissão de velho”, conta. Ela mudou de ideia depois de morar em São Paulo e conviver com primos que atuam no ramo. Após aprender as técnicas com o pai, trabalhou no salão Da Paz, de uma tia, que, à época, ficava na M Norte e, hoje, fica em Águas Claras.


Depois de três anos no estabelecimento familiar, Ieda trabalhou cinco anos no Salão Helio Diff, no Terraço Shopping. Seguindo os passos da irmã, Tiago foi empregado da unidade do Lago Sul por dois anos. “Nosso objetivo não era ficar ali como funcionários o resto da vida, mas, sim, aprender, conhecer um sistema diferente, pois era uma empresa maior e com renome”, observa Tiago. Depois que os dois resolveram deixar o emprego para virar empresários, vários clientes os seguiram. “As pessoas vinham, gostavam, indicavam para amigos e familiares. O boca a boca foi o que nos sustentou durante os 12 anos em que trabalhamos num subsolo: era um lugar onde não passava ninguém, mas estávamos sempre cheios”, explica Ieda. “Nos inspiramos no Hélio em fatores como organização, limpeza do ambiente, uniformização da equipe. Do meu pai, tiramos a técnica”, percebe Tiago. “E o clima familiar”, finaliza Ieda.