Novas vagas de trabalho são autorizadas pelo governo federal

Medida visa aumentar os bancos de professor-equivalente e o quadro de técnico-administrativo das universidades federais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/10/2017 15:29

O Ministério da Educação (MEC) e o do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) autorizaram a criação de 1,9 mil vagas dos bancos de professor-equivalente e do quadro técnico-administrativo das universidades federais. Desse total, 1,2 mil vagas são para contratação de docentes e 700 para cargos técnico-administrativos. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (19).  A efetivação da ampliação de vagas dependerá de atesto orçamentário do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. 

"Essa liberação é importante para que as universidades federais continuem oferecendo seus cursos de graduação com a qualidade já reconhecida pela sociedade brasileira. Também reafirmamos nosso compromisso e do governo federal com o ensino superior", destaca o ministro da educação, Mendonça Filho. 

A última liberação de docentes ocorreu em agosto de 2015, quando foram autorizadas 880 vagas para contratação no âmbito do programa de ampliação dos cursos de medicina. No caso do quadro técnico-administrativos, a última liberação de vagas data de abril de 2014.

As prioridades de atendimento atuais são preenchimento de parte do quadro das quatro universidades mais novas, criadas em 2013; expansão referente aos cursos de medicina; ampliação de câmpus e regularização de déficit de técnico-administrativos decorrentes de decisões judiciais.