SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Comissão aprova adequação de profissionais de educação física em academias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/06/2012 10:00

Agência Câmara

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou, na quarta-feira (30), proposta que permite ao Conselho de Educação Física criar normas sobre a quantidade de profissionais necessários em relação ao número de alunos em academias. Segundo o projeto, a decisão deverá ser tomada em conjunto com representantes dos empregadores ou de clientes desses serviços. O texto aprovado é o substitutivo da relatora, deputada Jô Moraes (PCdoB-MG), ao Projeto de Lei 7500/10, do deputado Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP), e acrescenta a atribuição à Lei 9.696/98, que cria os conselhos regionais e federais de Educação Física. A relatora retirou a possibilidade de o Conselho de Fisioterapia e Terapia Ocupacional criar essas normas, como previa a proposta original. Jô Moraes ouviu os dois conselhos e recebeu opiniões opostas sobre a medida. Para o Conselho de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, a presença de empregadores na definição da proporcionalidade pode comprometer a qualidade da assistência, sob a alegação de razões financeiras. %u201CConsideramos que o texto constitui alteração desfavorável ao exercício ideal da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional%u201D, disse Jô Moraes. Ela lembrou que o Conselho de Fisioterapia já possui resolução com as definições de proporcionalidade da presença de fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais nos espaços de reabilitação. O Conselho de Educação Física, segundo a parlamentar, considera a proposta favorável à profissão e benéfica para os atletas. Tramitação A proposta ainda será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Turismo e Desporto; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Tags:

publicidade

publicidade