SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Eu sou você amanhã

Nutricionista dos animais

Garantir o bem-estar dos bichos é a tarefa principal do zootecnista. A área de atuação é ampla, e o mercado de trabalho para o profissional está em expansão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/12/2012 10:18 / atualizado em 10/12/2012 09:20

"Vivemos em um país que está entre os maiores produtores e exportadores de carne no mundo e a zootecnia está totalmente inserida nesse contexto. Eu a vejo como uma profissão bastante promissora no Brasil”

Fernanda Tucci (D), zootecnista, em entrevista ao universitário João Paulo Horta

 

Cuidar do ambiente onde vivem os animais é o desafio do zootecnista. Esse profissional trabalha, principalmente, com a prevenção, para garantir o bem-estar dos bichos, a segurança alimentar e o melhoramento das raças. Esses cuidados vão desde os pets, como cachorros e gatos, até animais de maior porte e silvestres. Os especialistas da área também atuam na coordenação e na criação de bovinos, ovinos, suínos e aves, além de buscar o aprimoramento genético dessas espécies.

Para conhecer mais sobre a carreira, o aluno do 6º semestre do curso de zootecnia das Faculdades Integradas Upis João Paulo Horta, 21 anos, conversou com Fernanda Tucci, formada pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). A zootecnista, está no mercado há 20 anos e desde 2002 é coordenadora da Coordenação de Fiscalização de Alimentos para Animais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

João Paulo: O que é a zootecnia e em quais áreas o zootecnista pode atuar?
Fernanda: A zootecnia é a ciência que trata da produção animal e a área onde o zootecnista atua é bastante ampla, podendo desenvolver o trabalho com animais de produção, silvestres e de companhia. Ele não atua somente em propriedades rurais, mas também nas indústrias, universidades, institutos de pesquisa, órgãos públicos, zoológicos etc. Estão incluídas na formação dos zootecnistas disciplinas como: nutrição e alimentação animal, pastagens, melhoramento genético animal e de plantas, bioclimatologia, comportamento animal, ciências do solo, avicultura, suinocultura, bovinocultura, biotecnologia, entre outras.

João Paulo: Qual a diferença entre zootecnia e medicina veterinária?
Fernanda: As duas áreas têm várias disciplinas em comum. A principal diferença que eu vejo é que a medicina veterinária é mais focada na área de clínica e saúde animal. Enquanto o zootecnista trabalha na prevenção de doenças, o veterinário trabalha no tratamento.

João Paulo: Como você vê o mercado de trabalho para o zootecnista?
Fernanda: O mercado de trabalho para o zootecnista está ampliando muito nos últimos anos. Vivemos em um país que é um dos maiores produtores e exportadores de carne no mundo e a zootecnia está totalmente inserida nesse contexto. Eu a vejo como uma profissão bastante promissora no Brasil por causa dessa vocação agrícola.

João Paulo: Qual o piso salarial para o zootecinista recém-formado?
Fernanda: O piso salarial do zootecnista gira em torno de 8 salários mínimos (R$ 5.240). Mas os valores variam muito em função da área de atuação, da região do país e da especialização do profissional.

João Paulo: Qual a importância de um zootecnista em um sistema de produção?
Fernanda: O zootecnista tem uma importância extremamente grande dentro dos sistemas de produção, uma vez que atua em vários elos da cadeia, desde o planejamento e acompanhamento das atividades, até a comercialização dos produtos, atento à maximização dos lucros, mas sem esquecer-se das questões ligadas ao bem-estar animal e ao meio ambiente.

João Paulo: Quais são as características desejáveis de um estudante de zootecnia?
Fernanda: Além das características sempre mencionadas como desejáveis, tais como liderança e trabalho em equipe, acredito ser o interesse pela área a principal característica de qualquer estudante. A partir do momento em que você se interessa pelo que está fazendo, consegue ter bons resultados na carreira. Eu percebo muitos estudantes que fazem o curso universitário com pouco foco e certo desinteresse. A dedicação é extremamente importante para o que você vai ser como profissional.

João Paulo: Como você vê a atuação do zootecnista na área de pesquisa agropecuária?
Fernanda: A área de pesquisa agropecuária está bastante desenvolvida em nosso país, contamos com diversos cursos de pós-graduação em zootecnia com altíssimo nível para a formação de profissionais que poderão atuar em universidades, centros de pesquisa ligados ao governo ou mesmo em centros de pesquisa ligados a empresas com o objetivo de testar e desenvolver produtos, entre outros.

João Paulo: Qual o diferencial do zootecnista em relação a outros profissionais das ciências agrárias?
Fernanda: O foco maior da zootecnia é a área de nutrição animal. Ela é muito abordada no curso e o profissional sai com uma bagagem bem ampla e diferenciada dos demais graduados das ciências agrárias.

João Paulo: Quais conselhos você daria para que o recém-formado consiga ingressar com mais facilidade no mercado de trabalho?
Fernanda: Acredito que o estudante deve procurar fazer atividades extras durante o curso. Não apenas seguir o currículo obrigatório, mas também se envolver com estágios, treinamentos e participação em congressos. Isso facilitará o entrosamento com o mercado e com profissionais da área, além de auxiliar na definição do ramo ao qual se dedicar. Essa experiência proporcionará um melhor conhecimento da atuação como profissional, tornando o estudante mais seguro no momento de entrar no mercado de trabalho.

Perfis

João Paulo Horta

Idade: 21 anos

O que faz: cursa o 6º semestre de zootecnia na Upis e estagia na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)

O que pretende: concluir a graduação e fazer mestrado na área de nutrição animal, pois tem mais afinidade com esse campo e acredita que oferece melhores condições de trabalho

Fernanda Tucci

Idade :42 anos

O que faz : doutora em zootecnia, é coordenadora da Coordenação de Fiscalização de Alimentos para Animais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

O que pretende: continuar exercendo as atividades no ministério, fiscalizando o cumprimento da legislação para que as práticas adequadas de fabricação de alimentos sejam executadas

Tags:

publicidade

publicidade