SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Trabalho

GDF contrata 100 médicos

As vagas são para neonatologistas e pediatras, que passarão por seleção simplificada. O período é de seis meses

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/04/2013 11:50

Larissa Domingues

Os médicos neonatologistas e pediatras terão a oportunidade de engordar o contra cheque. A Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) selecionará 100 profissionais temporários nas duas áreas. De acordo com o edital, as contratações valerão por um período de seis meses e podem ser prorrogadas por igual período — tempo necessário para que os aprovados em concurso público sejam nomeados e empossados.

A remuneração inicial para 20 horas de trabalho semanal é de R$ 10.412. Os candidatos ainda poderão optar pelo regime de 40 horas, cujo salário é de R$ 20.824. Do total de vagas, 20% são reservadas a pessoas com deficiência. Os interessados devem entregar os currículos de 15 a 19 de abril, na Diretoria de Planejamento, Desenvolvimento, Monitoramento e Avaliação do Trabalho e dos Profissionais da Subsecretaria do Trabalho e da Educação em Saúde.

O local fica no Setor de Áreas Isoladas Norte (Sain) s/nº, Parque Rural Estação Biológica, subsolo, Asa Norte. O resultado parcial da contratação simplificada será divulgado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) e na página eletrônica www.saude.df.gov.br. A divulgação da relação final dos aprovados sairá apenas do DODF.

Paliativo

Na avaliação do advogado e especialista em concursos públicos Max Kolbe, os certames temporários são uma ação paliativa para corrigir um problema do poder público. Para ele, o ideal é que sejam feitos concursos definitivos e com remunerações atrativas. Kolbe acredita que, com o crescimento da população, será necessário aumentar o quadro de médicos para atender a demanda. “Seis meses, com a possibilidade de prorrogação por mais 180 dias, é um tempo curto para corrigir as necessidades existentes no sistema de saúde. O salário é atrativo, mas os profissionais precisam de um estímulo maior.”
Tags:

publicidade

publicidade