SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Cupcake: um hobby lucrativo

Estudante ganha de R$ 200 a R$ 1 mil por mês com a venda da guloseima

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/05/2013 21:39 / atualizado em 10/05/2013 16:15

A estudante Mariana Cunha, 22 anos, divide seu tempo entre as aulas de jornalismo e o apreço pela fabricação artesanal de cupcakes. O hobby, que surgiu despretensiosamente, se tornou um negócio lucrativo. "Junto o útil e o agradável. Ganho uma graninha com algo que eu amo fazer", conta.

Marcos Serra/CB/D.A Press
Em uma tarde de férias do início de 2011, Mariana tentou fazer cupcakes com uma amiga. As duas até compraram um livro sobre o doce, mas, mesmo com as instruções, o resultado não foi exatamente o esperado: a cobertura ficou mole, o fundo grudou na forma e o bolo acabou se despedaçando. Mas ficou bem gostoso, segundos as cobaias — as amigas que provaram a sobremesa. Nos encontros seguintes, as provadoras sempre pediam mais.

Mariana continuou fazendo esporadicamente cupcakes para os conhecidos, enquanto aprofundava, nas horas vagas, seus conhecimentos com livros e com vídeos na internet sobre confeitaria e, principalmente, sobre os bolinhos. "É um doce que sempre gostei. Provei nos Estados Unidos, mas não achava em Brasília produtos da mesma qualidade", fala Mariana.

A venda dos bolinhos começou em 2012, no boca a boca mesmo, após a receita ter feito sucesso no aniversário da afilhada. Com o aumento gradativo das encomendas, veio a colaboração providencial do namorado, Felipe Rodrigues. A ajuda não se limitou aos afazeres na cozinha. Rodrigues, que estuda administração, aplicou todos os seus aprendizados para transformar a atividade em um pequeno negócio. Fez pesquisa de preço, criou o estoque, passou a contabilizar os gastos. Com a organização surgiu também o nome Le Petit Cupcakes.

Apesar de mais estruturada, a produção continua sendo propositadamente artesanal. "Tem diferença fazer em uma cozinha industrial e produzir em casa, com carinho. Eu tenho cuidado com cada cupcake, faço um por um, inclusive os confeitos, para ficar tudo bem feitinho", garante Mariana.

Os pedidos, que eram, em sua maioria, para festas infantis, agora estão mais diversificados: até encomendas de cupcakes para acompanhar o chá da tarde são recebidas semanalmente. A renda mensal está entre R$ 200 e R$ 1 mil, quando ocorrem datas comemorativas, como Natal e Dia das Mães.

Informações e encomendas pelo e-mail: cupcakes.lepetit@gmail.com ou pela página no Facebook.
Tags:

publicidade

publicidade