SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Registro criativo

Uma identidade visual bem-elaborada pode diferenciar o seu negócio daquele dos concorrentes. Descubra como é importante a etapa que vai fazê-lo se destacar nesse concorrido mercado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/10/2014 12:01 / atualizado em 27/10/2014 12:06

Antinio Cunha/CB/D.A Press
Investir na elaboração da marca deixou de ser exclusividade de grandes empresas. Na verdade, pequenos negócios podem se beneficiar muito dessa etapa. Independentemente do porte do empreendimento, é importante ter uma identidade visual alinhada aos conceitos que serão passados aos clientes. Se pensou em um custo elevado, enganou-se. Soluções simples e criativas podem mudar a percepção do público-alvo sobre o seu produto.

Ao perceber que novos empreendedores tinham dificuldades para criar a marca, duas jovens publicitárias resolveram aplicar o conhecimento, a criatividade e o talento na Avocado Design. Fernanda Mujica, 25 anos, terminou a faculdade na Espanha. O trabalho de conclusão de curso foi a elaboração de plano de negócios para abrir uma empresa de inovação. Quando voltou a Brasília, quis colocar o projeto em prática. Precisava de uma pessoa com perfil parecido com o seu para apostar na ideia. Alessandra Cavendish, 24, também publicitária e recém-formada na época, aceitou o convite. Hoje, a parceria de quase dois anos colhe os frutos de um trabalho diferenciado e criativo.

Arriscaram as economias e a carreira para ajudar quem sempre sonhou em ter um negócio por meio de branding e a comunicação da marca. “Testamos vários métodos e algumas dinâmicas com clientes até que estabelecemos o próprio modo de trabalho. Estudamos o perfil da empresa para criar um posicionamento dela diante do público consumidor. Assim, trabalhamos desde a criação da marca até a divulgação do produto ou serviço para o cliente. Planejamos e executamos demandas visuais de design”, explica Fernanda.

Planejamento

Primeiro, analisam os problemas do cliente. Depois, elaboram uma estratégia para resolvê-los. Assim, otimizam a verba do cliente e o tempo de trabalho aplicado em cada projeto. O serviço oferecido pela Avocado atende diferentes segmentos e áreas, por isso a oportunidade de negócio se mostrou tão promissora em tão pouco tempo. “Por sermos jovens empreendedoras e trabalhar com outros pequenos empresários, nos identificamos com a maioria dos problemas que nossos clientes relatam. Além de gerar uma empatia quase imediata, entendemos qual a necessidade deles”, reflete Alessandra.

Algumas mudanças foram feitas desde o início da empresa. Por exemplo, o plano de comunicaçãofoi alterado ao longo dos trabalhos. “A Avocado nasceu com um conceito de design sustentável. Nosso foco principal eram as ONGs. Em Brasília, é um pouco difícil trabalhar com essas instituições. Então, focamos para o microempreendedor. De certa forma, ajudamos a cidade a se desenvolver e pessoas a terem novas oportunidades”, afirma Fernanda.

» O que é

Branding é a uma disciplina que reúne conhecimentos de diferentes áreas (marketing, administração, design e publicidade) que trabalha com o objetivo de imaginar e descrever a essência de uma marca (empresa, produto, serviço, instituição). Além disso, busca criar e administrar expressões coerentes com o plano original. É uma disciplina que busca cuidar dos aspectos internos e externos de uma empresa para que haja coerência entre o que se propõe e o que se faz.

Análise do conceito

“É importante definir que hoje, quando falamos de marca, estamos falando de um aspecto mais amplo do que somente uma marca gráfica que simboliza um produto, serviço ou organização. Hoje, o termo “marca” inclui todas as dimensões e expressões do que esse produto, serviço ou organização representa e como é entendido e sentido pelas pessoas com as quais se relaciona. As organizações perceberam que é preciso encontrar um relacionamento com as pessoas em vez de somente vender e ganhar dinheiro. As marcas já não são definidas pelo que elas próprias determinam, mas pelo que as demais pessoas pensam sobre elas. O consumidor se tornou mais exigente. Os mercados têm nichos e é possível ter marcas diferenciadas. A que não deixa claro a que veio ao mundo e que sua oferta não é essencial, está fadada a fechar ou a ficar com as sobras de mercado, sem chance de liderar. Algo interessante neste cenário é que as diferenciações se dão por algo mais sutil, como ideias, valores e modelos mentais, coisas que dificilmente são copiáveis. Mesmo que se copie a forma/expressão de marcas com uma personalidade bem construída, é impossível igualar-se.”


Victor Guerra, designer visual e especialista em conceituação estratégica
Tags:

publicidade

publicidade