SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

PERFIS DE SUCESSO// SHEILA KELLY ALVES DE MOURA DORNELAS E BEZIê DORNELAS DOS REIS »

Parceria nos negócios

Há uma década, casal abriu uma pequena banca de artigos de artesanato e hoje comanda quatro lojas de sucesso no Taguacenter e no Mercado Norte, especializadas em artigos para festas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/01/2015 10:44 / atualizado em 05/01/2015 09:46

Ana Paula Lisboa

Ana Rayssa
Caixas de madeira, vidros, bases para perfumes e aromatizadores, tintas, lembrancinhas prontas e por fazer, bonecas de pano e outros materiais para produção de artesanato enchem as prateleiras das lojas Lua de Cristal, Arte em Criar, Criativa — localizadas no Taguacenter — e Mega Artesanatos — no Mercado Norte. Nos fins de semana e até de segunda a sexta, as unidades parecem formigueiros: de tão lotadas de gente interessada nos mais diversos produtos, fica difícil circular pelos corredores.

As simpáticas atendentes — de três a quatro em cada loja — correm de um lado para o outro buscando satisfazer as vontades de cada um, além de tirar dúvidas e dar dicas sobre como usar as mercadorias. Com os produtos comprados, os clientes ganham aulas gratuitas de técnicas de artesanato, como biscuit, pintura, arte francesa e bonecas de pano. A oferta de cursos é a estratégia de crescimento desse império de lojas comandado pelo casal Sheila Kelly Alves de Moura Dornelas, 41 anos, e Beziê Dornelas dos Reis, 44.

“O cliente compra o material e ganha o curso para aprender a fazer. Não existia isso aqui no Taguacenter, foi o nosso diferencial. Hoje damos aulas para turmas com cerca de 12 alunos por dia”, explica Sheila. A maior parte das formações sai de graça com a compra do material, mas algumas são pagas, e as aulas são ministradas por Sheila Kelly e outras duas artesãs. “A gente ensina e, assim, forma clientes. Os cursos atraem muitas pessoas: aposentados — especialmente mulheres — procurando algo para fazer. Hoje em dia, muitos psicólogos indicam trabalho artesanal como auxílio a terapias, por isso a procura está crescendo”, acrescenta Beziê.

Além da oferta de cursos, o casal investe em novidades e traz produtos diferenciados de compras feitas em São Paulo e em outras localidades. “O grande aprendizado é buscar o que o cliente quer. Oferecemos tudo o que é relacionado a festas: lembrancinhas para aniversários de crianças e de 15 anos, para casamentos, além de materiais para confeccionar”, conta Beziê. Completando a receita do sucesso do casal, está a participação dos clientes. “O boca a boca faz nossa fama e atrai outras pessoas”, esclarece Sheila.

A valorização do Taguacenter e do Mercado Norte, em Taguatinga, também tem importante papel no crescimento dos negócios. “Isso aqui era vazio, mas está virando a 25 de Março do DF. O movimento é muito bom e ajuda os comerciantes”, garante Beziê. Os donos não revelam a quantidade de clientes por dia ou o faturamento, mas informam que é satisfatório. As unidades mais movimentadas são a Lua de Cristal — a primeira fundada por eles — e a Mega Artesanatos — que conta com 760m² de espaço e é onde os cursos são ministrados. Segundo os proprietários, não existe diferença de preço entre os produtos oferecidos em cada loja.

O início
Casados há 21 anos, Sheila  Kelly e Beziê comandam as quatro lojas com a ajuda de 30 funcionários e ainda arrumam tempo para cuidar dos quatro filhos, de 19, 17, 8 e 4 anos. Segundo a dupla, a convivência em casa e no negócio não é motivo para desavenças. Uma grande dificuldade no trabalho é a capacitação dos funcionários. “O grande problema é que a equipe tem que entender de artesanato para vender, e é preciso treinar as pessoas do zero. Leva um ano para deixar alguém no ponto. Se o profissional sai, demoramos muito para repor”, lamenta Beziê.

A primeira experiência do casal com o empreendedorismo foi com uma banca de roupas infantis, quando eram recém-casados. “Durou 8 anos, mas não deu certo e fechamos. Valeu a pena pela experiência e trouxe muito aprendizado. Aprendemos, por exemplo, a gastar menos do que vendemos”, brinca Beziê. Inspirada pela mãe, dona da loja Brilho com arte, e pelo irmão, dono da Casa das Miçangas (ambas localizadas no Taguacenter), Sheila não conseguiu ficar muito tempo longe de um negócio próprio. “Não queríamos ser empregados. Em menos de seis meses, abrimos a Lua de Cristal e fomos crescendo por causa das aulas”, diz. “Ser o próprio patrão era um sonho. No início, passamos por dificuldades. Ter persistência e inovar ao oferecer cursos de graça foi a chave para crescer”, finaliza Beziê.

 

“Ser o próprio patrão era um sonho. No início passamos por dificuldades. Ter persistência e inovar ao oferecer cursos de graça foi a chave para crescer”
Beziê Dornelas dos Reis

publicidade

publicidade