SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

ESPAÇO DO EMPREENDEDOR »

Minha loja é a magrela!

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/05/2015 11:00 / atualizado em 31/05/2015 11:01

Zuleika de Souza
Quando resolveu começar o próprio negócio, o sommelier Carlos Soares, 41 anos, decidiu investir no movimento de foodbikes, que é formado por ambulantes que comercializam produtos em bicicletas estilosas e urbanas. A proposta de vender vinhos sobre duas rodas surgiu ao saber que esse tipo de negócio florescia no Rio de Janeiro e em São Paulo. “Como toda ideia boa se copia, decidi fazer porque percebi que é um seguimento que poderia crescer. A Wine Moving, que significa vinho em movimento, surge porque o vinho em si é uma coisa muito simples, que pode estar em qualquer lugar e evento”, explica.

O morador de Valparaíso (GO) coloca a bicicleta, vinhos, gelo e outros materiais dentro da caminhonete e parte em direção ao Plano Piloto para vender em shows, mostras de cinema, encontros de foodtrucks e eventos, como Picnik no Calçadão e Chefs nos Eixos. Às vezes, fecha contrato para prestar o serviço em festas particulares. “Percebi que, nos eventos abertos, geralmente são vendidas cerveja e vodca. Não encontrava-se vinho e espumante. Comecei a levar essas bebidas para locais onde as pessoas não tinham acesso e com preços baixos”, diz. Em média, a taça de vinho tinto ou de espumante custa R$ 10.

Para montar o veículo de trabalho, Carlos buscou peça por peça. “Comprei um quadro — peça que compõe a base da bicicleta — no ferro-velho, procurei a roda ideal e fui no serralheiro para montar a caixa — espaço no meio do guidom, que serve para colocar a mercadoria”, diz.  O investimento foi de cerca de R$ 5 mil.


"Percebi que, nos eventos abertos, geralmente são vendidas cerveja, vodca. Não encontrava-se vinho e espumante . Comecei a levar essas bebidas para locais onde as pessoas não tinham acesso e com preços baixos”
Carlos Soares


R$ 5 mil
Investimento feito por Carlos para equipar a bicicleta


4 Benefício da bike
A empresária e consultora da Food Bikes projetos especiais — loja especializada nesse segmento — acredita que um dos maiores benefícios para o empreendedor é o preço reduzido para começar o negócio. “A vantagem é que o custo é mais baixo e, por conta disso, o retorno do investimento inicial é mais rápido. Por exemplo, para montar um foodtruck(trailer que conta com cozinha profissional para preparar pratos das mais diversas especialidades),  é preciso investir cerca de R$ 250 mil. Dependendo do produto que o empresário vai vender, a adaptação da bicicleta ou do triciclo pode chegar até R$ 15 mil. Se fizer um bom planejamento financeiro, o empreendedor pode pagar a aplicação em aproximadamente seis meses de trabalho”, afirma.


De olho nas normas sanitárias
O gerente de Alimentos da Diretoria de Vigilância Sanitária do Distrito Federal (Divs), André Godoy, alerta que, para ter bons clientes, os vendedores precisam prestar atenção à qualidade do produto e à venda desses alimentos. “Quando se está ao ar livre, a probabilidade de contaminação é maior, então é preciso redobrar a atenção às condições de armazenamento. Como a bicicleta oferece muita limitação para manipulação e condicionamento, recomendo a venda de alimentos mais secos, como bolos sem recheio e biscoitos”, aconselha.

Os cuidados
André Godoy recomenda que qualquer ambulante que vende comida faça curso sobre manipulação de alimentos, que é oferecido gratuitamente no portal da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no endereço www20.anvisa.gov.br/restaurantes_curso. Além disso, é importante ler a portaria da Anvisa sobre as condições necessárias para a comercialização de alimentos, que está disponível no site portal.anvisa.gov.br — basta digitar o termo "Resolução nº 216, de 15 de setembro de 2004" na barra de buscas e clicar no resultado "Serviços de alimentação".

Busca por formação
Caso o empreendedor queira se especializar no processo de preparação de alimentos, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) oferece curso técnico em nutrição e dietética a partir de amanhã (1º) na unidade de Taguatinga Norte (QNG, Área Especial 39). O investimento é de R$ 5 mil. Os interessados aprendem sobre transporte, estocagem, seleção, produção e distribuição de refeições para o público, além de terem aulas de controle higiênico e sanitário dos alimentos. Informações: 3355-5500. As inscrições devem ser feitas presencialmente. Os interessados precisam levar Identidade, CPF, Comprovante de Residência, Comprovante de Escolaridade, Título Eleitoral, Certidão de Nascimento ou Casamento, duas fotos 3x4; homens devem levar ainda o Certificado de Reservista.

publicidade

publicidade