SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

RELANÇAMENTO »

Carreira de juiz na prática

Luiz Otávio Rezende lança edição atualizada de livro dedicado aos candidatos à magistratura e apresenta dicas valiosas para a hora do concurso, que é um dos mais disputados do serviço público

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/06/2015 15:04 / atualizado em 08/06/2015 15:08

Ana Paula Lisboa

Ana Rayssa/Esp.CB/D.A Press
Numa sala da 10ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), Luiz Otávio Rezende, 33 anos, analisa uma série de processos. Depois do expediente, ainda leva o que chama de “tarefa de casa”: um carrinho com uma pilha de ações sobre as quais se debruçará. O dia a dia de um juiz, uma das carreiras mais disputadas do serviço público, é rodeado por uma aura de glamour, mas envolve seriedade, dedicação e muitas horas de trabalho. Os bastidores da profissão são um dos aspectos que Luiz Otávio revela no livro Concurso para a magistratura — guia prático, que chega ao público em versão revista, atualizada e ampliada. O lançamento da segunda edição foi na última terça-feira, no restaurante Carpe Diem.

A obra se propõe a esmiuçar a carreira da magistratura — para que o leitor compreenda se tem ou não perfil para seguir esse caminho —, além de trazer dicas e orientações para quem deseja concorrer ao cargo e entrevistas com diversos magistrados do país. Uma das grandes vantagens da publicação é que o autor tem a perspectiva de quem foi aprovado e, hoje, é avaliador em bancas de diversos certames. “Recebi mensagens de leitores que, a partir do livro, conseguiram ter certeza de que querem essa carreira. Meu objetivo é ajudar quem vai fazer a prova”, conta. “A magistratura é uma profissão desafiadora: decidir tem um peso bem maior do que pedir. Esse é o ônus dela e, ao mesmo tempo, a beleza. Você realmente aplica a Justiça, e é também uma atividade de risco. O salário nunca deve ser o motivador para prestar o concurso. É um trabalho que exige vocação.”

O relançamento atende à demanda do público. “No pré-lançamento da primeira edição, foram vendidos 300 livros em três dias. Três meses depois que o livro chegou ao mercado, os exemplares se esgotaram. Só no início do ano, foram 1.250 cópias vendidas. Não deu nem tempo de fazer um evento para lançar. Fiz um vídeo sobre o livro e recebi quase 7 mil visualizações no site da editora — para alguém desconhecido, isso é bastante”, comemora o autor, que é juiz desde 2009.
Entre os leitores que aprovaram a publicação, está o advogado Murillo Rosa. “Parabenizo o autor pela obra de alta qualidade e agradeço pelo empenho dele em ajudar aqueles que, como eu, estão trilhando este longo caminho até alcançar o tão almejado sonho do ingresso na magistratura”, derrete-se. Para Rosa, a leitura aumentou a disposição para estudar. “As lições foram valiosas, e os depoimentos constantes no livro me deram novo fôlego e esperança para continuar. Ainda tenho que estudar muito, mas um dia, se Deus quiser, nos encontraremos no TJDFT, como colegas de trabalho.”

Mais entrevistas e dicas

“O desafio ao relançar o livro foi incluir algo novo nesse período tão pequeno, mas o livro cresceu quase 100 páginas. Então, tentei melhorar a obra por meio do feedback dos leitores e trouxe novas entrevistas com juízes que são referência no país, contando histórias de superação. Muitos dos magistrados vieram de uma origem humilde, e essa é a beleza do concurso público: está aí para todos. Quem chegou até aqui veio com as próprias pernas. Acredito que qualquer pessoa possa passar, desde que se dedique e estude com estratégia e organização”, revela. Para quem deseja se preparar de maneira eficiente, Luiz Otávio ampliou o número de dicas para conseguir absorver um conteúdo tão extenso. “A exigência é muito alta, e são cinco fases. Muitas vezes, as vagas não são ocupadas por falta de gente qualificada. O nervosismo é algo que pode impedir o candidato de expressar tudo o que sabe. A prova objetiva é a que mais elimina. Num concurso em que se inscrevem 8 mil pessoas, cerca de 300 passam para a segunda fase. Apenas 1% dos inscritos sobram para a fase final. Por isso, é uma preparação especial”, explica o juiz.

Leia
Concurso para a magistratura — guia prático
Editora: JusPodivm
Autor: Luiz Otávio Rezende
340 páginas
R$ 47,90
Disponível para compra no site www.editorajuspodivm.com.br

Inscreva-se
O concurso para juiz substituto do TJDFT continua com inscrições abertas até quarta-feira (10) pelo site www.cespe.unb.br. São 23 vagas com salário de R$ 23.997,19.

publicidade

publicidade