Perfis de sucesso:VICTOR PAPALEO, GABRIEL BRAGA, ALEXANDRE LEMOS, FRANCISCO BRONZE E MATEUS ZANON »

Jovens e criativos

Cinco estudantes de desenho industrial se uniram para dividir uma sala e, hoje, são proprietários do escritório de design Grande Circular, cujo foco está na qualidade das soluções inovadoras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/07/2015 10:52 / atualizado em 20/07/2015 13:28

Ana Paula Lisboa


 (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press - 30/6/15 )
 

Jovens e criativos


Cinco estudantes de desenho industrial da Universidade de Brasília (UnB) resolveram dividir uma sala há cerca de cinco anos. Esse foi o início do escritório de design Grande Circular, localizado na 215 Norte. O grupo desenvolve identidade visual (desde logotipo até a aparência de um site e estratégia nas redes sociais), ilustrações, infografia, trabalhos de caligrafia, tudo buscando funcionalidade, beleza e criatividade para encontrar as melhores respostas aos problemas dos clientes. No começo, Gabriel Braga, Alexandre Lemos, Francisco Bronze, 29 anos, Victor Papaleo e Mateus Zanon, 28, realmente apenas compartilhavam o espaço, e cada um tinha os próprios clientes.

“Éramos cinco MEIs (microempreendedores individuais). Era como uma república, com aparência de CA (centro acadêmico). Apenas dividíamos as contas, mas cada um trabalhava sozinho. Era bagunçado e evitávamos fazer reuniões com clientes no espaço por causa disso”, lembra Mateus. Com o tempo, os jovens perceberam que seria mais frutífero unirem forças e rendimentos, como conta Francisco. “Todos temos a mesma formação, mas cada um tem habilidades específicas que contribuem para um trabalho melhor.” O nome Grande Circular é uma homenagem à cidade e simboliza a união do grupo.

Crescimento
Há um ano e meio, eles se tornaram sócios e passaram a dividir os lucros. “Definimos organogramas que descrevem todas as etapas pela qual um trabalho deve passar e dividimos as pessoas entre diferentes funções”, observa Victor. Os designers dizem que enfretaram dificuldades, mas aprenderam lições. “Tomamos calote, não tínhamos padrão de como fazer as coisas, mas isso mudou”, relata Mateus.

Os designers criaram a fonte Dingbats Brasília, interpretação minimalista de elementos da capital, disponível para download no site grandecircular.com.
 
Os designers criaram a fonte Dingbats Brasília, interpretação minimalista de elementos da capital, disponível para download no site grandecircular.com.

Foco na qualidade
Os sócios do Grande Circular admitem garantem que os consumidores não se arrependem do investimento. “Escutamos muito dos clientes que não somos os mais baratos, mas que eles vão fechar conosco mesmo assim porque têm certeza de que traremos resultados de qualidade”, conta Mateus. “Preço e prazo não são diferenciais. Não fazemos tudo a qualquer custo nem a qualquer tempo; caso contrário, prejudicamos a qualidade do trabalho. Nosso diferencial está no design”, define. “Oferecemos soluções completas e funcionamos, em muitos casos, como consultores.”

Além de atenderem os clientes, os jovens proprietários querem fazer a diferença e oferecem cursos e oficinas diversos. “Estamos sempre nos atualizando, trazemos pessoas de fora para darem palestras. Eu e o Gabriel já até fomos professores voluntários numa disciplina da UnB”, conta Victor.


"Escutamos muito dos clientes que não somos os mais baratos, mas que eles vão fechar conoscomesmo assim porque têm certeza de que traremos resultados de qualidade”
Mateus Zanon